Bayern e Chelsea reencontram-se em Praga

Pouco mais de um ano depois de o Chelsea ter batido o Bayern na final da UEFA Champions League, as duas equipas, cada uma com o seu novo treinador, voltam a encontrar-se.

O Stadion Eden, em Praga, vai ser o palco da SuperTaça Europeia em 2013
O Stadion Eden, em Praga, vai ser o palco da SuperTaça Europeia em 2013 ©Getty Images

Quinze meses após terem medido forças numa épica final da UEFA Champions League, FC Bayern München e Chelsea FC encontram-se no Stadion Eden, em Praga, para discutirem a SuperTaça Europeia.

• O Chelsea surpreendeu o Bayern com uma emocionante vitória no desempate por penalties, no próprio estádio da turma de Munique, em Maio de 2012. Didier Drogba – que antes tinha restabelecido a igualdade após Thomas Müller colocar o Bayern na frente já perto do final – converteu a grande penalidade decisiva, oferecendo assim à formação de Stamford Bridge o primeiro título europeu da sua história.

• O Bayern soube reagir e tornou-se no segundo clube - depois do AC Milan (1993, 1994) – a sagrar-se campeão europeu um ano depois de perder a final da anterior edição. Golos de Mario Mandžukić (60) e Arjen Robben (89) valeram aos bávaros o seu quinto título de campeões europeus, numa emocionante final da UEFA Champions League frente ao Borussia Dortmund, em Wembley.

• O Chelsea também juntou mais um troféu europeu ao seu palmarés em 2012/13, e também com um golo ao cair do pano, assinado por Branislav Ivanović, de cabeça, no terceiro minuto do período de descontos da final da UEFA Europa League, frente ao SL Benfica, na Amsterdam ArenA. Os "blues" tornaram-se, assim, na terceira formação - depois de Juventus, AFC Ajax e Bayern – a contar no seu palmarés com a conquista das três maiores competições europeias de clubes.

• Os dois emblemas já sofreram decepções na SuperTaça Europeia; o Chelsea, vencedor da prova em 1998, viu-se, há um ano, derrotado pelo Club Atlético de Madrid no Mónaco, enquanto o Bayern perdeu em 1975, 1976 e 2001 – ano em que foi batido por outro clube inglês, o Liverpool FC. Nenhuma outra equipa se viu por três vezes derrotada na SuperTaça Europeia sem nunca erguer o troféu.

• O encontro tem ainda a curiosidade de ambas as equipas apresentarem novos treinadores e de os dois, Josep Guardiola do Bayern e José Mourinho do Chelsea, se conhecerem muito bem do período que passaram à frente de FC Barcelona e Real Madrid CF, respectivamente.

Encontros anteriores
• Na final de 2012 da UEFA Champions League, um cabeceamento certeiro de Thomas Müller, aos 83 minutos, parecia destinado a dar a vitória aos pupilos de Jupp Heynckes, mas cinco minutos mais tarde, Drogba, também de cabeça, restabeleceu a igualdade para o Chelsea, então orientado por Roberto Di Matteo. Robben, extremo do Bayern que, no passado envergou as cores da formação londrina, permitiu depois a defesa a Petr Čech na conversão de um penalty no prolongamento e a desgraça prosseguiu para os homens de Munique no desempate por pontapés da marca de grande penalidade. Apesar de Juan Mata ter falhado para o Chelsea, Čech defendeu as grandes penalidades batidas por Ivica Olić e Bastian Schweinsteiger, deixando nos pés de Drogba o penalty decisivo, que o costa-marfinense não desperdiçou, garantindo o triunfo da sua equipa por 4-3, após grandes penalidades.

• Nesse jogo, disputado na Fußball Arena München a 19 de Maio de 2012, as equipas alinharam da seguinte forma:
Bayern: Neuer, Lahm, Boateng, Tymoshchuk, Contento, Schweinsteiger, Kroos, Robben, Müller (Van Buyten 87), Ribéry (Olić 97), Gómez.
Chelsea: Čech, Bosingwa, Luiz, Cahill, Cole, Mikel, Lampard, Kalou (Torres 84), Mata, Bertrand (Malouda 73), Drogba.

• Bayern e Chelsea encontraram-se também nos quartos-de-final da UEFA Champions League 2004/05, com os "blues" a levarem a melhor com 6-5 no total das duas mãos sobre uma turma bávara então orientada por Felix Magath.

