Factos do Vorskla - Sporting

O Vorskla procura o primeiro triunfo na fase de grupos quando receber o Sporting, equipa moralizada pelo triunfo na primeira jornada.

O Vorskla marcou dois golos em casa do Arsenal na primeira jornada
O Vorskla marcou dois golos em casa do Arsenal na primeira jornada ©Getty Images

O Vorskla recebe o Sporting, em Poltava, com a ambição de terminar com a série negra na fase de grupos da UEFA Europa League, pois, após a derrota com o Arsenal, está há sete jogos sem vencer. O visitante de Portugal iniciou a campanha com um triunfo sobre o Qarabağ, por 2-0, em Lisboa.

Confrontos anteriores

• Embora nunca tenha defrontado o Sporting, o Vorskla já disputou duas eliminatórias com equipas portuguesas e foram afastados em ambas. Os ucranianos salvaram a face ao triunfar por 2-1 na recepção ao Benfica no "play-off" da UEFA Europa League 2009/10, isto depois de terem sido goleados na primeira mão, por 4-0, em Lisboa.

• O Sporting nunca perdeu em três visitas à Ucrânia (V2 E1) e soma três vitórias nos três jogos realizados em casa.

Guia de forma

Vorskla

• O Vorskla assegurou um lugar na fase de grupos da UEFA Europa League ao ser terceiro na Liga ucraniana de 2017/18, classificação que igualou a melhor de sempre e repetiu o feito conseguido em 1996/97, quando se qualificou pela primeira vez para a Europa.

• Esta é a sétima campanha europeia do clube e a segunda na fase de grupos da UEFA Europa League. Em 2011/12, teve de ultrapassar três rondas de qualificação, incluindo o triunfo no "play-off" sobre o Dínamo Bucareste, mas somou apenas dois pontos em seis jogos da fase de grupos e não escapou ao último lugar atrás de Standard Liège, Hannover e Copenhaga.

Resumo: Arsenal 4-2 Vorskla
Resumo: Arsenal 4-2 Vorskla

• O Vorskla perdeu três dos últimos cinco jogos em casa nas provas da UEFA. O único triunfo nesta série - 3 -1 com o Žilina na terceira pré-eliminatória da UEFA Europa League de 2015/16 - foi em vão, já que tinha perdido por 2-0 na primeira mão, na Eslováquia.

Sporting
• O Sporting terminou a Liga Portuguesa de 2017/18 no terceiro lugar. Foi surpreendente derrotado por 2-1 pelo Aves na final da Taça de Portugal, mas, ainda assim, garantiu um lugar na fase de grupos da UEFA Europa League.

• O emblema de Lisboa tem sido presença habitual na UEFA Europa League desde a criação da prova em 2009/10, tendo já participado em sete ocasiões, cinco das quais a fase de grupos, a última em 2015/16. Semifinalistas em 2011/12, os "leões" chegaram até aos quartos-de-final na época passada depois de terem transitado da fase de grupos da UEFA Champions League.

• O Sporting só perdeu uma vez em casa na fase de grupos da UEFA Europa League, mas o registo fora é de V6 E1 D9. Os derradeiros dois desafios fora - frente a Plzeň e Atlético, na fase a eliminar da UEFA Europa League da época passada - terminaram em derrotas.

Resumo: Sporting 2-0 Qarabağ
Resumo: Sporting 2-0 Qarabağ

Ligações e curiosidades 

• O capitão do Vorskla, Volodymyr Chesnakov, é o único resistente do último encontro do clube com uma equipa portuguesa, o triunfo em casa diante do Benfica em 2009. O treinador Vasyl Sachko foi um dos protagonistas dessa noite ao marcar um dos golos da vitória do Vorskla.

• Esta é a oitava presença do Sporting na UEFA Europa League, o que permite ao clube partilhar com Ajax e Salzburgo o recorde de mais participações na competição desde a fase de grupos até à final.

Treinadores
• Avançado de enorme estatura, Vasyl Sachko jogou no principal escalão do futebol da Ucrânia por Volyn Lutsk e Kryvbas Kryvyi Rih, antes de assinar pelo Vorskla em 2008. Nunca mais saiu do clube de Poltava, tendo passado quatro anos como jogador e dois como adjunto antes de assumir o cargo de treinador principal no Verão de 2014. Levou o Vorskla ao terceiro lugar da Liga ucraniana em 2017/18 e qualificou o clube para a fase de grupos da UEFA Europa League, prova em que teve uma breve experiência como jogador em 2011/12.

• Finalista vencido da Taça UEFA como treinador do Sporting em 2004/05, José Peseiro regressou ao clube no Verão de 2018 como sucessor de Jorge Jesus. Jogou como avançado nas divisões inferiores e trabalhou como adjunto de Carlos Queiroz no Real Madrid, antes da primeira passagem pelo Sporting, tendo depois orientado diversos clubes europeus e do Médio Oriente, além de ter dirigido a selecção da Arábia Saudita entre 2009 e 2011. A sua última participação europeia aconteceu com o Braga na UEFA Europa League de 2016/17.

Topo