O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Juanjo afasta Dínamo

ElPozo Murcia 1-1 Dinamo Moskva (Múrcia vence por 4-2 nos penalties)
Duas defesas do guardião apuraram os espanhóis.

Ciço abriu o activo para o Múrcia
Ciço abriu o activo para o Múrcia ©Sportsfile

Duas defesas no desempate por grandes penalidades do guardião do El Pozo Múrcia FS, Juanjo, apuraram os espanhóis para a final da Taça UEFA de Futsal e terminaram com o reinado do anfitrião MFK Dinamo Moskva na prova.

Drama dos penalties
O El Pozo resistiu a uma forte entrada do Dínamo antes de inaugurar o marcador, através de Ciço, mas o tento da igualdade, da autoria de Pula, parecia sugerir que os detentores do título assumiriam o controlo da partida. Ao invés, o El Pozo dominou o segundo tempo, mas não conseguiu evitar o prolongamento e o desempate por grandes penalidades, no qual Juanjo deteve os remates de Tatu e Cirilo, apurando a sua equipa para a final de domingo. O adversário, esse, será o estreante MFK Viz-Sinara Ekaterinburg.

Defesas de Juanjo
O Dínamo - que vencera o El Pozo em 2005, por 5-4, chegando, assim, à sua primeira final, não falhando, desde então, a presença na hora da grande decisão – atacou desde o início. Pula, que dera a vitória aos moscovitas na época passada com um tento no último minuto, em Múrcia,  frente ao Boomerang Interviú, obrigou Juanjo a uma defesa logo nos primeiros 90 segundos. O guardião voltou a estar em evidência ao negar o golo a Joan, antes de Cirilo e Anatoli Badretdinov terem ficado perto de marcar.

Empate antes do intervalo
Mas, aos cinco minutos, o El Pozo adiantou-se no marcador contra a corrente do jogo. Maurício flectiu da linha de fundo para o centro e à boca da baliza estava Ciço para o toque final. O Dínamo não se deixou afectar e o guarda-redes Juanjo teve de mostrar toda a atenção e reflexos quando Fran Serrejón quase desviava para o fundo das próprias redes um cruzamento de Badretdinov. A resistência durou até a quatro minutos do intervalo. O passe de Tatu encontrou Pula solto fora da área do El Pozo e o herói de 2007 rematou por baixo do corpo de Juanjo.

Resposta do El Pozo
Maurício quase repôs a vantagem do El Pozo apenas 30 segundos após o reatamento, mas desviou a bola saída de um canto ligeiramente ao lado. Os espanhóis continuaram a ameaçar e um livre de Álvaro foi desviado por Vinicius Elias para uma defesa de Pavel Stepanov. O guarda-redes russo defendeu pouco depois um disparo de Wilde.

Alívio
Os anfitriões raramente conseguiram ter um ataque planeado, ao passo que Maurício voltou a obrigar Stepanov a intervir a dez minutos do fim, defendendo para canto. Do lance consequente, sacudiu por cima da trave um remate à meia-volta de Kike. Contudo, o guardião do El Pozo, Juanjo, ficou aliviado quando Cirilo só por pouco não deu o caminho certo ao cruzamento de Tatu, numa altura em que o Dínamo procurava evitar o prolongamento.

Cirilo acerta no poste
Nos dez minutos suplementares, Wilde viu Stepanov deter o seu remate à queima-roupa, antes de Cirilo acertar no poste a menos de um minuto do final. O El Pozo, que havia ganho o único desempate por penalties da Taça UEFA de Futsal, ao impor-se ao Action 21 Charleroi para conquistar o bronze, apurou-se para a final mercê das proezas de Juanjo.