O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Portugal 2-0 República Checa: Vitória lusa dá liderança isolada

João Cancelo e Gonçalo Guedes marcaram os golos da vitória que permitiram a Portugal isolar-se no topo do Grupo A2.

Resumo: Portugal 2-0 República Checa

João Cancelo e Gonçalo Guedes, ambos a passes de Bernardo Silva, marcaram na primeira parte os golos da vitória sobre a República Checa que permitiram a Portugal isolar-se no topo do Grupo A2.

Momentos-chave

31' Diogo Costa frustra Kuchta
33' João Cancelo abre o marcador
38' Gonçalo Guedes aumenta vantagem
60' Jurečka erra por pouco o alvo
61' Staněk defende remate de Diogo Jota
88' Vlkanova atira por cima

O jogo em poucas palavras: Portugal resolve em cinco minutos

Veja o excelente golo de Cancelo por Portugal

Portugal teve as primeiras tentativas para visar a baliza de Jindřich Staněk nos 15 minutos iniciais por Rúben Neves, William Carvalho e Cristiano Ronaldo, todas sem sucesso, mas depois disso seguiu-se um período de ascendente da República Checa, que partilhava a liderança com os lusos após ter dado um susto às Espanha na ronda anterior. Michal Sadílek rematou por cima da trave, antes de Jan Kuchta obrigar Diogo Costa a defesa apertada após fugir a dois jogadores lusos.

Só que a resposta do vencedor da UEFA Nations League em 2019 a este momentâneo domínio checo foi exemplar. Aos 33 minutos, uma excelente combinação de João Cancelo com Bernardo Silva, pela direita da área, terminou com um potente remate cruzado do lateral direito para o fundo das redes forasteiras e, cinco minutos volvidos, uma assistência soberba de Bernardo Silva libertou Gonçalo Guedes pela direita da área e o jogador do Valência aumentou a vantagem com um remate rasteiro ao poste mais distante.

Gonçalo Guedes exulta após marcar o segundo golo de Portugal
Gonçalo Guedes exulta após marcar o segundo golo de PortugalGetty Images

No primeiro lance de perigo da segunda parte, Jurečka falhou por pouco o alvo após um contra-ataque rápido dos checos, mas na resposta Portugal esteve perto de voltar a marcar quando Staněk defendeu com dificuldade um remate insidioso de Diogo Jota. O guarda-redes checo frustrou Cristiano Ronaldo aos 71 minutos e a reacção final dos visitantes quase permitiu o tento de honra ao estreante Adam Vlkanova. Portugal soma agora sete pontos na liderança do Grupo A2, mais dois do que a Espanha, vitoriosa por 1-0 na deslocação à Suíça.

Como foi: Portugal 2-0 Rep. Checa


Reacções

Fernando Santos, seleccionador de Portugal: "É sempre importante não sofrer golos. O resultado é mais do que justo. Nos primeiros 20 minutos controlámos com uma boa posse de bola, mas não fomos muito produtivos. Mas controlámos o jogo e não permitimos contra-ataques à República Checa. Marcámos dois golos, mas poderíamos ter marcado mais dois."

Gonçalo Guedes, avançado de Portugal: “Fizemos um grande jogo. Sabíamos que a República Checa ia apresentar um bloco coeso e tentámos aproveitar os espaços e movimentar a bola rapidamente. Conseguimos fazer isso e marcar dois golos. Na segunda parte tentámos marcar mais, mas a República Checa é uma boa equipa e tem os seus pontos fortes. Queríamos mais golos, mas foi uma vitória importante.”

Jaroslav Šilhavý, seleccionador da República Checa: "Não jogámos tão bem como contra a Espanha, quando defendemos de maneira cuidadosa. Cometemos dois erros tácticos e permitimos dois golos. Melhorámos na segunda parte e tivemos oportunidades. Foi pena não termos marcado, pois poderíamos ter tornado tudo mais interessante."

Michal Sadílek, médio da República Checa: "Portugal foi a melhor equipa, mas tivemos as nossas oportunidades, inclusive eu tive boa na primeira parte e poderia ter sido diferente. Não rematei da forma ideal. Permitimos dois golos fáceis na esquerda, mas melhorámos o bloco na segunda parte."

Estatísticas

 Cristiano Ronaldo ficou em branco desta vez
Cristiano Ronaldo ficou em branco desta vezGetty Images
  • Portugal venceu os últimos três jogos frente à República Checa.
  • A selecção lusa perdeu apenas um dos últimos 15 jogos na UEFA Nations League, tendo vencido dez deles.
  • Portugal ganhou seis dos derradeiros sete encontros em casa.
  • Este jogo foi o 100º de Fernando Santos no comando da selecção de Portugal.
  • Gonçalo Guedes marcou no dia em que passaram exactamente três anos após o golo que apontou na vitória de Portugal na final da UEFA Nations League diante dos Países Baixos.
  • A República Checa perdeu apenas dois dos últimos nove jogos, tendo vencido quatro.

Equipas

Portugal: Diogo Costa; João Cancelo, Pepe, Danilo, Guerreiro; Gonçalo Guedes (João Palhinha 88), William Carvalho (Bruno Fernandes 68), Rúben Neves (João Moutinho 88); Ronaldo, Diogo Jota (Rafael Leão 80), Bernardo Silva (Vitinha 68)

República Checa: Staněk; Zima, Brabec, Matějů (Král 80); Coufal, Souček, Sadílek, Havel (Jemelka 46); Lingr (Pešek 46), Kuchta (Jurečka 46), Hložek (Vlkaonva 73)

Grupo 2 Em directo agora

Jogos J Vitórias V Empates E Derrotas D Marcados Sofridos Diferença de golos Pontos Pts
ESP Espanha
A jogar agora
6 3 2 1 8 5 3 11
POR Portugal
A jogar agora
6 3 1 2 11 3 8 10
SUI Suíça
A jogar agora
6 3 0 3 6 9 -3 9
CZE Chéquia
A jogar agora
6 1 1 4 5 13 -8 4

O que acontece após a fase de grupos da UEFA Nations League?

Os quatro primeiros classificados da Liga A apuram-se para a fase final, a disputar, em princípio, num dos países participantes. As meias-finais estão marcadas para 14 e 15 de Junho de 2023, com o jogo do terceiro lugar e a final a acontecer no dia 18.

Os quartos classificados dos grupos da Liga A são despromovidos à Liga B para a edição de 2024/25.