Águia voa em Istambul

Haris Seferović marcou o golo da primeira vitória do Benfica na Turquia que deixou a equipa Bruno Lage em vantagem nos 16 avos-de-final.

Apesar do "onze" muito alterado, o Benfica deu seguimento ao bom momento e venceu fora o Galatasaray, por 2-1, na primeira mão dos 16 avos-de-final da UEFA Europa League.

Os anfitriões começaram pressionantes e ganharam ascendente na partida. O Benfica mostrava-se sólido na retaguarda e apostado em ataques rápidos. A primeira ocasião pertenceu à equipa turca, quando Henry Onyekuru, aos 19 minutos, aproveitou um corte incompleto e rematou perto do poste. A resposta do Benfica foi mortífera, com Eduardo Salvio a converter uma grande penalidade, aos 27 minutos, após mão na bola de Marcão, antigo jogador de Chaves e Rio Ave.

O argentino saiu lesionado no início da segunda parte, período em que o jogo ganhou mais interesse. O empate surgiu cedo, aos 54, altura em que Christian Luyindama ganhou de cabeça a Yuri Ribeiro para bater Odysseas Vlachodimos. No entanto, a vantagem durou dez minutos. Num passe longo, Rúben Dias, capitão de equipa neste encontro, desmarcou Seferović e o avançado suíço rematou em arco para o ângulo superior. Já perto do fim, aos 85, uma defesa monumental de Vlachodimos negou o bis a Luyindama e segurou um triunfo fora importante para as contas do apuramento.

MOMENTO: Vlachodimos seguro

O Galatasaray não dispôs de muitas ocasiões de perigo, mas na mais importante de todas Vlachodimos esteve à altura dos acontecimentos, efectuando uma das defesas mais notáveis nesta edição do torneio a fechar a partida.

FIGURA: Haris Seferović (Benfica)

Jonas tem sido o goleador do Benfica nas últimas épocas, mas na sua ausência Seferović tem cumprido com distinção, tendo somado o décimo golo em dez jogos e garantido um triunfo precioso.

Topo