Honvéd e Bełchatów sobrevivem

Honvéd e Bełchatów tiveram de esperar até aos penalties para festejarem o apuramento, enquanto os golos fora foram decisivos em duas outras eliminatórias.

Budapest Honvéd FC e GKS Bełchatów tiveram de esperar até ao desempate por pontapés da marca de grande penalidade para festejarem o apuramento, enquanto os golos fora foram decisivos em duas outras eliminatórias da zona Central-Este da primeira pré-eliminatória da Taça UEFA.

Budapest Honvéd FC 1-1 FC Nistru Otaci (2-2 no conjunto das duas mãos após prolongamento, Honvéd vence 5-4 nos penalties)
O guarda-redes Iván Tóth foi o herói da noite em Budapeste, defendendo três grandes penalidades e garantindo por fim o apuramento do Honvéd depois de um desempate por penalties onde o nervosismo foi evidente. O avançado senegalês Abraham Guie-Guie Gneki deu vantagem à equipa da casa aos 14 minutos, mas viu o camaronês Habib Mekang empatar no início da segunda parte, num dos raros ataques do Nistru. Já nos descontos, Gellért Ivancsics acertou no poste para o Honvéd no seguimento de um pontapé livre e pouco depois Gábor Koós cabeceou ao lado a menos de cinco metros do alvo. Foram, depois, necessários nove penalties para cada lado para que o sonho da formação da Moldávia chegasse ao fim, sendo, para tal, decisivos os reflexos de Tóth.

FC Ameri Tbilisi 2-0 GKS Bełchatów (2-2 no conjunto das duas mãos após prolongamento, Bełchatów vence 4-2 nos penalties)
O Ameri esteve perto de alcançar uma impressionante recuperação, mas acabou por ver o seu adversário polaco vencer no desempate por grandes penalidades em Tbilisi. Com uma desvantagem de 2-0 trazida do jogo da primeira mão, a formação georgiana começou desde logo a pressionar o Bełchatów e desperdiçou uma série de boas oportunidades até Suliko Davitashvili servir Dmitri Tatanashvili, que cabeceou com êxito, abrindo o activo nos instantes finais da primeira parte. Logo após o intervalo Davitashvili marcou na recarga a um remate de Georgi Dekanosidze que embateu na trave e deixou a eliminatória empatada. Contudo, o Ameri foi incapaz de concretizar mais oportunidades e acabou por ver o Bełchatów vencer nas grandes penalidades.

PFC Neftchi 2-1 SV Ried (3-4 no conjunto das duas mãos)
Um golo ao cair do pano de Hamdi Salihi terminou com as esperanças do Neftchi em seguir em frente e permitiu ao Ried evitar a surpresa em Baku. A formação austríaca levava uma vantagem de 3-1 do jogo da primeira mão, mas deixou-se surpreender na primeira parte do jogo no Azerbaijão. Um cruzamento rasteiro de Zaur Tagizade permitiu a Branimir Subašić abrir o activo para o Neftchi, 14 minutos antes de Rashad Sadygov marcar e colocar a equipa da casa na frente da eliminatória, no seguimento de um pontapé de canto. O treinador do Neftchi, Gurban Gurbanov, retirou do campo os avançados Subašic e Samir Aliyev, de forma a segurar o resultado, mas Salihi, com um espectacular remate a cinco minutos do final, logo após a expulsão de Tagizade, deu o apuramento ao Ried.

FC MIKA 1-0 MTK Budapest (2-2 no conjunto das duas mãos, MIKA apurado graças aos golos fora)
A formação da Arménia apurou-se para a segunda pré-eliminatória da Taça UEFA pela primeira vez na sua história, graças a um golo solitário de Artyom Adamyan aos 25 minutos do encontro da segunda-mão, aproveitando da melhor forma um erro defensivo após cruzamento de Kléber Silva. István Ladóczki desperdiçou uma boa oportunidade para o MTK e József Kanta viu o seu remate defendido pelo guarda-redes do MIKA, Feliks Hakobyan, ainda antes do intervalo. Hakobyan continuou a brilhar no segundo tempo, negando o golo a Gábor Urbán aos 54 e aos 83 minutos.

