Gales satisfeito com êxito da SuperTaça Europeia

Ruas animadas, estádio lotado e nem a chuva arrefeceu o ambiente: Mark Pitman, do UEFA.com, explica que a SuperTaça Europeia foi uma vitória para Gales.

A SuperTaça Europeia ajudou a próxima geração de Gareth Bales galeses a definir novas metas
A SuperTaça Europeia ajudou a próxima geração de Gareth Bales galeses a definir novas metas ©Getty Images

“Será que o País de Gales e Cardiff conseguiram?", questionou o jornal Western Mail depois de o Real Madrid CF bater o Sevilla FC por 2-0 na SuperTaça Europeia. "Sem dúvida".

Iker Casillas foi o primeiro a colocar as mãos no troféu após o apito final do encontro de terça-feira, mas os moradores da capital galesa também tinham fortes motivos para comemorar, já que Gareth Bale teve um regresso triunfal a casa. Há pouco mais de uma década, o atacante de 25 anos ainda jogava com os amigos nos campos dos parques situados a cerca de um quilómetro do local onde hoje está construído o Cardiff City Stadium. O regresso do atacante com a equipa do Real Madrid serve de motivação para a próxima geração de talentos galeses tentarem cumprir o mesmo percurso. O entusiasmo gerado pelos jovens adeptos galeses nas bancadas quando Bale e as estrelas do Real Madrid entraram em campo foi algo que a câmaras de televisão não conseguiram transmitir em toda a sua dimensão.

No entanto a passagem da SuperTaça Europeia pelo País de Gales não começou e terminou com a chegada e a partida dos detentores da UEFA Champions League e da UEFA Europa League. Este mês os três troféus estiveram expostos em várias cidades, permitindo que jovens de todos os cantos do País de Gales tirassem fotografias junto dos prémios que todos os anos são cobiçados pelas maiores estrelas do futebol mundial. Os milhares de crianças e famílias que durante a digressão de duas semanas posaram, sorriram e tiraram "selfies" com os troféus também passaram a fazer parte deste grande evento.

Nos dias que antecederam o encontro, as atenções estiveram voltadas para a capital e a mudança da decoração exterior do Cardiff City Stadium ajudou a criar um clima de grande expectativa. Cardiff, que normalmente já é uma cidade cosmopolita, recebeu os adeptos de Real Madrid e Sevilha nos muitos bares e restaurantes e nem a chuva torrencial conseguiu estragar o ambiente de festa criado pela "armada espanhola" em redor dos pratos de tapas.

Organizar e acolher um jogo desta importância não é tarefa fácil, mas a preparação meticulosa realizada ao longo dos últimos 12 meses pela Federação Galesa de Futebol (FAW), em conjunto com a UEFA, permitiu que o sucesso fosse total. "É uma das maiores honras concedidas ao País de Gales", afirmou o presidente da FAW, Trefor Lloyd Hughes, com a federação orgulhosa do sucesso do evento e por deixar um legado duradouro que poderá beneficiar o País de Gales nos próximos anos.

Se o ambiente de festa já tinha ajudado Cardiff e o País de Gales, o bis de Cristiano Ronaldo acabou por ser o culminar perfeito desta grande organização. O triunfo de Bale foi mais um motivo de orgulho para o futebol local. "Sempre que organizámos um grande evento, parecia existir sempre algo para a imprensa ou o cidadão comuns lamentarem", concluiu o Western Mail. "Desta vez não".

Topo