• O Chelsea, na altura com Mourinho na sua primeira passagem pelo leme do clube, venceu a primeira mão por 4-2 em Stamford Bridge. Depois de Joe Cole abrir o activo (4), Schweinsteiger restabeleceu o empate (52), mas os anfitriões recolocaram-se na frente com golos de Frank Lampard (60, 70) e Drogba (80). Michael Ballack marcou o segundo do Bayern no jogo (90), fixando o resultado final.

• Nesse jogo, a 6 de Abril de 2005, as equipas foram as seguintes:
Chelsea: Čech, Johnson (Huth 65), Carvalho, Terry, Gallas, Cole (Tiago 82), Lampard, Makelele, Duff, Gudjohnsen, Drogba (Forssell 89).
Bayern: Kahn, Sagnol, Lúcio, Kovač, Lizarazu, Salihamidžić (Schweinsteiger 46), Frings, Ballack, Hargreaves, Zé Roberto (Scholl 73), Guerrero.

• Lampard (30) e Drogba (80) voltaram a marcar no jogo da segunda mão, em Munique, com Claudio Pizarro (65) a marcar, pelo meio, para os homens da casa. O Bayern acabaria por vencer a partida por 3-2, graças a golos tardios de Paolo Guerrero (90) e Mehmet Scholl (90+5), resultado escasso para as suas aspirações.

• Nessa partida, a 12 de Abril de 2005, no Olympiastadion, as equipas foram:
Bayern: Kahn, Sagnol, Lúcio, Kovač, Lizarazu (Salihamidžić 78), Schweinsteiger, Demichelis (Scholl 52), Ballack, Zé Roberto, Pizarro, Makaay (Guerrero 73).
Chelsea: Čech, Carvalho, Huth, Terry, Gallas, Cole (Nuno Morais 90), Makelele, Lampard, Duff (Tiago 71), Drogba, Gudjohnsen (Geremi 88).

Retrospectiva
• O Bayern vai disputar a sua quarta SuperTaça Europeia, tendo saído derrotado das suas três anteriores presenças na prova:
1975: 0-3 no total das duas mãos frente ao FC Dynamo Kyiv (0-1 em casa, 0-2 fora)
1976: 3-5 no total das duas mãos frente ao RSC Anderlecht (2-1 em casa, 1-4 fora)
2001: 2-3 frente ao Liverpool FC

• O Chelsea bateu por 1-0 o Real Madrid CF na sua estreia em SuperTaças Europeias, no Mónaco, em 1998, com Gus Poyet a assinar o único golo da partida. Na sua segunda presença na prova, frente a outra equipa de Madrid, desta feita o Atlético, as coisas não correram tão bem e os londrinos perderam por 4-1, em grande parte por culpa de um "hat-trick" de Falcao. Gary Cahill apontou o golo do Chelsea.

• Frente ao Atlético, a 31 de Agosto de 2012, o Chelsea apresentou a seguinte equipa:
Čech, Ivanović, Cahill, Luiz, Cole (Bertrand 90), Mikel, Lampard, Ramires (Oscar 46), Hazard, Mata (Sturridge 81), Torres.

• Contando com as já referidas derrotas frente a Chelsea e Liverpool, o Bayern mediu forças com equipas inglesas por cinco vezes na decisão de provas europeias de clubes, vencendo apenas uma e perdendo as outras quatro. Os restantes embates foram:
1975: 2-0 frente ao Leeds United AFC, final da Taça dos Campeões Europeus (Paris)
1982: 0-1 frente ao Aston Villa FC, final da Taça dos Campeões Europeus (Roterdão)
1999: 1-2 frente ao Manchester United FC, final da UEFA Champions League (Barcelona)

• O registo global do Bayern diante de clubes ingleses é de 14V 13E 11D 55GM 47GS. O mais recente confronto foi com o Arsenal FC, nos oitavos-de-final da UEFA Champions League 2012/13, com a turma bávara a vencer por 3-1 fora e a seguir em frente na prova mesmo depois de perder 2-0 em casa no jogo da segunda mão.

• O encontro com o Bayern em Munique foi o mais recente dos 14 embates que o Chelsea já disputou com formações da Bundesliga. O seu registo é de 7V 3E 4D 19GM 11GS.

• A turma londrina conquistou a Taça dos Vencedores das Taças de 1998 com um triunfo sobre o VfB Stuttgart na final. Gianfranco Zola apontou o único golo da partida.

• Ao todo, na história das provas europeias de clubes tiveram já lugar 12 finais anglo-germânicas, com apenas dois triunfos alemães.

