Kaladze contagiado pelo entusiasmo da SuperTaça

Vencedor da SuperTaça Europeia pelo Milan, Kakha Kaladze, antiga estrela da Geórgia, está ansioso pelo espectáculo em Tbilissi e confessou: "Nunca vi tanto entusiasmo."

Kakha Kaladze fala ao UEFA.com
Kakha Kaladze fala ao UEFA.com ©AFP

Com tudo a postos para o embate entre FC Barcelona e Sevilla FC em Tbilissi, na terça-feira, na SuperTaça Europeia da UEFA, o UEFA.com foi falar com o antigo defesa do AC Milan e da Geórgia, Kakha Kaladze.

"Nunca vi tanto entusiasmo", disse o vencedor do prémio de melhor jogador georgiano por cinco vezes e que está esperançoso de que o evento deixe um forte legado na sua terra natal. Actualmente a ocupar o cargo de adjunto do primeiro-ministro da Geórgia, o vencedor da UEFA Champions League por duas vezes recordou ainda a conquista da SuperTaça Europeia em 2007, quando os "rossoneri" enfrentaram o Sevilha, no Mónaco.

UEFA.com: De que tipo de jogo está à espera?

Kakha Kaladze: Tal como qualquer adepto georgiano, sinto um grande orgulho pela nossa capital receber um jogo destes. Uma final é sempre entusiasmante, ainda mais quando jogada por equipas tão fortes.

UEFA.com: Pensa que o vencedor da UEFA Champions League parte sempre com mais favoritismo em relação ao detentor da UEFA Europa League?

Kaladze: Se compararmos o nível de ambos os torneios, vemos que existe uma diferença. Os clubes da UEFA Europa League têm orçamentos inferiores e a UEFA Champions League é a maior competição mundial. Apesar de ser difícil, aposto no Barcelona pelo seu estilo de jogo.

Kakha Kaladze ergue o troféu da UEFA Champions League em 2007
Kakha Kaladze ergue o troféu da UEFA Champions League em 2007©AFP

UEFA.com: Como é que vai ser para os adeptos georgianos verem Lionel Messi, Neymar e companhia de tão perto?

Kaladze: O número de bilhetes vendidos é um forte indicador do entusiasmo que se vive neste momento pela SuperTaça Europeia. Em muitos anos de carreira, nunca vi nada assim. As pessoas na Geórgia amam o futebol e adoram o Messi e a sua equipa.

UEFA.com: Que legado pode a SuperTaça Europeia deixar na Geórgia, em termos desportivos e não só?

Kaladze: É sempre significante para qualquer país quando são visitados por jogadores de alta qualidade. Os jogadores serão uma grande motivação e fonte de inspiração para os mais novos. Em termos políticos, organizar um jogo destes ajuda a promover o país. A Geórgia está a ganhar mais reconhecimento e sinto-me orgulhoso por poder dizer que o país está pronto para receber este grande jogo.

UEFA.com: Em 2007 venceu a SuperTaça Europeia. Que memórias tem desse jogo?

Kaladze: Foi um jogo muito importante para mim e para a equipa, foi difícil, duro, mas ganhámos. Na altura o Milan era a melhor equipa do mundo, foram os melhores anos que passei em Milão.

Kakha Kaladze em acção pela Geórgia
Kakha Kaladze em acção pela Geórgia©Getty Images

UEFA.com: A Geórgia tem alguma reputação no futebol atacante. Como é que se explica que o jogador mais bem-sucedido na história georgiana seja um defesa?

Kaladze: É verdade que os jogadores georgianos têm tendência para ser mais tecnicistas e ofensivos, mas eu era diferente. Era forte fisicamente e superior noutro tipo de características como a determinação e a ética de trabalho.

UEFA.com: Quão difícil foi passar do futebol para a política? A sua experiência no desporto ajuda-o no trabalho como político?

Kaladze: Pensei muito antes de tomar essa decisão e foi muito difícil nos primeiros meses, mas tinha alguma experiência em negócios e acabou tudo por se tornar bastante acessível, tal como a minha experiência no futebol.

Conteúdos relacionados

Topo