O "site" oficial do futebol europeu

Sucesso espanhol

Publicado: Quinta-feira, 2 de Outubro de 2008, 23.04CET
O Sevilha e o Santander repetiram as vitórias da primeira mão, ao passo que o Deportivo da Corunha teve de recorrer às grandes penalidades para se apurar para a fase de grupos.
Sucesso espanhol
Frederic Kanouté festeja o seu golo ©Getty Images
 
Publicado: Quinta-feira, 2 de Outubro de 2008, 23.04CET

Sucesso espanhol

O Sevilha e o Santander repetiram as vitórias da primeira mão, ao passo que o Deportivo da Corunha teve de recorrer às grandes penalidades para se apurar para a fase de grupos.

As equipas espanholas seguem em frente na Taça UEFA, mas não foi uma noite descansada para todas. O Sevilla FC e o Real Racing Club Santander repetiram as vitórias obtidas na primeira mão, mas o RC Deportivo La Coruña teve de recuperar de uma desvatagem de dois golos, garantindo o apuramento apenas nas grandes penalidades.

FC Salzburg 0-2 Sevilla FC (total: 0-4)
O Sevilha mantém as esperanças de vencer a Taça UEFA pela terceira vez em apenas quatro épocas, sendo que esta quinta-feira repetiu na Áustria os números do triunfo de há 15 dias. Frédéric Kanouté, que marcou nas finais de 2006 e 2007, não perdeu o instinto na Europa e abriu o marcador a sete minutos do intervalo, após bom trabalho de Adriano. O avançado bisou na marcação de uma grande penalidade perto da hora de jogo, depois de ter sofrido a falta de Alexander Zickler.

RC Deportivo La Coruña 2-0 SK Brann (total: 2-2, Depor vence por 3-2 nas grandes penalidades)
Dois golos de Diego Colotto permitiram ao Deportivo, mesmo reduzido a dez elementos, recuperar da desvantagem trazida da Noruga e, no desempate, o guarda-redes Daniel Aranzubia foi o herói ao defender três penaltis. O Brann foi sujeito a uma intensa pressão desde o início de jogo e, já depois de Omar Bravo e Angel Lafita terem desperdiçado boas oportunidades, Colotto abriu o marcador de cabeça aos 18 minutos. Rikki foi expulso ainda antes da meia-hora de jogo após ter visto dois amarelos, mas o Depor não baixou os braços e Colotto adiou tudo para o prolongamento com o segundo golo a 14 minutos do final. O tempo extra não decidiu o vencedor e Aranzubi travou o segundo penalty do Bran, cobrado por Petter Vaagan Moen. Apesar de Mista ter falhado o castigo seguinte, o guarda-redes espanhol também defendeu o remate de Eirik Bakke. Erlend Hanstveit não podia falhar o quinto penalty, mas, mais uma vez, Aranzubia levou a melhor e afastou o Brann.

FC Honka Espoo 0-1 Real Racing Club Santander (total: 0-2)
O estreante Racing tinha uma magra vantagem para defender na Finlândia, mas um golo de Eduardo Bedía logo aos quatro minutos decidiu a eliminatoria a favor dos espanhóis frente a uma equipa que também se estreava nas competições europeias. O Honka passou duas rondas de qualificação para chegar a esta eliminatória, mas não conseguiu marcar os três golos necessários para assinar uma surpresa, apesar de uma exibição esforçada na segunda parte. O português Jorge Gonçalves foi aposta do treinador do Racing para a segunda metade e os espanhóis não tiveram grandes dificuldades para gerir a vantagem.

Última actualização: 03-10-08 1.54CET

Informação relacionada

Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/uefaeuropaleague/news/newsid=757886.html#sucesso+espanhol