Treinadores elogiam fantástico Falcao

Uma primeira parte "espectacular" abriu caminho ao triunfo do Atlético na SuperTaça, segundo Diego Simeone, que, tal como Roberto Di Matteo, elogiou Radamel Falcao.

Diego Simeone comemora o triunfo do Atlético
Diego Simeone comemora o triunfo do Atlético ©Getty Images

Diego Simeone, treinador do Atlético
Defrontámos o campeão europeu – uma equipa que eliminou o Barcelona nas meias-finais e depois venceu o Bayern München. Não tiveram a sorte do seu lado, mas nós adoptámos uma grande estratégia, seguida à risca pelos jogadores, algo que me enche de orgulho enquanto treinador. Realizaram o jogo que eu tinha idealizado.

No futebol, as coisas não acontecem segundo o que está em teoria, e isso ensina-nos que num jogo tudo pode acontecer. Fizemos o nosso trabalho de casa e sabíamos quais os pontos-fortes do adversário e como nos podiam prejudicar, tal como sabíamos como lhe causar problemas. Quando uma equipa segue uma ideia, o caminho é fácil de seguir. Podíamos ter marcado dois golos antes do primeiro, e a nossa primeira parte foi verdadeiramente espectacular. Realizámos um excelente jogo.

[Sobre o momento de forma de Falcao] Estou sem palavras. Não consigo descrever o que sinto. O que Radamel tem vindo a fazer é indescritível. É um rapaz que, quando se lhe coloca a fasquia alta, ele eleva-a ainda mais, e depois está à altura dos acontecimentos. Tem uma dedicação para lá do que é normal. Conheço-o desde muito novo e ele é sempre exigente; a pressão é a sua fonte de motivação e força. É um excelente jogador. Trabalha para melhorar a cada dia e a sua motivação contagia todo o plantel. Se tudo correr bem, poderemos desfrutar da sua presença no Atlético durante muito tempo. Amanhã as ruas de Madrid vão estar cheias de alegria e isso deixa-me muito feliz.

Roberto di Matteo, treinador do Chelsea
Tivemos um início muito lento e sofremos dois golos nos primeiros 20 minutos, e depois disso foi muito difícil para nós. Eles começaram bem. Nós demos muito espaço, especialmente a um jogador como Falcao – algo que é imperdoável. Anteriormente dissemos que é um dos melhores avançados do futebol europeu e voltou a mostrá-lo com o segundo golo, que foi um lance muito bom.

Nunca estivemos na discussão do resultado, porque marcaram aos seis minutos e depois aos 20, e esse foi o aspecto mais decepcionante. Faltou-nos capacidade de penetração na primeira parte. O jogo correu-lhes de feição após o golo madrugador - defenderam com muitos elementos, em conjunto, e dificultaram-nos a tarefa de encontrar espaço.

Se observarem o nosso início de época, verão que estamos mais sólidos – sermos difíceis de bater tem sido o nosso lema – mas esta noite não foi certamente o caso. Estou feliz com o plantel. Temos um bom núcleo-duro e contratámos alguns jogadores jovens e talentosos. Vai demorar algum tempo até que se integrem, mas estou feliz com o que temos.

Topo