Braga empata com Zorya na Ucrânia

O Braga manteve a tendência de não ganhar a adversários ucranianos, ao empatar a um golo no reduto do Zorya.

O Braga de Abel Ferreira deixa a Ucrânia com um resultado positivo mas incerto
O Braga de Abel Ferreira deixa a Ucrânia com um resultado positivo mas incerto ©Getty Images

O SC Braga manteve a tendência de não ganhar a adversários ucranianos, ao empatar a um golo no reduto do Zorya Luhansk, resultado que ainda assim o deixa em vantagem na terceira pré-eliminatória da UEFA Europa League.

Com um registo francamente desfavorável (seis derrotas e dois empates), os bracarenses desde cedo mostraram querer corrigir isso. Aos dois minutos, o guarda-redes Luis Felipe chuta contra Wilson Eduardo e a bola passa ao lado, e aos 16 Fransérgio remata rasteiro com algum perigo, mas também ao lado.

Os anfitriões equilibraram os acontecimentos e aos 19 um ressalto deixa a bola em Oleksandr Karavaev, mas este atira por cima. Aos 35, Claudemir isola Ricardo Horta, mas Luis Felipe faz bem a mancha e defende com a perna.

O Braga começou bem a etapa complementar, com Ricardo Horta em evidência. Primeiro com um forte remate que Luis Felipe sacode para canto (49), e depois com um tiro à barra. Só que à terceira foi de vez. Ricardo Esgaio cruza da direita, Wilson Eduardo desvia ao primeiro poste e o No21 a rematar forte para o fundo das redes.

No entanto, a resposta não se fez esperar, e Karavaev, após um corte defeituoso de Sequeira, remata de primeira para o empate, aos 72. Até final, a melhor ocasião pertenceu ao Zorya, com Bogdan Mykhaylychenko, nos descontos, a romper pela esquerda mas a rematar fraco para defesa de Matheus.

Figura: Ricardo Horta
Ricardo Horta foi o jogador mais irrequieto do ataque "arsenalista", incomodando defesas e guarda-redes, com a boa exibição a ser premiada com um golo.

Momento: golo do Zorya
Ao empatar pouco tempo após sofrer, o Zorya conseguiu afastar a pressão da desvantagem, ao mesmo tempo que retirou algum entusiasmo ganho pelo Braga.

Topo