O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

França 0-0 Portugal: Nulo no Stade de France

Os portugueses fizeram mais uma exibição defensiva disciplinada e conquistaram um importante ponto fora de casa.

Resumo: França 0-0 Portugal
Resumo: França 0-0 Portugal

A qualidade defensiva de Portugal voltou a estar em destaque, foi decisiva para travar a França e conquistar um empate no Grupo 3.

França - Portugal: como aconteceu

O jogo em poucas palavras

As oportunidades claras de golo foram poucas neste duelo entre campeões do mundo e da Europa, com João Félix a rematar ao lado e Cristiano Ronaldo a ver o seu remate a ser interceptado no último instante por Lucas Hernández na primeira parte, enquanto Olivier Giroud rematou por alto na melhor situação da França nos 45 minutos iniciais.

Paul Pogba esteve em destaque na segunda parte
Paul Pogba esteve em destaque na segunda parteAFP via Getty Images

Kylian Mbappé teve uma grande oportunidade para inaugurar o marcador no início do segundo tempo, mas Rui Patrício salvou Portugal com uma bela defesa. Logo a seguir, na outra área, Ronaldo não conseguiu chegar por pouco para emendar um cruzamento de Raphaël Guerreiro. O avançado da Juventus podia ter decidido o encontro nos segundos finais, mas Hugo Lloris fez uma bela defesa e levou a que ambas as equipas tivessem de se contentar com um ponto.

Kylian Mbappé tenta ultrapassar Pepe
Kylian Mbappé tenta ultrapassar PepeAFP via Getty Images

Luís Piedade, repórter junto de Portugal

De regresso ao palco onde foi feliz em 2016, Portugal tinha ainda assim de lutar contra estatísticas desfavoráveis em duelos com a França, mas fruto de organização e capacidade de trabalho, deu-se bem e manteve a liderança do Grupo 3 da Liga A. Tal como há quatro anos, fez da segurança defensiva um pilar, mas desta vez com posse de bola e pressionando alto. Apesar da boa resposta francesa na etapa complementar, Portugal manteve sempre a baliza de Hugo Lloris no pensamento e podia ter chegado à vitória nos descontos, através do inevitável Cristiano Ronaldo.

Reacções

Fernando Santos, seleccionador de Portugal: “Foi um jogo muito equilibrado, os jogadores foram cautelosos demais. Não sei se houve respeito de parte a parte, o jogo aconteceu assim. Não foi muito rápido, mas foi equilibrado. Foi um jogo em que faltou uma dinâmica mais agressiva na procura do golo. Não foi isto que pensámos, queríamos que a criatividade se soltasse. Acho que as duas equipas abusaram muito de jogar no pé”.

Nélson Semedo, defesa de Portugal: "Acho que no geral a equipa fez um grande jogo. A defesa esteve muito bem. Eles têm uma grande equipa, muitos jogadores de grande qualidade e conseguimos controlá-los. Queríamos ganhar mas acabou por ficar empatado, mas não acho que seja um mau resultado".

João Félix, avançado de Portugal: "Foi um jogo aberto, renhido e complicado. Acabou por ser repartido no sentido em que, quando nós estivemos bem no ataque, eles estiveram bem na defesa. E quando eles estiveram bem a atacar, nós estivemos bem a defender. Não deixa de ser um resultado positivo, e a partir de amanhã viramos atenções para a Suécia, para tentar retomar o caminho das vitórias".

Ronaldo vê um remate interceptado por Lucas Hernández
Ronaldo vê um remate interceptado por Lucas HernándezAFP via Getty Images

Principais estatísticas

  • A França não conseguiu marcar pela primeira vez em 19 jogos em casa
  • Os franceses não sofreram golos em 14 dos últimos 27 jogos
  • Hugo Lloris passou a ser o terceiro jogador mais internacional por França, ultrapassou Marcel Desailly ao somar a 117ª internacionalização
  • Portugal não perde há nove jogos na UEFA Nations League (6V 3E)
  • A equipa de Fernando Santos sofreu apenas 12 golos nos últimos 19 jogos

Equipas

França: Lloris; Hernández, Kimpembe, Varane, Pavard; Pogba, Kanté, Rabiot; Griezmann, Giroud (Martial 74), Mbappé (Coman 84)

Portugal: Rui Patrício; Semedo, Pepe, Rúben Dias, Guerreiro (João Cancelo 89); William (João Moutinho 88), Danilo, Bruno Fernandes (Renato Sanches 80); Bernardo Silva (Diogo Jota 61), Ronaldo, João Félix (Francisco Trincão 89)

O que se segue?

A Croácia recebe a França na quarta-feira enquanto a Suécia visita Portugal.