Castellón conquista primeiro título

Após várias competições não oficiais, a Taça UEFA de Futsal foi disputada pela primeira vez em 2001/02, com a fase final em Lisboa. Os espanhóis do Playas de Castellón venceram o último título europeu de clubes não oficial, em 2001, e repetiram o triunfo um ano mais tarde, na primeira edição do evento organizado pela UEFA.

2002: Castellón ganha primeiro título

Ocorreu um erro durante a reprodução do vídeo

message

Próximo vídeo

Muitas foram as competições europeias não oficiais de clubes que existiram antes da realização da primeira Taça UEFA de Futsal, disputada em 2001/02 com um formato semelhante ao então também recente Campeonato da Europa de Futsal, composto por uma fase final com oito equipas. Os espanhóis do Playas de Castellón FS venceram o último título europeu de clubes não oficial, em 2001, e repetiram o triunfo um ano mais tarde, na primeira edição do evento organizado pela UEFA.

O Action 21 Charleroi afirmou-se, de imediato, como uma das forças da nova competição e venceu o primeiro jogo por 7-3 frente à formação checa do Pramen Havlickuv Brod, cabendo a Pedro Henrique a honra de apontar o primeiro golo da prova. O Charleroi, tal como a AS Roma, MNK Split, Clearex Chorzów, Sporting e Castellón, garantiram o apuramento para a fase final, disputada em Lisboa, em Fevereiro de 2002, só com vitórias, na qual participaram também o MNK Kaskada Gracanica, da Bósnia-Herzegovina, e o Cső-Montage Budapest FC, da Hungria.

A jogar em casa, o Sporting teve uma estreia positiva no Grupo A, batendo o Kaskada por 3-1, enquanto no outro jogo do grupo o Split venceu a Roma por 2-0. Os campeões italianos reagiram e golearam o Kaskada por 10-2 na jornada seguinte, na qual o Sporting empatou a zero com o Split. A formação portuguesa entrou, assim, para a última jornada a necessitar apenas de um empate para seguir em frente e, apesar de se ter encontrado em desvantagem por duas vezes nos derradeiros três minutos, viu Zézito restabelecer a igualdade nas duas ocasiões e assegurar um empate a cinco golos, que valeu aos "leões" o segundo lugar no grupo. No outro encontro da derradeira jornada, o Split bateu o Kaskada por 6-2.

No Grupo B as diferenças entre as equipas foram bem mais vincadas, com o Charleroi e o Castellón a garantirem o apuramento para a fase seguinte logo após as duas primeiras jornadas. Os belgas venceram o Cső-Montage por 7-5 e o Chorzów por 3-2, enquanto o clube espanhol bateu essas mesmas equipas por 7-1 e 9-0, respectivamente. O Castellón venceu, depois, o Charleroi e assegurou o primeiro lugar no grupo, enquanto o Cső-Montage conseguiu uma vitória que serviu de mera consolação, batendo os polacos do Chorzów por 6-1.

Nas meias-finais, o Castellón deu seguimento à sua série de vitórias, levando a melhor sobre o Sporting com um triunfo por 4-0, enquanto o Charleroi recuperou de uma desvantagem de 2-1 no marcador e acabou por vencer o Split por 7-3. No encontro da final, o Charleroi ainda viu Lúcio Rosa empatar o encontro depois de Javier Lorente ter dado vantagem ao Castellón, mas não teve capacidade para responder aos dois golos de Javi Rodríguez e aos remates certeiros de Joan e Julio, que garantiram à formação espanhola a conquista do troféu, com um claro triunfo por 5-1.

Topo