Supertaça Europeia 2019: Liverpool bate Chelsea nos penáltis

O Liverpool derrotou o Chelsea nos penáltis na sequência do 2-2 registado após prolongamento, conquistando a sua quarta Supertaça Europeia.

Highlights: Liverpool's Super Cup glory
Highlights: Liverpool's Super Cup glory

Liverpool 2-2 Chelsea (ap, Liverpool vence por 5-4 nos penáltis)
(Mané 48 95; Giroud 36, Jorginho 101)

O Liverpool venceu pela quarta vez a Supertaça Europeia, levando a melhor sobre o rival inglês Chelsea no desempate por grandes penalidades, em Istambul. Os "reds" estiveram a perder antes de se adiantarem no marcador já no decorrer do prolongamento, mas foi mesmo preciso recorrer ao desempate por penáltis para determinar o vencedor. O guarda-redes Adrián, que jogou devido à lesão de Alisson Becker, acabou por ser o inesperado herói da partida.

Pedro Rodríguez, que já tinha marcado dois golos na Supertaça Europeia quando representava o Barcelona, quase deu vantagem aos “blues” a meio da primeira parte, mas o seu forte remate, já de ângulo apertado, fez a bola embater na trave.

O Chelsea conseguiu, no entanto, adiantar-se mesmo no marcador aos 36 minutos, com Giroud a ser desmarcado na perfeição por Christian Pulišić e a bater Adrián com um remate cruzado de pé esquerdo. O ponta-de-lança francês também tinha aberto o marcador na final da UEFA Europa League, em Maio, ajudando o Chelsea a derrotar o Arsenal.

Sadio Mané pode não ter feito o gosto ao pé no triunfo do Liverpool sobre o Tottenham na final da última UEFA Champions League, mas o internacional senegalês facturou quando os “reds” foram derrotados pelo Real Madrid em 2018. O avançado acrescentou mais um importante golo ao seu currículo três minutos após o reatamento, empurrando o esférico para o fundo da baliza depois de o recém-entrado Roberto Firmino ter sido o mais rápido a reagir à solicitação de Fabinho.

Kepa Arrizabalaga assinou uma fantástica dupla defesa para impedir Salah de chegar ao golo, antes de Virgil van Dijk efectuar um corte providencial e ajudar a levar o encontro para prolongamento.

O Liverpool não demorou a ganhar vantagem novamente por intermédio de Mané, mas Jorginho empatou seis minutos volvidos, convertendo uma grande penalidade a castigar uma falta de Adrián sobre Tammy Abraham. E quis o destino que fosse o jovem dianteiro a falhar o penálti decisivo no desempate, entregando dessa forma o troféu à equipa orientada por Jürgen Klopp.

Este foi o quarto triunfo do Liverpool na Supertaça Europeia, o que lhe permite igualar o Real Madrid no terceiro lugar das equipas com mais vitórias na competição. Apenas o AC Milan e o Barcelona já conquistaram o troféu em mais ocasiões: cinco.