Barça e FC Porto querem dar espectáculo

Josep Guardiola e Vítor Pereira acreditam que os adeptos que vão estar no Mónaco terão oportunidade de ver um grande espectáculo entre Barcelona e FC Porto na SuperTaça Europeia.

Na sexta-feira só poderá haver um vencedor no embate entre duas forças dominantes do futebol europeu, a contar para a SuperTaça Europeia, com o treinador do FC Barcelona, Josep Guardiola, a prever que o encontro com o FC Porto, no Mónaco, vai produzir um potencial clássico.

O "tiki-taka" levou o Barcelona ao triunfo na UEFA Champions League e na Liga espanhola, enquanto o FC Porto foi campeão português, sem perder qualquer jogo, e conquistou a UEFA Europa League e a Taça de Portugal. Este mês os dois clubes juntaram ao seu vasto palmarés as SuperTaças dos respectivos países, depois de baterem Real Madrid CF (total de 5-4) e o Vitória de Guimarães (2-1), pelo que vão chegar muito moralizados ao jogo que marca o arranque da época europeia.

Guardiola recordou o sensacional triunfo, por 3-1, na final da UEFA Champions League disputada em Wembley e perspectivou o embate com o FC Porto. "As finais têm outra importância quando temos pela frente um clube com uma grande história. Foi uma honra defrontar o Manchester United e é uma honra defrontar o FC Porto, que é uma das equipas mais fortes do Mundo da actualidade. As estatísticas do FC Porto são impressionantes e quando os vemos jogar, podemos constatar que fazem tudo bem. Penso que vai ser uma excelente final, como foi a da UEFA Champions League," explicou.

Pedro Rodríguez, Lionel Messi e David Villa marcaram os golos da vitória em Londres, em Maio passado, e os três atacantes devem ser titulares numa equipa do Barcelona que não vai poder contar com os lesionados Carles Puyol (joelho) e Gerard Piqué (gémeos) no eixo da defesa. As vagas devem ser ocupadas por Éric Abidal - o jogador que ergueu a Taça dos Clubes Campeões Europeus depois de recuperar de operação a um tumor - e Javier Mascherano, enquanto os reforços Cesc Fàbregas e Alexis Sánchez devem ser opções a partir do banco de suplentes.

Vítor Pereira vai fazer a estreia europeia no comando da equipa do FC Porto, após a saída de André Villas-Boas para o Chelsea FC, e vai tentar encontrar uma forma de impedir Messi de marcar o primeiro golo numa SuperTaça Europeia, à terceira tentativa, isto depois de na véspera do jogo o argentino ter sido o primeiro jogador a ser distinguido com o prémio de Melhor Jogador da UEFA na Europa. "Não há qualquer táctica especial que permita travar Messi," afirmou o treinador do FC Porto. "Só o podemos parar com uma boa exibição colectiva, muita concentração defensiva, entreajuda e antecipando as jogadas. Vão ver o nosso plano de jogo e a nossa identidade, não temos de nos adaptar ao adversário."

Vítor Pereira considerou o Barcelona "a melhor equipa" que viu em toda a sua vida, mas quer que os seus jogadores entrem em campo de igual para igual. "Estamos aqui por nosso mérito, depois de uma grande época. Sabemos que o Barcelona tem uma excelente equipa, mas não estamos aqui para os ver jogar. Viemos para ganhar o jogo, por isso estão reunidos todos os ingredientes para um grande espectáculo." Os adeptos do FC Porto poderão ter a primeira oportunidade de ver em jogo o reforço Steven Defour, com a chegada do médio internacional belga a ajudar a superar a saída de Falcao, o avançado que marcou 17 golos, incluindo o que decidiu a final de Dublin, e foi fundamental no triunfo dos "dragões" na UEFA Europa League.

Em Camp Nou vive-se um período áureo, mas Guardiola não considera que a sua equipa seja imbatível e que esteja a criar uma nova era no futebol: "Já disse várias vezes que isso só será avaliado pela história." No entanto, o treinador reconheceu que os seus jogadores beneficiaram dos dois encontros com o grande rival. "Os embates com grandes equipas ajudam-nos a melhorar e os jogos da SuperTaça com o Real Madrid foram uma excelente preparação," afirmou. "Espero que os jogadores não fiquem desconcentrados com o bom tempo e os iates."

Topo