Retrospectiva: Villarreal - Sporting

Villarreal e Sporting são dois dos participantes mais experientes na UEFA Europa League mas os espanhóis estão em vantagem na eliminatória.

Alfonso Pedraza depois de marcar o único golo da primeira mão para o Villarreal
Alfonso Pedraza depois de marcar o único golo da primeira mão para o Villarreal ©AFP/Getty Images

O Villarreal está em boa posição para alcançar pela quarta vez os oitavos-de-final, já que recebe o Sporting CP com uma vantagem de 1-0 conseguida na primeira mão em Lisboa. Os dois clubes igualam ambos o recorde da competição ao entrarem pela sétima ocasião na fase a eliminar.

• O Villarreal conseguiu ultrapassar sem derrotas o competitivo Grupo G, com quatro empates e duas vitórias em casa. A quinta qualificação em cinco épocas consecutivas para a fase a eliminar ficou confirmada com uma vitória por 2-1, na sexta jornada, na recepção ao Spartak Moscovo.

• O Sporting apurou-se como segundo classificado do Grupo E, atrás do líder Arsenal, tendo os 13 pontos somados sido o registo máximo conseguido por um segundo classificado e superior mesmo a seis vencedores de grupos, incluindo o Villarreal.

Resumo: Sporting CP 0-1 Villarreal
Resumo: Sporting CP 0-1 Villarreal

Confrontos anteriores
• Um golo aos três minutos do médio Alfonso Pedraza - que se estreou a marcar na Europa - foi suficiente o Villarreal ganhar em casa do Sporting e igualar um recorde ao estar cinco jogos seguidos sem sofrer golos na UEFA Europa League. A equipa portuguesa terminou com dez jogadores devido a expulsão de Marcos Acuña, aos 76 minutos, com dois cartões amarelos. 

• O Villarreal só disputou uma eliminatória anterior frente a adversários portugueses, frente ao Porto, nas meias-finais da UEFA Europa League de 2010/11, quando foi derrotado por 5-1 na primeira mão no Estádio do Dragão, tendo depois ganho por 3-2 em Espanha.

• Os "leões" disputaram 27 partidas nas provas da UEFA diante de clubes espanhóis e apenas venceram sete, nunca em Espanha, onde têm o registo de 3E 10D. Na última vez que atravessou a fronteira perdeu por 2-0 no terreno do Atlético na primeira mão dos quartos-de-final da UEFA Europa League da época passada, o que conjugado com a derrota por 1-0 em casa, levou a sétima eliminação do Sporting em nove eliminatórias a duas mãos ante emblemas espanhóis, tendo o último sucesso ocorrido em 1985/86, frente ao Athletic, na terceira ronda da Taça UEFA.

Guia de forma
Villarreal
• Quinto classificado na Liga espanhola 2017/18, o Villarreal apurou-se para as provas europeias pela quinta época seguida; participou sempre na fase de grupos e conseguiu chegar à fase a eliminar em todas as ocasiões.

Os melhores golos da primeira mão dos 16 avos-de-final da #UEL
Os melhores golos da primeira mão dos 16 avos-de-final da #UEL

• No total, o Villarreal disputou sete vezes a fase de grupos da UEFA Europa League e nunca terminou fora dos dois primeiros lugares. Venceu o seu grupo pela terceira vez esta temporada, ao empatar fora com o Spartak (3-3), o Rapid Viena (0-0) e o Rangers (0-0) e somado sete pontos em casa. As suas melhores campanhas na prova foram em 2010/11 e 2015/16, quando atingiu as meias-finais.

