Retrospectiva: Nápoles - Arsenal

O Nápoles precisa de dar a volta ao 2-0 da primeira mão frente ao Arsenal e voltar aos grandes jogos europeus é o caminho certo para o conseguir.

©Getty Images

O Arsenal chega ao sul da Itália com uma vantagem de 2-0 na eliminatória e procura chegar às meias-finais da UEFA Europa League pela segunda época consecutiva. Já os anfitriões têm de apelar ao grande registo europeu em casa desta temporada de modo a sonharem repetir o triunfo na Taça UEFA, obtido há 30 anos.

• O Nápoles foi o melhor terceiro classificado na fase de grupos da UEFA Champions League desta época, com nove pontos, mas a única derrota, por 0-1 em Liverpool na sexta jornada, permitiu aos ingleses levarem a melhor na luta pelo segundo lugar devido aos golos marcados e seguirem em frente na companhia do Paris, vencedor do grupo. Os napolitanos iniciaram a campanha na UEFA Europa League com um triunfo tranquilo sobre o Zurique, por um total de 5-1, antes de eliminarem o Salzburgo com 4-3 no total dos dois jogos dos oitavos-de-final.

• O Arsenal seguiu sem problemas no Grupo E, onde apenas perdeu dois pontos, apurando-se a duas jornadas do fim, mas apanhou um susto nos 16 avos e oitavos-de-final, ao ganhar por 3-0 na segunda mão em casa para eliminar BATE Borisov e Rennes, em ambos os casos depois de perder as partidas da primeira mão.

Resumo: Arsenal 2-0 Nápoles
Resumo: Arsenal 2-0 Nápoles

Confrontos anteriores 
• Os “gunners” marcaram posição logo na primeira parte, com Aaron Ramsey a chegar ao golo no minuto 14, com um autogolo do defesa do Nápoles, Kalidou Koulibaly - que desviou um remate de Lucas Torreira - a fazer o resultado final.

• Os dois clubes só se defrontaram uma vez, na fase de grupos da UEFA Champions League de 2013/14, quando ambos ganharam em casa por 2-0. O triunfo do Nápoles na sexta jornada não foi suficiente para passar aos oitavos-de-final, apesar de ter somado 12 pontos, o máximo histórico de uma equipa que falhou a qualificação na fase de grupos da UEFA Champions League.

• O Nápoles venceu cinco dos sete jogos em casa ante clubes da Premier League (E1 D1), incluindo um triunfo por 1-0 na presente fase de grupos da UEFA Champions League, graças a um tento de Lorenzo Insigne, no minuto 90. Levou a melhor sobre o Swansea City, por 3-1 em Itália, nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League de 2013/14, tendo vencido a eliminatória pelo mesmo resultado. O outro duelo a duas mãos frente a um clube da Premier League terminou com a eliminação, após prolongamento, com o Chelsea, nos oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2011/12 (3-1 em casa, 1-4 fora de casa).

• O Arsenal venceu os mesmo número de jogos que perdeu em Itália - seis, a que se juntam quatro empates. Com efeito, venceu cinco dos últimos nove encontros ali disputados, o último deles por 2-0, no terreno do AC Milan, na época passada, na caminhada rumo à vitória por um total de 5-1 nos oitavos-de-final da UEFA Europa League. Mais, as duas das três derrotas ocorridas nesse período - ambas na UEFA Champions League - não se revelaram prejudiciais, pois os "gunners" bateram a Roma nos penalties nos oitavos-de-final em 2008/09 e perderam com o Nápoles por uma margem suficiente na sexta jornada em 2013/14 para passar às rondas a eliminar à custas do emblema anfitrião.

• Os “gunners” levaram a melhor nos dois encontros anteriores nos quartos-de-final com equipas italianas sem sofrerem golos: total de 1-0 frente ao Torino (0-0 fora, 1-0 em casa) a caminho no triunfo na Taça dos Vencedores das Taças de 1993/94, quando bateram na final outro clube italiano, o Parma, por 1-0 e um total de 2-0 frente à Juventus na UEFA Champions League de 2005/06 (2-0 em casa, 0-0 fora).

Cinco grandes momentos nos quartos-de-final da #UEL
Cinco grandes momentos nos quartos-de-final da #UEL

Desempate por grandes penalidades

• O registo do Nápoles em três desempates nas grandes penalidades em provas da UEFA é de V1 D2:
3-4 v Toulouse, 1986/87, Taça UEFA, primeira eliminatória
4-3 v Sporting CP, Taça UEFA, primeira eliminatória
3-5 v Spartak Moskva, 1990/91, Taça dos Campeões Europeus, segunda ronda

• O registo do Arsenal em quatro desempates nas grandes penalidades em provas da UEFA é de VE D2:
4-5 v Valência, 1979/80, Taça das Taças, final
3-2 v Sampdoria, 1994/95, Taça das Taças, meia-final
1-4 v Galatasaray, 1999/2000, Taça UEFA, final
7-6 v Roma, 2008/09 UEFA Champions League, oitavos-de-final

Topo