• O registo do Bayern em desempates por penalties nas competições da UEFA é o seguinte:
3-4 frente ao Chelsea FC, final da UEFA Champions League 2011/12
3-1 frente ao Real Madrid CF, meias-finais da UEFA Champions League 2011/12
5-4 frente ao Valencia CF, final da UEFA Champions League 2000/01
9-8 frente ao PAOK FC, segunda eliminatória da Taça UEFA 1983/84
4-3 frente ao Åtvidaberg FF, primeira eliminatória da Taça dos Campeões Europeus 1973/74

• O registo do Chelsea é o seguinte:
4-3 frente ao FC Bayern München, final da UEFA Champions League 1973/74
5-6 frente ao Manchester United FC, final da UEFA Champions League 2007/08
1-4 frente ao Liverpool FC, meias-finais da UEFA Champions League 2006/07

• Vencedor da SuperTaça Europeia ao leme do FC Barcelona em 2009 e 2011, Guardiola poderá tornar-se no primeiro treinador a conquistar por três vezes a prova. Actualmente, os seus dois triunfos colocam-no em igualdade com Alex Ferguson (Aberdeen FC 1983, Manchester United 1991), Carlo Ancelotti (AC Milan 2002, 2007), Louis van Gaal (AFC Ajax 1995, Barcelona 1997) e Arrigo Sacchi (Milan 1989, 1990).

Ligações entre as equipas
• Guardiola e Mourinho encontraram-se 11 vezes como treinadores de Barcelona e Real Madrid, com Guardiola a somar cinco vitórias e Mourinho duas. O Barça venceu 5-0 em Camp Nou no primeiro embate entre os dois técnicos em Espanha, a 29 de Novembro de 2010, e bateu também o Real nas meias-finais da edição dessa época da UEFA Champions League, derrotando ainda os madrilenos na SuperTaça de Espanha de 2011/12. O Real Madrid venceu, depois, a Taça de Espanha de 2011 com um triunfo sobre o Barça na final, e bateu os catalães por 2-1 em Camp Nou, no último frente-a-frente Guardiola-Mourinho até à data.

• Ao leme do FC Internazionale Milano, Mourinho eliminou o Barcelona nas meias-finais da UEFA Champions League 2009/10, com um total de 3-2 no conjunto das duas mãos.

• Robben jogou pelo Chelsea entre 2004 e 2007, vencendo dois títulos de campeão inglês e uma Taça de Inglaterra. Marcou 15 golos em 67 jogos pelos londrinos na Liga inglesa.

• André Schürrle, que este Verão chegou ao Chelsea, proveniente do Bayer 04 Leverkusen, apontou 18 golos em 65 jogos na Bundesliga pelo clube da BayArena. Antes, havia representado o 1. FSV Mainz 05, pelo qual marcou 19 golos em 66 jogos, em 2011. Ao todo somou quatro vitórias e três derrotas em sete jogos frente ao Bayern. No Mainz foi colega de Jan Kirchhoff, actual jogador do Bayern.

• Kevin De Bruyne passou a temporada de 2012/13 emprestado ao SV Werder Bremen, tendo sofrido duas derrotas frente ao Bayern. Marcou um golo em Munique, num jogo em que o Bremen perdeu por 6-1.

• Manuel Neuer, Philipp Lahm, Jérôme Boateng, Schweinsteiger e Müller alinharam pela selecção da Alemanha que bateu a Inglaterra de John Terry, Ashley Cole e Lampard por 4-1 nos oitavos-de-final do Campeonato do Mundo de 2010.

• Fernando Torres marcou o golo da Espanha no triunfo por 1-0 sobre a Alemanha de Lahm e Schweinsteiger na final do UEFA EURO 2012.

• Torres saltou do banco perto do final do encontro e Mata foi suplente não utilizado quando a Espanha bateu a Alemanha também por 1-0 nas meias-finais do Mundial de 2010. Neuer, Boateng, Lahm, Schweinsteiger e o suplente utilizado Kroos alinharam pela Alemanha nessa partida.

• Na sua única temporada ao serviço do Manchester City, Boateng estreou-se como suplente utilizado num triunfo caseiro por 1-0 sobre o Chelsea, em Setembro de 2010.

• Um dos seis jogos disputados por Daniel Van Buyten durante a sua passagem, por empréstimo, pelo Manchester City, foi frente ao Chelsea (derrota caseira por 1-0, na temporada de 2003/04).

• David Luiz, Ramires e Oscar já alinharam com Dante na selecção do Brasil. Javi Martínez é colega de Torres, Mata e César Azpilicueta na selecção de Espanha, enquanto Van Buyten, Eden Hazard e Romelu Lukaku são presenças habituais na selecção principal da Bélgica.

Topo