Supertaça Europeia: De Jong mal pode esperar por Budapeste

Luuk de Jong, ponta-de-lança do Sevilha, está ansioso por defrontar o Bayern Munique: "Se há uma oportunidade, então há que fazer tudo para a aproveitar."

Luuk de Jong logo após ter conquistado a UEFA Europa League ao serviço do Sevilha
Luuk de Jong logo após ter conquistado a UEFA Europa League ao serviço do Sevilha UEFA via Getty Images

Autor de uma impressionante série de golos durante as cinco temporadas em que vestiu a camisola do PSV Eindhoven, Luuk de Jong sentiu algumas dificuldades de adaptação quando se mudou no ano passado para Espanha, para ingressar no Sevilha. Porém, o avançado de 30 anos de idade provou todo o seu valor na final da UEFA Europa League disputada em Agosto, com os seus dois golos de cabeça a ajudarem a sua equipa a bater o Inter por 3-2, em Colónia.

Esse sucesso fez com que a UEFA Champions League chame outra vez pelo holandês, mas antes disso está apostado em demonstrar mais uma vez a sua veia goleadora contra o Bayern na disputa da Supertaça Europeia, em Budapeste.

Sobre a Supertaça Europeia

Quando me transferi do PSV para o Sevilha esperava atingir mais, mas não sonhava que iríamos conquistar tudo isto. Agora que atingimos a final da Supertaça Europeia contra o Bayern, vamos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para vencer, embora não vá ser nada fácil ante uma excelente equipa. A sua grande força é a capacidade que têm para jogar como equipa, utilizando a pressão e as rápidas transições consoante perdem ou ganham a posse de bola, ao mesmo tempo que os jogadores criam constantemente espaços para os seus colegas.

Se o Bayern é favorito? Sim, claro que é. No entanto, tudo pode acontecer - é uma final a um jogo e temos de estar prontos. É o início da temporada e talvez eles ainda estejam à procura do seu melhor onze. Espera-se sempre que haja pequenas coisas que ainda não estejam a funcionar na perfeição e que possamos aproveitar. Vai ser muito complicado, mas se existe uma oportunidade, então há que aproveitá-la.

Resumo: Sevilha 3-2 Inter
Resumo: Sevilha 3-2 Inter

Sobre vencer a final

Foi uma fantástica mistura de emoções. Para um clube como o Sevilha, que já tinha vencido a prova por cinco vezes, conquistar um sexto troféu foi incrível, ainda que tenha sido uma época estranha para os jogadores. Não jogámos durante três meses e é claro que é uma pena vencermos uma competição e os adeptos não poderem estar lá para celebrar connosco. Contudo, não deixa de ser uma conquista fantástica para todos nós, sendo que acredito plenamente que os nossos adeptos festejaram efusivamente, ainda que à distância.