FC Zimbru Chisinau 2-2 FC Artmedia Petržalka (3-3 no conjunto das duas mãos, Artmedia apurado graças aos golos fora)
Um golo de Balázs Borbély nos instantes finais valeu ao Artmedia a passagem à próxima ronda graças aos golos obtidos fora, depois de a equipa ter estado praticamente eliminada na Moldávia. A equipa da casa ganhou vantagem com um bom remate de Kyrylo Kovalchuk, antes do avançado russo Alexey Zhdanov elevar para 2-0, de penalty, depois de ter sido derrubado dentro da grande área. Ainda assim, um raro ataque do Artmedia resultou em golo aos 73 minutos e, praticamente no último remate da partida, Karim Guédé aproveitou da melhor forma uma falha na defesa adversária e serviu Borbély, que apontou o golo que ofereceu a passagem ao Artmedia.

SV Mattersburg 4-2 FK Aktobe (4-3 no conjunto das duas mãos)
Um livre marcado por Ákos Kovrig já em período de descontos salvou o Mattersburg e valeu-lhe uma vitória pela margem mínima sobre o seu adversário do Cazaquistão. Com uma desvantagem de 1-0 trazida da primeira mão, golos de Carsten Jancker, Thomas Wagner e Csaba Csizmadia deram à formação austríaca uma vantagem confortável a meio da segunda parte. Contudo, um golo de Andrei Bogomolov para o Aktobe aos 72 minutos, seguido de imediato pela expulsão de Adnan Mravac, do Mattersburg, e pelo segundo golo dos visitantes, novamente apontado por Aleksei Kosolapov, deixou o Aktobe `s beira de um inesperado apuramento. Mas um disparo de Kovrig a 25 metros do alvo deu a passagem à equipa da casa, de forma dramática.

BSC Young Boys 4-0 FC Banants (5-1 no conjunto das duas mãos)
Dois golos de João Paulo ajudaram o a equipa de Berna a, tranquilamente, marcar presença no sorteio desta sexta-feira, depois de uma exibição segura. O avançado brasileiro abriu o activo aos onze minutos e, antes do intervalo, tudo parecia já resolvido, depois de Tiago Calvano marcar na sequência de um canto e João Paulo apontar o seu segundo golo da noite. Os pupilos de Martin Andermatt não ficaram por aqui e Marco Schneuwly fechou a contagem aos 58 minutos.

Groclin Grodzisk Wielkopolski 1-0 MKT Araz (1-0 no conjunto das duas mãos)
Jarosław Lato marcou o golo da vitória a dois minutos do apito final, permitindo à formação polaca ultrapassar, no seu terreno, a formação azeri. Depois de um empate a zero na primeira mão, o Groclin partia como favorito para o segundo jogo, mas não teve a vida facilitada pelo Araz. A expulsão do avançado Anatolie Doros acabou por ser um factor de desequilíbrio decisivo em favor da equipa da casa, que viu Lato evitar o drama de ter de se recorrer a um prolongamento.

FC Vaduz 0-0 FC Dinamo Tbilisi (0-2 no conjunto das duas mãos)
O treinador checo Dušan Uhrin vai seguir com interesse o sorteio desta sexta-feira da segunda pré-eliminatória da Taça UEFA depois de ver a sua equipa seguir em frente com uma vantagem de 2-0 no conjunto das duas mãos, depois de segurar o nulo no Liechtenstein. Apesar de o Vaduz, detentor da Taça do Liechtenstein, ter lutado bravamente, o vice-campeão da Geórgia nunca pareceu verdadeiramente ameaçado. A melhor ocasião do Vaduz surgiu a sete minutos do intervalo, com o avançado brasileiro Gaspar a rematar de longe e ao lado.

FC Alma-Ata 1-1 FC ViOn Zlaté Moravce (2-4 no conjunto das duas mãos)
Perante 17 mil espectadores no Cazaquistão, Daniyar Kenzhekhanov viu a sua oportunidade de golo nos instantes iniciais ser defendida pelo guarda-redes do Zlaté Moravce, Michal Peškovic, antes de também ele desperdiçar uma grande penalidade. O suplente Jafar Irismetov deu vantagem ao Alma-Ata com um belo remate em arco, mas viu Peškovic negar-lhe novo golo dois minutos depois, com uma bela defesa. Desesperadamente à procura de mais golos, o Alma-Ata deixou-se surpreender e viu Peter Farkaš empatar o encontro com um remate de longe, antes de a expulsão de Viktor Kovalev colocar um ponto final nas esperanças da formação da casa.

Topo