Kompany estraga festa do Brann

SK Brann 0-1 SV Hamburger Um golo de Vincent Kompany deu os três pontos aos alemães, de nada valendo a inspiração de Håkon Opdal.

Um golo na segunda parte de Vincent Kompany deu ao Hamburger SV três pontos no seu jogo de abertura do Grupo D, acabando assim com os festejos do recém-coroado campeão da Noruega, o SK Brann.

Opdal em forma na baliza
No fim-de-semana passado, os alemães marcaram três vezes nos primeiros 34 minutos contra os detentores da Bundesliga, o VfB Stuttgart, mas com um Håkon Opdal em grande forma na baliza dos da casa, o Hamburgo teve de fazer por merecer o triunfo. O tento da vitória surgiu aos 62 minutos, quando Kompany finalizou de longe, com um remate rasteiro e colocado. O Brann não teve engenho para reagir e saiu da partida de Bergen de mãos vazias.

Desperdício
A história foi bem diferente na segunda-feira, quando uma derrota do Stabaek IF, por 2-1, ante o Viking FK deu ao Brann a vantagem na tabela suficiente para alcançar a sua primeira “Tippeligaen” (Liga norueguesa) em 44 anos. No entanto, o seu treinador Mons Ivar Mjelde preferiu guardar o champanhe para depois do jogo contra o Hamburgo, pelo que agora terá um sabor amargo dada a confrangedora exibição da sua equipa. Opdal negara o golo a Piotr Trochowski e Mohamed Zidan, antes de, com uma defesa fantástica no minuto 27, voltar a impedir Trochowski de marcar.

Jogo de um sentido
O Brann não conseguia sair do seu meio-campo. Zidan e Ivica Olić obrigaram Opdal a mais defesas, e não fora a intervenção de Ólafur Örn Bjarnason, David Jarolím teria decerto marcado. O golo do Hamburgo era apenas uma questão de tempo e acabou por surgir quando Kompany, que já estivera em dois lances perigosos, marcou à terceira tentativa. A tarefa do Brann, que até ali apenas tinha logrado um disparo de Thorstein Helstad, era muito complicada. Petter Vaagan Moen e Helstad tentaram a sua sorte, mas foi a equipa de Huub Stevens quem esteve mais perto do golo e apenas um grande Opdal impediu Jarolím, Guy Demel e Olić de fazerem o 2-0.

Topo