UEFA Nations League arranca com clássico

A primeira edição da UEFA Nations League começa na quinta-feira, com a campeã mundial França a visitar a Alemanha, sua predecessora.

©Getty Images

A campeã mundial França visita a predecessora Alemanha na quinta-feira, no arranque da UEFA Nations League, a nova competição de selecções. Eis o que pode esperar dos primeiros seis dias de acção.

Quinta-feira

A1: Alemanha - França (19h45)
A Liga A não podia desejar início mais prestigiante, com a França a disputar o seu primeiro jogo como campeã mundial em Munique, frente ao país ao qual sucedeu. A Alemanha, liderada por Joachim Löw, seleccionador à mais tempo no comando de uma selecção europeia, estará desejosa de dar mostrar da sua força, após uma defesa do título que resultou numa eliminação surpreendente e precoce.

B4: País de Gales - República da Irlanda (19h45)
Na estreia de Ryan Giggs como seleccionador de Gales, não faltarão caras conhecidas do outro lado, a começar por Roy Keane, antigo colega no Manchester United e actual adjunto irlandês. As equipas também terão contas a ajustar, já que no "play-off" de acesso ao Campeonato do Mundo a Irlanda eliminou Gales, semifinalista do UEFA EURO 2016.

Sexta-feira

A3: Itália - Polónia (19h45)
O Grupo A3 pode ser, de certa forma, uma espécie de "play-off" para decidir quem recebe a fase final do próximo Verão, já que estes dois países e Portugal integram a lista de candidatos. A Itália, sob o comando de Roberto Mancini, seu novo seleccionador, que compensar a ausência no Mundial, enquanto a Polónia tem algo a provar após ter sido eliminado na mesma competição com um jogo por disputar.

B2: Turquia - Rússia (19h45)
Para a Rússia, esta é a oportunidade para aproveitar o ímpeto ganho graças a uma campanha acima das expectativas no Mundial, onde foi afastada nos quartos-de-final. E a história está do seu lado: não perde com a Turquia há quatro anos, desde o fim da União Soviética (todos amigáveis, o mais recente um empate caseiro a um golo, em Junho). Já a Turquia de Mircea Lucescu não perde há cinco jogos.

Qualificação Europeia: Como funciona o 'play-off' para o EURO 2020
Qualificação Europeia: Como funciona o 'play-off' para o EURO 2020

Sábado

A2: Suíça - Islândia (17h00)
A Islândia nunca bateu a Suíça, mas o seis encontros anteriores aconteceram antes de a nação nórdica se tornar no participante mais pequeno na fase final de um EURO ou Mundial. Heimir Hallgrímsson, o seleccionador (e dentista a tempo parcial) que ajudou a colocar a Islândia no mapa do futebol, deixou a equipa. O sueco Erik Hamrén espera dar seguimento ao bom trabalho desenvolvido pelo antecessor.

A4: Inglaterra - Espanha (19h45)
Gareth Southgate vai liderar a sua equipa em Wembley após uma caminhada surpreendente até às meias-finais do Mundial. O desempenho da Espanha foi menos memorável, com a saída de Julen Lopetegui na véspera do primeiro jogo a precipitar uma campanha que terminou às mãos da Rússia, nos oitavos-de-final. Luis Enrique é o novo timoneiro de uma equipa que esteve dois anos sem perder durante os 120 minutos.

Domingo

A1: França - Holanda (19h45)
Os pupilos de Didier Deschamps disputam o primeiro jogo caseiro desde que se sagraram campeões europeus, e certamente o ambiente será festivo em Paris. No entanto, os holandeses não quererão alinhar no clima de festa, após falharem o apuramento para os dois últimos torneios de selecções, e esperam que este seja o início da sua recuperação.

B1: Ucrânia - Eslováquia (14h00)
O início de carreira de Andriy Shevchenko não foi o melhor, com a sua equipa a integrar um grupo de qualificação para o Mundial complicado, juntamente com Croácia, Islândia e Turquia. No entanto, depois disso os ucranianos estiveram cinco jogos sem perder. O primeiro deles foi um triunfo por 2-1 sobre a Eslováquia, que por seu lado espera redescobrir a boa forma que a levou até aos oitavos-de-final do EURO 2016.

A história da origem do troféu da UEFA Nations League
A história da origem do troféu da UEFA Nations League

Segunda-feira

A3: Portugal - Itália (19h45)
Esta seria uma excelente oportunidade para ver Cristiano Ronaldo, estrela de Portugal, frente a alguns dos colegas da Juventus, seu novo clube, ou adversários da Serie A. No entanto, o avançado não foi convocado e assim prosseguirá o seu jejum caseiro, que dura há mais de um ano, isto frente a uma equipa que ganhou dez dos últimos 11 duelos entre ambos.

B2: Suécia - Turquia (19h45)
A Suécia apresenta-se em alta após alcançar os quartos-de-final do Mundial, mas os visitantes podem não ser o adversário ideal para o primeiro jogo nesta competição. A Turquia venceu a formação escandinava por 2-1 em amigáveis realizados em 2014 e 2016, isto a juntar à série invicta de cinco jogos da equipa comandada por Mircea Lucescu antes de arrancar a campnha na Nations League, na sexta-feira.

Terça-feira

A2: Islândia - Bélgica (19h45)
Os "diabos vermelhos" realizam o seu primeiro jogo oficial desde o terceiro lugar conquistado no Mundial, onde venceram seis dos sete jogos. A Islândia, pelo contrário, atravessa um período delicado, com a vitória sobre a Indonésia a ser a única nos últimos dez jogos antes do arranque da Nations League, frente à Suíça, três dias antes.

A4: Espanha - Croácia (19h45)
O primeiro jogo caseiro da Espanha sob o comando de Luis Enrique dá-lhe a oportunidade de desforrar-se da derrota por 2-1 sofrida no EURO 2016. O estatuto da Croácia aumentou ainda mais desde essa altura, grande parte graças a um percurso emocionante até à final do Mundial. Um bom presságio para a Espanha: da última vez que venceu a Croácia, no UEFA EURO 2012, viria a conquistar o troféu.

Topo