O "site" oficial do futebol europeu

Camacho dá a receita

Publicado: Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008, 17.35CET
Com Nélson e Petit de regresso, o treinador do Benfica disse que vai ser preciso muito trabalho para ultrapassar o Nuremberga.
 
Publicado: Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008, 17.35CET

Camacho dá a receita

Com Nélson e Petit de regresso, o treinador do Benfica disse que vai ser preciso muito trabalho para ultrapassar o Nuremberga.

José Antonio Camacho, treinador do Benfica, não abriu o jogo para o embate desta quinta-feira frente ao 1. FC Nürnberg, referente à segunda mão dos 16 avos-de-final da Taça UEFA, mas sempre foi adiantando que Nélson e Petit podem regressar à titularidade.

Duo de regresso
O lateral e o médio não jogaram este fim-de-semana, por ocasião da vitória (2-0) no terreno da Naval 1º Maio, mas ambos parecem capazes de regressar ao "onze", após debelarem problemas físicos. "Se estão cá é porque têm uma grande possibilidade de jogar. Mas vamos avaliar o seu estado durante o trabalho", começou por dizer Camacho. Depois de ter visto a sua equipa vencer por 1-0 no jogo da primeira mão, o técnico espanhol sabe exactamente aquilo que é preciso fazer para seguir em frente na prova.

Muito trabalho
"Temos de ser uma equipa que trabalha muito, mas que também pratica bom futebol. No meu manual, temos que estar muitas vezes junto da baliza adversária e o adversário tem que estar poucas vezes junto da nossa. O que mais importa é vencer. Já fizemos grandes jogos e perdemos. O que mais me interessa é que a equipa ganhe. Este é o jogo mais importante da temporada, porque é o que vamos fazer já amanhã. Eles vão dar tudo e contam com os seus adeptos, que são excelentes. Estão mal no campeonato alemão e querem compensar isso com um bom jogo na UEFA", explicou Camacho.

Jogar para marcar
Quanto a Petit, o médio não escondeu o desejo de marcar presença nos quartos-de-final da Taça UEFA. "É muito difícil chegar à final, pois o leque de clubes é muito bom. Mas queremos estar na próxima fase e a partir daí tudo é possível. A chave passa por marcarmos um golo. Se impusermos o nosso futebol desde o início, as coisas serão mais fáceis. Não vamos entrar a pensar no 0-0. Não tenho jogado regularmente, mas sinto que estou a melhorar. Não sinto dores e estou preparado para ajudar a equipa", sentencionou o internacional português.

Última actualização: 21-02-08 20.55CET

Informação relacionada

Perfis das equipas
Jogo relacionado

http://pt.uefa.com/uefaeuropaleague/news/newsid=661047.html#camacho+receita