• O Villarreal tem 50% de sucesso nos 16 avos-de-final, com três apuramentos em seis. Os triunfos ocorreram ante o Nápoles em 2010/11 (0-0 fora, 2-1 em casa) e 2015/16 (1-0 fora, 1-1 em casa) e Salzburgo em 2014/15 (2-1 casa, 3-1 em fora); as eliminações aconteceram perante o Wolfsburgo em 2009/10 (2-2 em casa, 1-4 fora), a Roma em 2016/17 (0-4 em casa, 1-0 fora) e o Lyon em 2017/18 (1-3 fora, 0-1 em casa). O registo como anfitrião nesta ronda é de V3 E1 D2, com duas derrotas nas duas eliminatórias mais recentes.

• O Villarreal perdeu cinco dos últimos 12 desafios europeus em casa, tendo somado o mesmo número de vitórias. Antes dessa sequência, no entanto, tinha somado sete vitórias seguidas, com apenas um golo sofrido, com todos os jogos a contarem para a UEFA Europa League de 2015/16, quando atingiu as meias-finais.

• O Villarreal seguiu sempre em frente nas sete ocasiões em que venceu a primeira mão fora de casa numa eliminatória europeia, a última frente ao Astana, no "play-off" da UEFA Europa League de 2014/15 (3-0 fora, 4-0 casa). O clube espanhol nunca tinha vencido por 1-0 numa primeira mão como visitante.

Resumo da primeira mão dos 16 avos-de-final
Resumo da primeira mão dos 16 avos-de-final

Sporting
• O Sporting terminou a Liga portuguesa 2017/18 no terceiro lugar. Foi batido de forma surpreendente pelo Aves, por 2-1, na final da Taça de Portugal, mas, apesar disso, atingiu a fase de grupos da UEFA Europa League.

• A equipa de Lisboa tem sido participante regular na UEFA Europa League desde a sua criação, em 2009/10, tendo disputado a competição (desde a fase de grupos) em oito das últimas dez temporadas – recorde que partilha com Ajax e Salzburgo. A sua quinta qualificação com sucesso da fase de grupos em seis tentativas foi alcançada graças aos triunfos em casa e fora ante Qarabağ e Vorskla Poltava, mas não conseguiu marcar ao Arsenal (0-1 casa, 0-0 fora). Semifinalista em 2011/12, atingiu os quartos-de-final na época passada após transitar da fase de grupos da UEFA Champions League.

• Tal como o Villarreal, o Sporting seguiu em frente em três das seis ocasiões que participou nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League. Os triunfos ocorreram em 2009/10 ante Everton (1-2 fora, 3-0 em casa), em 2011/12 com o Légia (2-2 fora, 1-0 em casa) e na temporada transacta frente ao Astana (3-1 fora, 3-3 em casa). Foi afastado em 2010/11 pelo Rangers (1-1 fora, 2-2 em casa), em 2014/15 pelo Wolfsburgo (0-2 fora, 0-0 em casa) e em 2015/16 pelo Leverkusen (0-1 casa, 1-3 em fora). O seu registo fora de casa nesta ronda é de V1 E2 D3, com o único triunfo a ser conseguido na época passada no outro extremo do continente, no Cazaquistão. 

• O triunfo em Astana é o único que o Sporting conseguiu em 12 jogos como visitante na fase a eliminar da UEFA Europa League (4E 7D). O nulo no terreno do Arsenal, na quarta jornada, acabou com a invulgar série de 30 jogos a sofrer golos fora de casa, uma sequência se prolongou por mais de sete anos. No jogo seguinte conseguiram uma goleada por 6-1 em casa do Qarabağ, o triunfo mais folgado do clube como visitante na UEFA Europa League.

• O Sporting só conseguiu seguir em frente por uma vez em 11 eliminatórias nas provas da UEFA em que perdeu a primeira mão em casa - frente ao Brøndby no "play-off" da UEFA Europa League de 2010/11 (0-2 casa, 3-0 na Dinamarca). Nas três ocasiões em que perdeu o primeiro jogo em casa por 0-1 também sofreu uma derrota na segunda mão, a última frente ao Leverkusen nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League de 2015/16.

