Campeões europeus perdem terreno

O triunfo do Atlético sobre o Inter na Super Taça Europeia significa que os vencedores da segunda prova europeia mais importante passaram a levar a melhor sobre os campeões europeus no ranking global.

Sergio Agüero (segundo a contar da direita) festeja o segundo golo do Atlético
©Getty Images

O triunfo do Club Atlético de Madrid sobre o FC Internazionale Milano na Super Taça Europeia, por 2-0, significa que os vencedores da segunda competição europeia mais importante de clubes passaram a levar a melhor sobre os campeões europeus no ranking global: 18-17.

Desde 2003 que o nome inscrito na Super Taça Europeia tem alternado entre os vencedores das duas provas. O ciclo continuou no Stade Louis II, esta sexta-feira, com o Atlético, vencedor da UEFA Europa League, a vencer os "nerazzurri" graças a golos de José Antonio Reyes e Sergio Agüero na segunda parte.

Depois de ter batido o Liverpool em 2005, o treinador do Inter, Rafael Benítez, perdeu a oportunidade de tornar-se no terceiro treinador – depois de Alex Ferguson e Louis van Gaal – a vencer o troféu ao serviço de clubes diferentes. A prova tem sido ganha por clubes de leste a oeste da Europa, com 15 países já representados na disputa da Super Taça Europeia.

Apenas sete clubes a conquistaram mais do que uma vez – AC Milan, Liverpool, AFC Ajax, FC Barcelona, RSC Anderlecht, Valencia CF e Juventus. O Atlético é o 23º clube a erguer o troféu, enquanto o Inter ainda não alcançou esse feito.

Topo