David Villa salva Valência

Valencia CF 3-2 Genoa CFC
O Génova até esteve a ganhar no Mestalla, mas um penalty marcado pelo avançado, aos 82 minutos, selou o triunfo espanhol.

O penalty de David Villa valeu três pontos
O penalty de David Villa valeu três pontos ©Getty Images

O Valencia CF, com Miguel titular, teve de se aplicar ao máximo para vencer o Genoa CFC, graças a um penalty marcado por David Villa nos instantes finais da partida. A equipa italiana até esteve a ganhar no Estádio Mestalla, permitiu a reviravolta dos espanhóis, voltou a empatar o encontro, mas acabou por sair derrotada.

Solução no banco
Sergio Floccari deu vantagem ao Génova, David Silva e Nikola Žigić assinaram a reviravolta ao marcador, mas a formação transalpina voltou a empatar o encontro, aos 64 minutos, por Houssine Kharja. No entanto, um passe do também suplente Joaquín isolou Villa, que sofreu falta de Andrea Esposito dentro da área, cobrando ele próprio o penalty que garantiu a conquista dos três pontos ao Valência.

Eficácia transalpina
A vantagem do Génova no Mestalla foi uma autêntica surpresa, já que a equipa da casa apresentou-se sem cinco habituais titulares. Mas os "ché" apostaram no ataque, com Juan Mata, Silva e Žigić a estarem todos perto do golo nos primeiros 25 minutos. No entanto, os italianos mostraram bem mais eficácia das primeiras vezes que se aproximaram da baliza de César Sánchez. Ángel Dealbert ainda salvou uma primeira ocasião em cima da linha de golo, depois de o guarda-redes espanhol chocar contra Floccari, mas, pouco depois, o Génova marcou mesmo: Salvatore Bocchetti cabeceou à entrada da área, David Navarro foi apanhado desprevenido e Floccari estava no sítio certo para fazer o 1-0.

Grandes emoções
Tudo mudou no início da segunda parte. Aos 52 minutos, Éver Banego fez um passe que confundiu o defesa Sokratis Papastathopoulos, que perdeu a bola para Silva, com o avançado a fazer o empate. Apenas quatro minutos depois confirmava-se a reviravolta, com Mata a levar a melhor sobre Papastathopoulos e a assistir Žigić para o 2-1. O defesa grego conseguiu uma pequena desforra dos seus próprios erros, sofrendo o penalty que permitiu a Jérémy Mathieu voltar a empatar o encontro, mas de nada valeu ao Génova, já que David Villa acabaria por selar o triunfo para o Valência, também de grande penalidade.

Topo