Final de 2019: Baku

  • A final realiza-se em Baku, na quarta-feira, 29 de Maio, às 20h00 (de Portugal Continental

City centre (Baku)
©Getty Images

Baku...
• É a capital do Azerbaijão.
• É a capital com mais baixa altitude do mundo – 28 metros abaixo do nível do mar.
• É uma cidade ventosa: o seu nome deriva do persa arcaico "Bādkube" (ventos fortes) – e a sua alcunha é mesmo "Cidade dos Ventos".
• Cresceu por culpa do petróleo exportado desde o século XIX.
• Tem como cidades-irmãs Dakar, Nápoles, Houston, Bordéus, Kiev, Haifa e Rio de Janeiro, entre outras.
• Albergou a fase final do Campeonato da Europa de Sub-17 da UEFA e o Campeonato do Mundo Feminino de Sub-17 da FIFA, sendo agora palco da final de 2019 da UEFA Europa League.

Onde fica
Maior cidade da região do Cáucaso, Baku é também o maior centro urbano das margens do Mar Cáspio. Fica a aproximadamente 2000 quilómetros de Moscovo e de Istambul, a cerca de 9000 quilómetros de Nova Iorque e 5500 quilómetros a oeste de Pequim.

Baku Olympic Stadium
O estádio tem capacidade para quase 70 mil espectadores©Sportsfile

Estádio Olímpico
• Concluído em Fevereiro de 2015, o Estádio Olímpico de Baku (Bakı Olimpiya Stadionu, em azeri) tem capacidade para quase 70.000 espectadores e foi usado pela primeira vez nos Jogos Europeus do Verão desse ano.
• Vai ser palco de vários jogos do UEFA EURO 2020.
• É a habitual casa da selecção principal masculina de futebol do Azerbaijão.
• Os Presidentes de Azerbaijão, da FIFA e da UEFA estiveram presentes na cerimónia de colocação da primeira pedra do recinto, em 6 de Junho de 2011, como parte dos festejos dos 100 anos do futebol no país.
• Situado junto às margens do Lago Boyukshor, faz parte do Complexo da Vila Olímpica que inclui também infra-estruturas de treinos e alojamento.
• Baku nunca acolheu os Jogos Olímpicos, mas candidatou-se à organização das edições de 2016 e de 2020.

Chegar e deslocar-se em Baku
O Aeroporto Internacional Heydar Aliyev situa-se 20 quilómetros a nordeste de Baku, uma viagem de 45 minutos de autocarro até à estação central da cidade. Baku conta com duas linhas de metropolitano que conduzem os visitantes até à Cidade Velha ou até bem perto do Estádio Olímpico; os serviços de autocarro e de táxi são relativamente baratos.

Onde ficar
A rápida expansão da cidade nas últimas décadas, e o aumento do número de visitantes estrangeiros, significa que existe uma ampla rede de hotéis modernos em Baku. Consulte as ligações úteis abaixo.

Flame Towers (Baku)
As Flame Towers não passam despercebidas à noite©Sportsfile

O que visitar
Cultura: Rodeada de muralhas, a Cidade Velha, Icheri Sheher, é património mundial da UNESCO e dentro dela situam-se a Torre da Donzelaand e o grandioso Palácio Shirvanshahs, que data do século XV, casa da dinastia que reinou na região durante a Idade Média.
Atmosfera: Vale a pena passear pelas ruas de noite: o Azerbaijão conta com fantásticos edifícios modernos que ficam verdadeiramente esplêndidos quando iluminados à noite, destacando-se entre eles as Flame Towers.
Ar puro: O Parque Nacional (Milli Park) estende-se ao longo da zona ribeirinha de Baku, desde a Praça da Liberdade (Azadlıq Meydanı) até à Praça da Bandeira Nacional (Dövlət Bayrağı Meydanı), a qual conta com um parque de diversões e uma fonte musical.

Comer e beber
Os visitantes estrangeiros poderão encontrar algumas semelhanças entre a gastronomia do Azerbaijão e a gastronomia da Turquia e do Irão. Prato obrigatório é o pilaf, um prato de arroz temperado com açafrão e misturado com carne e vegetais, enquanto as dolmas (folhas de videira recheadas com carne picada) são tão populares aqui como o são na Turquia. Kebabs de cordeiro ou esturjão são outras das delícias locais. O chá, servido sem leite, é outro marco da região, para acompanhar os maravilhosos pastéis baklava; sorvete doce é a bebida fria de eleição.

O futebol na cidade
O futebol no Azerbaijão tem vindo a crescer, com o Neftçi, o Qarabağ e o Gabala, este último de fora de Baku, a terem já marcado presença na fase de grupos da UEFA Europa League, tendo o Qarabağ disputado também a fase de grupos da UEFA Champions League, em 2017/18, tornando-se na primeira equipa do Azerbaijão a atingir essa etapa da competição. Fundado em 1937, o Neftçi foi durante muito tempo o clube de maior sucesso de Baku, com a sua rivalidade com o Khazar Lankaran a ser considerada o Böyük Oyun (jogo grande) do país. Agora o Qarabağ conta também com muitos adeptos na cidade, com İnter Bakı e Zirä a terem também muitos seguidores em Baku.

Pelos arredores
Quer saber por que razão o Azerbaijão é conhecido como a terra do fogo? Uma viagem de 25 quilómetros para fora de Baku leva-o até Yanar Dağ (a Montanha de Fogo), uma colina em constante ebulição – mesmo debaixo de ventos e chuvas – devido ao gás natural que emerge dos seus solos. Um pouco mais longe, o Parque Nacional Gobustan exibe extraordinárias gravuras rupestres que datam de há mais de 40 mil anos, bem como outro fenómeno geológico que deve muito às reservas de petróleo e de gás natural do Azerbaijão: os vulcões de lama.

Ligações úteis
Azerbaijan Travel: http://azerbaijan.travel/en/
Lonely Planet: http://www.lonelyplanet.com/azerbaijan/baku-baki
Wikipedia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Baku
Baku Olimpiya Stadionu: http://bos.az/en/
Federação de Futebol do Azerbaijão (AFFA): http://www.affa.az/

Topo