Schürrle entusiasmado por reencontrar Bayern

"Conheço pessoalmente a maior parte dos jogadores do Bayern" disse André Schürrle, do Chelsea, antes de insistir que as amizades ficarão de parte na SuperTaça Europeia desta sexta-feira, em Praga.

©Getty Images

O dianteiro do Chelsea FC, André Schürrle, está "realmente ansioso" pela possibilidade de defrontar o FC Bayern München na SuperTaça Europeia, um clube que já está bastante habituado a defrontar, desde os tempos da 1. Bundesliga.

Schürrle trocou a Alemanha pela Inglaterra quando, este Verão, deixou o Bayer 04 Leverkusen para ingressar no clube londrino e está bastante empolgado por poder defrontar vários colegas da selecção germânica. "Conheço a maior parte dos jogadores do Bayern pessoalmente – são bons amigos meus", disse o jogador de 22 anos. "Não temos estado muito em contacto na última semana, porque ambas as equipas estão concentradas neste jogo, mas tenho a certeza para falar rapidamente com alguns antes do início do jogo".

Schürrle tem um registo invejável frente ao Bayern, tendo quarto dos sete encontros que disputou para a Bundesliga, pelo 1. FSV Mainz 05 e pelo Bayer Leverkusen. Ele teve pena do gigante alemão quando este foi derrotado, na sua própria casa no desempate por grandes penalidades na final da UEFA Champions League, mas, actualmente, não podia ser mais adepto dos "blues". "Vimos essa final enquanto estagiávamos com a selecção da Alemanha antes do UEFA EURO 2012 e é óbvio que, enquanto alemães, sofremos todos, mas agora jogo pelo Chelsea e espero que o mesmo volte a acontecer", explicou.

Petr Čech tem, obviamente, melhores recordações de uma noite dramática na Baviera. O guarda-redes internacional checo defendeu uma grande penalidade decisiva de Arjen Robben no prolongamento e, depois, de Ivica Olić e Bastian Schweinsteiger no desempate por grandes penalidades, quando a equipa inglesa conseguiu o seu primeiro título da UEFA Champions League. "Tivemos sorte por derrotar o Bayern no seu próprio reduto", disse o guardião de 31 anos. "Foi uma época inacreditável para todos nós e o mesmo na época passada, na UEFA Europa League, que também conseguimos ganhar".

Agora, os "blues" pretendem dar seguimento aos seus sucessos na UEFA Champions League e UEFA Europa League com um terceiro troféu europeu, com a goleada de 4-1 sofrida perante o Club Atlético de Madrid a constituir uma motivação adicional.

"Joga-se finais – da SuperTaça, Champions League e Europa League – para se ganhar", disse Čech. "No ano passado, merecemos perder frente ao Atlético, mas queremos esquecer isso e escrever, desta vez, uma história diferente". Se essa história inclui outro capítulo com grandes penalidades, é algo que não faz diferença para Čech: "Desde que tenhas a taça nas mãos, não importa como a conquistamos. Se tivermos que ir de novo ao desempate por grandes penalidades, que seja".

 

 

Topo