Falcao de sonho embala Atlético no Mónaco

Chelsea FC 1-4 Club Atlético de MadridRadamel Falcao assinou um "hat-trick" na primeira parte e acertou duas vezes nos ferros no Mónaco diante do campeão europeu.

Falcao de sonho embala Atlético no Mónaco
©Getty Images

O Club Atlético de Madrid conquistou a sua segunda SuperTaça Europeia, no Stade Louis II, graças a uma concludente vitória por 4-1 sobre o campeão europeu Chelsea FC. Falcao apontou um "hat-trick" e realizou uma exibição de sonho.

Até à partida desta sexta-feira, a maioria das SuperTaças realizadas no principado havia sido conquistada não pelo campeão europeu, mas pelo vencedor da Taça UEFA/Taça dos Vencedores das Taças, e a tendência manteve-se. Esperava-se um embate equilibrado entre Chelsea e Atlético, mas Falcao tinha outros planos e roubou o protagonismo todo para si, numa noite inesquecível para o ex-artilheiro do FC Porto.

Logo aos quatro minutos, após um cruzamento da esquerda, Falcao surgiu na sua área de eleição para emendar, mas a bola embateu na barra da baliza do Chelsea. Um aviso para o que sucederia apenas dois minutos volvidos. O dianteiro isolou-se, o colombiano manteve a calma, fez um chapéu a Petr Čech, a bola bateu no poste mais distante e entrou, de nada valendo o esforço de David Luiz para evitar o golo. Foi o início do recital de futebol do avançado colombiano.

O Chelsea partiu para cima do Atlético, mas os comandados de Diego Simeone começaram a controlar o jogo como queriam, anulando os ataques londrinos e surgindo sempre com perigo junto da baliza de Čech. E aos 19 minutos, mais um momento de grande inspiração de Falcao. O atacante recebeu a bola na área do Chelsea, descaído para a direita, tirou um defesa da frente e rematou de pé esquerdo, em arco, ao ângulo da baliza, para um tento fantástico.

A toada manteve-se e, aos 35 minutos, após um falhanço incrível de Adrián López, a bola chegou a Falcao, que cabeceou ao poste direito da baliza do Chelsea. Mas o colombiano não se deixou abater e, em cima dos 45 minutos, Arda Turan descobriu o atacante na esquerda da grande área e este colocou a bola por entre as pernas de Čech. Falcao chegava com tranquilidade impressionante ao "hat-trick".

Nada mudou após o descanso, com o Chelsea a mostrar total incapacidade de criar perigo e o Atlético mais perto do 4-0 - que acabou mesmo por surgir. Desta vez não foi Falcao (que até participou no lance) a marcar, mas Miranda, que surgiu solto do lado direito da área para rematar com sucesso, à passagem da hora de jogo. Estava encontrado o vencedor do encontro.

Ainda assim, aos 74 minutos, o Chelsea reduziu, por Tim Cahill, que aproveitou uma bola perdida na grande área, na sequência de um canto, para atirar a contar. Até final, destaque apenas para mais uma bola ao poste do Chelsea, desta vez desviada pelo defesa dos "blues", David Luiz. Os portugueses Raul Meireles e Sílvio ficaram no banco do Chelsea e do Atlético, respectivamente.

Topo