Coke e Reyes e a presença da Sevilha na SuperTaça Europeia

Coke explica por que "lavaria tachos e panelas" na SuperTaça Europeia, enquanto José Antonio Reyes garante que o Sevilha não é menos favorito do que o Barcelona.

José Antonio Reyes e Coke na conferência de imprensa de antevisão do jogo
José Antonio Reyes e Coke na conferência de imprensa de antevisão do jogo ©Getty Images

Coke, defesa do Sevilha
No ano passado perdemos a SuperTaça para o Real Madrid e foi justo, mas não há qualquer ligação entre os dois jogos, as pessoas têm de respeitar a nossa equipa. É a nossa segunda presença na SuperTaça em dois anos. O nosso treinador dá sempre um grande destaque a jogos históricos, como as finais europeias.

O Sevilha tem a tradição de defrontar grandes adversários e são estes desafios que motivam o melhor da nossa equipa. Esperemos que aos 50 minutos o público esteja do nosso lado por estarmos a jogar melhor.

Já tenho experiência de jogar no meio-campo. Se o treinador decidir fazer algo diferente, só temos de fazer o que ele pede. Posso jogar pelo meio, pelos flancos, onde for necessário, tanto mais que estamos a disputar um troféu. Poderia até jogar à baliza, temos de estar preparados para tudo, lavaria tachos e panelas se fosse necessário!

José Antonio Reyes, médio do Sevilha
No ano passado tivemos oportunidade de lutar por este título, mas não conseguimos vencer, por isso não somos menos favorito neste jogo. É mais uma final e estamos aqui para desfrutar, sem qualquer sentimento de vingança. É excelente participar nestes jogos e estamos aqui para ganhar.

Há sempre jogadores que que saem [como o Carlos Bacca] e jogadores que entram. Acontece o mesmo todos os anos. O importante é que estamos unidos como equipa. Essas preocupações já tinham surgido no ano passado, quando perdemos jogadores como o Ivan Rakitić, mas o importante é lutarmos e estarmos ao nosso melhor nível, independentemente das circunstâncias.

Começamos empatados, mas sabemos que o Barcelona é uma excelente equipa. No entanto, tudo se decide num jogo e qualquer das equipas pode ganhar.

Unai Emery sobre o Barcelona, Luis Enrique e Neymar
Unai Emery sobre o Barcelona, Luis Enrique e Neymar

Conteúdos relacionados

Topo