SSI Err 
O "site" oficial do futebol europeu

Vitória ao cair do pano

Publicado: Sábado, 29 de Agosto de 2009, 0.54CET
FC Barcelona 1-0 FC Shakhtar Donetsk (após prolongamento)
Um golo do suplente Pedro Rodríguez aos 115 minutos quebrou a resistência ucraniana e garantiu o terceiro troféu ao Barcelona.
Vitória ao cair do pano
A equipa do Barcelona faz a festa ©Getty Images
SSI Err
Publicado: Sábado, 29 de Agosto de 2009, 0.54CET

Vitória ao cair do pano

FC Barcelona 1-0 FC Shakhtar Donetsk (após prolongamento)
Um golo do suplente Pedro Rodríguez aos 115 minutos quebrou a resistência ucraniana e garantiu o terceiro troféu ao Barcelona.

O FC Barcelona venceu a SuperTaça Europeia ao derrotar o FC Shakhtar Donetsk por 1-0, após prolongamento, em partida disputada no Stade Louis II, no Mónaco.

Pedro decisivo
Os catalães dominaram o encontro do princípio ao fim mas tiveram no guarda-redes Andriy Pyatov o principal obstáculo ao nulo verificado no final do tempo regulamentar, nomeadamente ao negar as intenções do irrequieto Lionel Messi e de Thierry Henry. No entanto, após Julius Aghahowa dispor da melhor oportunidade do Shakhtar em toda a partida no tempo extra, defendida por Víctor Valdés, Pyatov nada conseguiu fazer quando, aos 115 minutos, Messi assistiu na perfeição o suplente Pedro Rodríguez e o avançado garantiu o terceiro troféu ao Barcelona, depois das conquistas de 1992 e 1997.

Barcelona dominador
O Barça, que apresentou o reforço Zlatan Ibrahimović no ataque e não pôde contar com o lesionado médio Andrés Iniesta, dominou o início do encontro e dispôs mesmo de 77 por cento de posse de bola à passagem do quarto-de-hora. No entanto, a primeira tentativa de visar a baliza coube ao conjunto de Mircea Lucescu, no qual o brasileiro Jadson – autor do golo da vitória do Shakhtar na derradeira edição da Taça UEFA – começou no banco de suplentes. Olexiy Gai tentou a sorte de longa distância mas a bola saiu muito ao lado do alvo. A resposta do detentor da UEFA Champions League surgiu de imediato, quando Henry rodopiou sobre Darijo Srna e rematou ligeiramente por cima da barra.

Pyatov seguro
A meio do primeiro tempo, Seydou Keita aproveitou um passe errado para rematar de pronto e sem êxito. Apesar de comandar as operações, a formação de Josep Guardiola apenas esteve perto de inaugurar o marcador aos 33 minutos, altura que a sua equipa, na tentativa de surpreender o adversário, cobrou rapidamente um livre para Messi mas o recém-eleito Jogador e Avançado do Ano da UEFA viu Pyatov blocar com segurança o seu pontapé cruzado já dentro da área, no primeiro remate do encontro à baliza.

Toada mantém-se
O lance de Gai logo aos sete minutos constituiu mesmo o único remate dos ucranianos até ao intervalo e após o reatamento o cariz do desafio não se alterou: domínio absoluto do Barcelona e o Shakhtar sem falhas na defesa à espreita do contra-ataque. Ibrahimović rematou à meia-volta ao lado na sequência de um ressalto no coração da área, antes de uma incursão de Fernandinho pela direita terminar com defesa sem problemas de Víctor Valdés, a remate de Răzvan Raţ.

Esforço de Messi
O Barcelona aumentou a pressão e, aos 74 minutos, Messi viu novamente Pyatov negar-lhe os intentos quando rematou de pé esquerdo no limite da área, numa jogada em que Henry também esteve perto de marcar. Ambos os treinadores refrescaram as equipas e, a oito minutos do fim do tempo regulamentar, mais um pontapé de Messi parou nas mãos de Pyatov. Logo a seguir, Carles Puyol desviou de cabeça um canto da direita mas Henry, à boca da baliza e depois do esférico ter batido em Tomáš Hübschman, não conseguiu acertar bem na bola e permitiu nova defesa a Pyatov, o mesmo acontecendo às tentativas de Daniel Alves e de Pedro.

Estocada final
Contratado este Verão ao Kayserispor, Aghahowa entrou no início do prolongamento e, aos nove minutos, teve nos pés a melhor oportunidade do Shakhtar até então. O avançado nigeriano ganhou espaço pelo centro do terreno, mas Valdés mostrou-se atento e defendeu o seu remate, antes de Pyatov rechaçar com os pés a tentativa de Bojan Krkić e Alves errar a pontaria de fora da área. Messi arrancou pelo meio e rematou para defesa de Pyatov mas, a cinco minutos do final, endossou o esférico a Pedro e o dianteiro catalão atirou rasteiro para o fundo das redes e junto ao poste esquerdo, culminando o registo perfeito do Barça depois das vitórias na Liga espanhola, Taça de Espanha, UEFA Champions League e SuperTaça espanhola, esta no fim-de-semana passado.

Última actualização: 29-08-09 18.52CET

Informação relacionada

Federações membro
  • SSI Err
  • SSI Err
Perfis das equipas
Jogo relacionado
  • SSI Err

http://pt.uefa.com/uefasupercup/season=2009/matches/round=2000023/match=2001219/postmatch/report/index.html#vitoria+cair+pano