Alterações nos jogadores inscritos para a UEFA Europa League
• Villarreal
Entradas: Vicente Iborra, Xavi Quintillà, Ramón Bueno
Saídas: Nicola Sansone, Miguel Layún, Emmanuel Lomotey

• Sporting
Entradas: 
Luiz Phellype, Cristian Borja, Tiago Ilori
Saídas: 
Emiliano Viviano, Carlos Mané, Elves Baldé, Tiago Djaló, Daniel Bragança, Rodrigo Battaglia 

As melhores defesas dos jogos da primeira mão
As melhores defesas dos jogos da primeira mão

Ligações e curiosidades
• O guarda-redes Andrés Fernández, do Villarreal, teve uma breve passagem pelo Porto em 2014/15.

• Jérémy Mathieu jogou no Valência entre 2009 e 2014, a que se seguiram 62 partidas pelo Barcelona entre 2014 e 2017. Defrontou o Villarreal 13 vezes em todas as competições (V8 E3 D2). Na sua passagem pelo Valência (2011–13) teve Víctor Ruiz, agora no Villarreal, como colega de equipa.

• Ramiro Funes Mori (Villarreal) e Marcos Acuña (Sporting) são internacionais pela Argentina.

• O cartão vermelho visto por Acuña na primeira mão foi o 12º mostrado a jogadores do Sporting na UEFA Europa League – recorde da competição desde a fase de grupos até à final.

• Villarreal e Sporting disputam as rondas a eliminar da UEFA Europa League pela sétima vez – recorde da prova partilhado com Ajax e Nápoles, presente igualmente nesta edição de 2018/19.

• O Villarreal é uma das sete equipas passou a fase de grupos da UEFA Europa League em derrotas e passou a ser uma de quatro que mantiveram esse estatuto após a primeira mão dos 16 avos-de-final, a par de Bétis, Frankfurt e Chelsea.

• O Villarreal está numa série de cinco jogos seguidos sem sofrer golos nesta competição. Se conseguir manter mais uma vez a baliza inviolada irá bater um recorde da UEFA Europa League que partilha actualmente com Nápoles, Salzburgo e Arsenal.

Desempates por grandes penalidades

• O registo do Villarreal em dois desempates por grandes penalidades nas provas da UEFA é V2 0D:
4-3 com o Torino na terceira eliminatória da Taça Intertoto de 2002
3-1 frente Atlético Madrid, final da Taça Intertoto de 2004

• O registo do Sporting em dois desempates por grandes penalidades nas provas da UEFA é 0V 2D:
3-5 frente ao Dínamo Minsk, segunda eliminatória da Taça UEFA de 1984/85
3-4 frente ao Nápoles, primeira eliminatória da Taça UEFA de 1989/90

Os treinadores
• Apresentado pela primeira vez a 25 de Setembro de 2017, Javier Calleja regressou ao comando técnico do Villarreal a 29 de Janeiro – apenas 50 dias depois de ter sido despedido e substituído por Luis García Plaza. Jogador do clube entre 1999 to 2006, após ter começado na academia do Real Madrid, Calleja voltou ao Villarreal para treinar as camadas jovens em 2012/13 depois de pendurar as chuteiras. Treinava a equipa B, cargo que exerceu apenas durante algumas semanas, quando foi promovido a técnico principal. O Villarreal terminou a Liga espanhola no quinto lugar na sua primeira época à frente da equipa.

• Apresentado como novo treinador do Sporting a 8 de Novembro, Marcel Keiser ocupou a vaga deixada pelo despedimento de José Peseiro uma semana antes. O holandês, de 49 anos, chegou a Lisboa proveniente do AlJazira, dos Emirados Árabes Unidos, e teve no Ajax o seu último trabalho na Europa, clube onde foi promovido dos juniores à equipa principal em Junho de 2017 para substituir Peter Bosz. Contudo, resistiu apenas seis meses no cargo. Começou a carreira de jogador no Ajax, mas passou grande parte do tempo ao serviço do Cambuur, da segunda divisão da Holanda.

Topo