Consagrados tentam título inédito

Inter e Atlético de Madrid são dois grandes clubes do futebol europeu, habituados a marcar presença nos grandes palcos, mas apenas agora se irão estrear na SuperTaça Europeia.

Rafael Benítez e Quique Sánchez Flores estiveram frente-a-frente em Anfield, na última temporada
©Getty Images

O FC Internazionale Milano e o Club Atlético de Madrid conhecem bem os grandes palcos europeus, mas vão ambos estrear-se na SuperTaça Europeia, marcada para o dia 27 de Agosto.

Para além de estarem pela primeira vez nesta competição, Inter, vencedor da última edição da UEFA Champions League, e Atlético, detentor da UEFA Europa League, vão também medir forças pela primeira vez em jogos oficiais - facto assinalável, tendo em linha de conta que, juntas, no total, somam mais de 500 encontros disputados nas competições europeias.

As duas formações vão procurar, a 27 de Agosto, no Mónaco, imitar os feitos já alcançados pelos seus maiores rivais das respectivas cidades. O Real Madrid CF conquistou a SuperTaça Europeia em 2002, enquanto o AC Milan ergueu o troféu mais do que qualquer outra equipa, num total de cinco ocasiões, duas delas diante de equipas espanholas, quando bateu o FC Barcelona em 1989 e o Sevilla FC, em 2007.

Os actuais treinadores de Inter e Atlético passaram, ambos, pelo comando do Valencia CF no passado. Rafael Benítez poderia mesmo ter orientado a turma "ché" na SuperTaça Europeia de 2004, frente ao FC Porto, depois de a ter guiado à conquista da Taça UEFA na temporada anterior, mas rumou ao Liverpool FC, clube pelo qual acabou por conquistar o troféu no ano seguinte, com uma vitória por 3-1 sobre o PFC CSKA Moskva.

Em caso de vitória do Inter, Benítez igualará o feito de Raymond Goethals, Arrigo Sacchi, Louis van Gaal, Alex Ferguson, Arigo Sacchi e Carlo Ancelotti, que conquistaram já por duas ocasiões, como treinadores, a SuperTaça Europeia.

Benítez poder-se-á tornar no primeiro treinador "estrangeiro" a vencer a SuperTaça Europeia desde que, ele mesmo, ergueu o troféu ao leme do Liverpool, há cinco anos. O último treinador a conseguir conquistar a prova logo após assumir o comando da respectiva equipa foi Claudio Ranieri, curiosamente quando sucedeu a Benítez no comando do Valência, em 2004.

Tal como o seu Atlético, Quique Sánchez Flores vai, também ele, estrear-se na SuperTaça Europeia. Esta será a primeira edição da prova a colocar frente-a-frente dois técnicos espanhóis, depois de, em 1993, dois italianos terem medido forças - Nevio Scala no comando do Parma FC e Fabio Capello à frente do AC Milan.

Um dado estatístico curioso poderá fazer a balança pender para o lado da formação de Quique Flores: desde 2003 que o vencedor da última edição da UEFA Champions League apenas conquista a SuperTaça Europeia em anos ímpares, com o detentor da antiga Taça UEFA a vencer nos anos pares.

Ao todo as dez edições da SuperTaça Europeia disputadas desde a extinção da Taça dos Vencedores das Taças, em 1999, resultaram em cinco vitórias para o detentor da UEFA Champions League e noutras tantas para o detentor do outro troféu europeu de clubes.

Topo