O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Portugal 4-1 Croácia: Detentor do troféu começa bem

João Félix, Diogo Jota, João Cancelo e André Silva fizeram os golos de Portugal no início da defesa do título.

Resumo: Portugal 4-1 Croácia
Resumo: Portugal 4-1 Croácia

Portugal iniciou a defesa do título da UEFA Nations League com um triunfo sobre a Croácia, no Porto, e já não perde em casa há 17 jogos.

Portugal - Croácia: como tudo aconteceu


O jogo em poucas palavras

Na ausência do capitão Cristiano Ronaldo, devido a lesão, Portugal dominou a primeira parte e acertou três vezes nos ferros da baliza antes de abrir a contagem. João Félix, Diogo Jota e Guerreiro viram os remates serem devolvidos pelos postes, antes de João Cancelo bater finalmente o inspirado Dominik Livaković com um espectacular remate de fora da área.

Pouco antes dos 60 minutos, Diogo Jota estreou-se a marcar pela selecção com um belo remate após desmarcação rápida. João Félix fez o 3-0 com um disparo fortíssimo que Livaković não conseguiu segurar. Bruno Petković ainda reduziu para a Croácia, mas André Silva mostrou oportunismo ao cair do pano e coroou uma bela exibição do detentor do troféu.

Opinião dos repórteres

Diogo Jota festeja o primeiro golo pela selecção
Diogo Jota festeja o primeiro golo pela selecçãoAFP via Getty Images

Luís Piedade, repórter junto de Portugal: Mesmo sem Cristiano Ronaldo, Portugal não deixou os créditos por mãos alheias e arrancou a defesa do título da UEFA Nations League com uma exibição dominadora e uma vitória concludente sobre a Croácia. Foram três golos mas podiam ter sido mais, negados pelo guardião Livaković e os ferros da sua baliza. A decisão de Fernando Santos em apresentar um ataque móvel também foi crucial, destacando-se a exibição de Diogo Jota e João Félix, que se estrearam a marcar pela selecção principal. Neste começo de época atípico, o campeão deixou boas indicações para o futuro.

Elvir Islamović, repórter junto da Croácia:
Até os mais optimistas sabiam que a Croácia teria um desafio complicado em Portugal por não poder contar com jogadores como Luka Modrić, que continua a ser insubstituível. O capitão assegura a ligação entre os sectores e, sem ele, a equipa fica fragilizada. Com Ivan Perišić e Marcelo Brozović no banco, era inevitável passar por momentos difíceis frente aos detentores do troféu. Zlatko Dalić deu oportunidade a alguns jogadores que são considerados o futuro desta equipa, mas esta noite não estiveram à altura do desafio.

Reacções

Fernando Santos, seleccionador de Portugal: "Pelo que fizeram durante a semana, os jogadores mostraram-me que era possível fazer uma boa exibição. Esta equipa conhece-se bem, o trabalho foi o de relembrar o que tem sido feito, e corresponderam a 100 por cento. Se o Ronaldo estivesse em condições, tinha estado aqui, mesmo que fosse para poder entrar no jogo. Hoje já fez um treino, sente-se melhor e, à partida, viaja até à Suécia. Não há nenhuma lesão, tem é que recuperar da infecção".

João Cancelo, defesa de Portugal: "Fico contente quando marco e jogo bem, mas ainda mais pela vitória da selecção e pelos três pontos conquistados, num grupo forte como é o nosso. Agora vamos à Suécia tentar de novo ganhar, repousando bem nestes dois dias e ver os erros que cometemos, para não os repetirmos".

Zlatko Dalić, seleccionador da Croácia: "Faltou mais energia e agressividade nas nossas acções. Esta derrota deixa mossa mas é preciso ser realista: Portugal foi muito melhor e mereceu vencer".

João Felix esteve muito activo no ataque de Portugal
João Felix esteve muito activo no ataque de PortugalAFP via Getty Images

Estatísticas-chave

  • Portugal nunca perdeu nos seis jogos com a Croácia (V5 E1).
  • Portugal não perde um jogo oficial em casa quando marcar dois golos desde Setembro de 2008.
  • Portugal não sofre dois golos num jogo oficial em casa desde Novembro de 2011.
  • Vinte dos últimos 25 golos de Portugal foram marcados na segunda parte.
  • Golo tardio de Petković significa que a Croácia marcou nos últimos 14 jogos.
  • Antes deste jogo, os visitantes não perdiam há seis jogos (W4 D2).

Equipas

Portugal: Lopes; Cancelo, Pepe, Rúben Dias, Guerreiro; Danilo, João Moutinho (Sérgio Oliveira 81), Bruno Fernandes; Bernardo Silva (Francisco Trincão 78), Diogo Jota, João Félix (André Silva 87)

Croácia: Livaković; Jedvaj, Lovren, Vida, Barišić; Pašalić (Brozović 61), Kovačić; Brekalo (Perišić 61), Vlašić, Rebić; Kramarić (Petković 74)

O que se segue

Ambas as equipas voltam a jogar na terça-feira, com Portugal a visitar a Suécia e a Croácia a viajar até França para uma reedição da final do Campeonato do Mundo de 2018.