O "site" oficial do futebol europeu

Chipre continua a dar cartas

Publicado: Quinta-feira, 14 de Agosto de 2008, 22.46CET
Zona Sul: O triunfo do Omonia no terreno do AEK e o empate do APOEL com o Estrela Vermelha completaram uma semana excelente para o futebol cipriota.
Chipre continua a dar cartas
Litex e Ironi Kiryat empataram a zero na Bulgária ©Meridian Match
 
Publicado: Quinta-feira, 14 de Agosto de 2008, 22.46CET

Chipre continua a dar cartas

Zona Sul: O triunfo do Omonia no terreno do AEK e o empate do APOEL com o Estrela Vermelha completaram uma semana excelente para o futebol cipriota.

A excelente semana das equipas de Chipre nas competições europeias teve continuidade esta quinta-feira com o triunfo do AC Omonia sobre o AEK Athens FC, enquanto o APOEL FC obrigou os antigos campeões europeus do FK Crvena Zvezda a um empate, em jogos da primeira mão da segunda pré-eliminatória da Taça UEFA. Noutros terrenos, Lothar Matthäus não conseguiu a primeira vitória ao comando do Maccabi Netanya FC, uma vez que os três representantes de Israel na prova empataram todos. O uefa.com faz a ronda pela acção dos jogos da zona Sul, que terão as respectivas segundas mãos dentro de duas semanas.

AEK Athens FC 0-1 AC Omonia
Um dia depois do Anorthosis Famagusta FC ter batido o Panathinaikos FC, por 3-0, em jogo da primeira mão da terceira pré-eliminatória da UEFA Champions League, outra equipa cipriota levou a melhor sobre um conjunto ateniense. Um golo de Cafú, internacional cabo-verdiano e ex-dianteiro do Belenenses e Boavista, , aos 40 minutos, deu o triunfo ao Omonia no reduto do AEK, sendo que este poderia ter sido mais dilatado não tivesse a barra devolvido outro remate do avançado, já em período de descontos.

APOEL FC 2-2 FK Crvena Zvezda
O Estrela Vermelha logrou um empate no Chipre mercê de um tento de Igor Burzanović já para além da hora. Os visitantes sérvios adiantaram-se no marcador aos nove minutos, quando o defesa do APOEL Joost Broerse aliviou mal um cruzamento de Nenad Milijaš, permitindo ao ponta-de-lança brasileiro Edgar uma conclusão precisa perante o guardião Dionisis Chiotis. Broerse recompensou esse erro aos 34 minutos, na conversão de um livre directo a cerca de 25 metros de distância da baliza. O APOEL por duas vezes esteve perto de chegar ao intervalo em vantagem, mas o guarda-redes dos sérvios, Saša Radivojević, susteve dois remates de longa distância de Konstantinos Charalampidis e a recente contratação, o internacional polaco Marcin Żewłakow, rematou às malhas laterais. Contudo, com apenas dois minutos no segundo tempo, o compatriota Kamil Kosowski escapou-se pelo lado direito e serviu Żewłakow, que marcou à boca da baliza. Bem mais distante das redes adversárias, Burzanović restabeleceria a igualdade na partida, resultado que não viria a conhecer alterações até final.

Aris Thessaloniki FC 1-0 NK Slaven Koprivnica
O Aris, clube dirigido por Fernando Santos, proporcionou alguns motivos de celebração para o futebol grego, ao levar a melhor sobre os seus visitantes croatas, com o antigo dianteiro espanhol do Sporting, Koke, a marcar o único golo da partida no início da segunda parte. O Aris continua assim em boa posição na luta por um lugar na fase de grupos, da qual ficou pelo caminho, na época passada, após uma derrota, na quinta jornada, no terreno do FC Bayern München.

NK Široki Brijeg 1-2 Beşiktaş JK
O Beşiktaş pode ter falhado o apuramento para a presente edição da UEFA Champions League, mas fez um bom início de campanha na Taça UEFA com um triunfo na Bósnia-Herzegovina. O argentino Matías Delgado adiantou o conjunto turco no marcador ainda no primeiro tempo, liderança que foi duplicada aos 83 minutos pelo brasileiro Márcio Nobre. Dalibor Šilić reduziu para o Brijeg já em período de descontos, mas, ainda assim, a tarefa dos bósnios em Istambul será tudo menos fácil.

FK Borac 1-0 PFC Lokomotiv Sofia
Bojan Pavlović marcou aos 47 minutos o tento com que os sérvios partem em vantagem para o embate da segunda mão, na Bulgária. Depois de ter ganho, na sua estreia nas competições europeias, ao FC Dacia Chişinău na primeira pré-eliminatória, o Borac quase se viu em desvantagem antes do intervalo, quando Zoran Baldoviev rematou por cima da barra, enquanto, na outra área, falhou o alvo. Mas Pavlović não desperdiçou a sua oportunidade quando ao surgir isolado na área contrária. Já o Lokomotiv não mais voltou a dispor de ocasiões claras de golo.

Maccabi Netanya FC 1-1 PFC Cherno More Varna
Alexandar Alexandrov marcou a quatro minutos antes do intervalo, dando ao Cherno More um precioso golo marcado fora de casa, eventualmente decisivo para o duelo da segunda mão, em Sófia. A equipa israelita, que não marcara qualquer golo na edição anterior da Taça UEFA, facturou aos 27 minutos, quando o dianteiro de origem camaronesa, Francis Kioyo, recolheu o mau alívio de Nikola Domakinov e marcou facilmente. Contudo, os búlgaros empataram a contenda quando o seu número 10 aproveitou o espaço que lhe foi concedido na área para uma conclusão espectacular. O guarda-redes do Cherno More, Karamfil Ilchev, defendeu um forte remate de Samudu Awudu e, no canto resultante, Bevan Fransman cabeceou fazendo a bola passar junto à trave. Matthäus lançou, então, Barukh Dego no jogo e, a dez minutos do final, o substituto cruzou milimetricamente para Awudu, mas a bola cabeceada pelo ponta-de-lança parou sobre as redes superiores.

PFC Litex Lovech 0-0 Hapoel Ironi Kiryat Shmona FC
Na outra eliminatória bulgaro-israelita, ficou tudo por decidir, dentro de duas semanas, em Haifa. Yoval Avidor, do Kiryat Shmona, e o brasileiro do Litex, Sandrinho, dispuseram ambos de oportunidades relativamente perigosas na primeira parte e, apesar de o treinador dos anfitriões, Stanimir Stoilov, ter lançado os dianteiros Eduardo Santos e Krum Bibishkov para a segunda parte, o que permitiu aos búlgaros um ligeiro ascendente, os visitantes resistiram à pressão.

FK Vojvodina 0-0 Hapoel Tel-Aviv FC
O Hapoel regressou de Novi Sad com as suas esperanças intactas de uma terceira presença consecutiva na fase de grupos. A equipa sérvia aumentou a pressão, mas teve pela frente um guarda-redes nigeriano Vincent Enyeama bastante inspirado, tendo começado o seu recital com uma defesa com a ponta dos dedos a um remate de Vladimir Vukajilović logo aos dois minutos e sacudindo novo remate perigoso por cima da trave. Na outra área, Aleksandar Kesić travou com os pés um remate de Eraj Zahav para os israelitas, mas o Vojvodina voltou a ver um golo negado na segunda parte, quando Aleksandar Popović fez a bola passar junto a um poste.

Última actualização: 15-08-08 10.25CET

Informação relacionada

http://pt.uefa.com/uefaeuropaleague/news/newsid=739328.html#chipre+continua+cartas