Antevisão da final da UEFA Europa League: Chelsea - Arsenal

Equipas prováveis, opinião dos especialistas e declarações dos treinadores.

©UEFA.com
  • Chelsea e Arsenal, rivais de Londres, medem forças em Baku

  • Kanté em dúvida devido a lesão num joelho

  • Arsenal nunca venceu a UEFA Europa League
  • 
Vitórias das equipas da casa nos jogos da Premier League 2018/19
  • 
Tudo o que precisa saber sobre a final em Baku

Equipas prováveis

Chelsea: Arrizabalaga; Azpilicueta, Christensen, David Luiz, Alonso; Kovačić, Jorginho, Barkley; Pedro, Giroud, Hazard
Ausentes: Loftus-Cheek (tendão de Aquiles), Hudson-Odoi (tendão de Aquiles), Rüdiger (joelho), Ampadu (costas)
Em dúvida: Kanté (joelho), Cahill (tendão de Aquiles)

Jogador decisivo: Hazard

Mesut Özil e Unai Emery em Baku
Mesut Özil e Unai Emery em Baku©Getty Images

Arsenal: Čech; Kolasinač, Koscielny, Papastathopoulos, Mustafi, Maitland-Niles; Xhaka, Torreira; Aubameyang, Özil; Lacazette
Ausentes: Ramsey (tendão da coxa), Denis Suárez (virilha), Bellerín (joelho), Holding (joelho), Mkhitaryan (não foi convocado)
Em dúvida: Welbeck (tornozelo)

Jogador decisivo: Aubameyang

Duelos principais

Eden Hazard - Ainsley Maitland-Niles
Com um lugar garantido na UEFA Champions League, o Chelsea talvez encare o jogo com menor pressão do que o Arsenal. Depois de ter falhado a final de 2013 por lesão, Hazard vai ter uma motivação extra - a sua primeira final europeia - pois vai encontrar um lateral adaptado em Maitland-Niles. Mesmo assim, o jogador de 21 anos pode ser um adversário perigoso: ele não é apenas um defesa diligente, como ficou demonstrado no golo contra o Rennes e nas assistências contra Nápoles e Valência.

Recorde a final da Europa League
Recorde a final da Europa League

Andreas Christensen, David Luiz - Pierre-Emerick Aubameyang, Alexandre Lacazette
Aubameyang e Lacazette contribuíram com 13 golos e cinco assistências no caminho até à final. Os movimentos do atacante do Gabão são o principal desafio para as defesas adversárias, ainda mais quando combinados com o instinto goleador de Lacazette. No entanto, o Chelsea sofreu apenas nove golos em 14 partidas da UEFA Europa League esta época, tendo Christensen como titular. Depois, há David Luiz, que anulou Aubameyang nos dois jogos para o campeonato desta temporada.

Jorginho - Lucas Torreira
Médios diferentes na forma de actuar, mas fundamentais na estratégia de cada equipa. Não será coincidência o facto do renascimento do Chelsea no final da temporada tenha coincidido com a recuperação de Jorginho da sua forma, enquanto que, quando Torreira deixou de jogar, o Arsenal perdeu consistência. O médio que melhor imponha a visão do seu treinador em campo fica mais perto de colocar a final a seu favor.

Opinião dos repórteres do UEFA.com

Dan Thacker, Chelsea: Para um clube que se tornou tão habituado ao títulos europeus na passagem da década, parece estranho que esta seja a primeira final do Chelsea nas provas da UEFA desde 2013, quando conquistou o troféu em Amesterdão. Eden Hazard, David Luiz e César Azpilicueta, que devem ser titulares em Baku, faziam parte dessa equipa, pelo que essa experiência pode ser decisiva. Maurizio Sarri, que nunca conquistou um grande troféu como treinador, espera que seja.

Chelsea e Arsenal prontos para o grande duelo
Chelsea e Arsenal prontos para o grande duelo

Apesar disso, as finais entre clubes do mesmo país costumam ser equilibradas, o grande conhecimento mútuo muitas vezes gera desconfiança, como prova a derrota do Chelsea no desempate por grandes penalidades com o Manchester United na final da UEFA Champions League de 2008. Com uma vitória para cada equipa nos duelos domésticos esta época, não seria surpresa se tivéssemos mais de 90 minutos de futebol.

John Atkin, Arsenal: Os “gunners” têm uma grande sala de troféu repleta de preciosidades. Treze campeonatos ingleses, 13 Taças de Inglaterra, duas Taças da Liga, 15 SuperTaças inglesas mas, até agora, apenas um título europeu: a Taça dos Vencedores das Taças de 1994.

Os golos de Aubameyang na Europa League desta época
Os golos de Aubameyang na Europa League desta época

Unai Emery, sozinho, tem três vezes mais, todos conquistados no comando do Sevilha e a grande experiência do treinador pode ser preciosa para uma equipa que chegou a Baku 48 horas antes do Chelsea, irão estar mais adaptados ou mais nervosos? Como estará a pontaria de Pierre Emerick-Aubameyang e Alexandre Lacazette, autores dos últimos oito golos do Arsenal na UEFA Europa League.

Onde ver

Os adeptos podem consultar aqui o(s) parceiro(s) de transmissão da UEFA Europa League.

Ambiente nas equipas

Kepa e Čech: As melhores defesas esta época
Kepa e Čech: As melhores defesas esta época

Maurizio Sarri, treinador do Chelsea
Normalmente os jogos com o Arsenal são abertos. Eles têm dois atacantes muito perigosos: Lacazette e Aubameyang. É uma equipa muito perigosa na fase ofensiva. São agressivos e conseguem pressionar bem no meio-campo adversário, por isso não é fácil jogar contra eles.

Não queríamos ter de jogar nesta final uma vaga na Champions League. Queríamos garantir a Champions League na Premier League e depois queríamos conquistar um troféu. A final é muito importante para nós, sentimos que merecemos ganhar um troféu.

Cinco grandes golos em finais da Europa League
Cinco grandes golos em finais da Europa League

Unai Emery, treinador do Arsenal
A primeira coisa que tive de transmitir aos jogadores esta época foi que queríamos lutar por todas as competições. Quando disputámos os primeiros jogos na Europa League, alguns jogadores preferiram jogar na Premier League. Certo, mas sou eu que decido quando descansam.

Não quero que pensem que podem não alinhar nos primeiros jogos e depois quando chegamos à meia-final ou à final possam dizer: "Estou pronto para jogar". Durante toda a época demos grande atenção a esta competição, com grande ambição de conseguir algo importante. Sentir que queremos ganhar esta prova.

Topo