Carmarthen aproveita factor casa

Ronda 2:A equipa do País de Gales venceu os irlandeses do Longford Town, por 5-1, e segue em frente na Taça UEFA.

O Carmarthen Town AFC e o NK Široki Brijeg aproveitaram da melhor forma o factor casa para darem a volta às respectivas eliminatórias e garantirem o apuramento para a segunda pré-eliminatória da Taça UEFA. Já o B36 Tórshavn fez história, ao tornar-se na primeira equipa das Ilhas Faroé a conseguir esse mesmo feito.

Carmarthen inspirado
Depois de ter perdido, por 2-0, no terreno dos irlandeses do Longford Town FC, o Carmarthen procurava ainda marcar o seu primeiro golo nas competições europeias. E depois do Rhyl FC se ter tornado, também esta quinta-feira, na primeira equipa galesa a conseguir um apuramento na Taça UEFA, o Carmarthen seguiu-lhe o exemplo.

Segunda parte de luxo
Daniel Thomas deu vantagem à equipa da casa aos 16 minutos, mas o Longford respondeu pouco depois através de uma grande penalidade convertida por Andrew Myler. Tudo parecia decidido a favor dos irlandeses, mas na segunda parte tudo mudou. Logo aos 49 minutos, Gary Lloyd recolocou o Carmarthen em vantagem e perto da hora de jogo ampliou a vantagem, na sequência de mais um penalty. A equipa do País de Gales colocou-se em vantagem na eliminatória a 15 minutos do final do encontro com um novo golo de Thomas, antes de Nathan Cotterall estabelecer o resultado final.

Brijeg cumpre missão
Também presente no sorteio desta sexta-feira estarão os bósnios do Široki Brijeg. À derrota, por 3-1, sofrida na Albânia frente ao KS Teuta, o Brijeg respondeu com um claro 3-0. Ivan Medvid e Hrvoje Erceg colocaram a sua equipa no comando da eliminatória ainda antes do intervalo, tendo Wagner Lago selado o apuramento bósnio aos 70 minutos.

Baskimi em frente
A outra equipa da Bósnia-Herzegovina ficou pelo caminho. Na semana passada, o NK Zepce empatou a zero na Macedónia frente ao FK Baskimi, mas acabou por ser punido com uma derrota por 3-0 por ter utilizado um jogador mal inscrito. Esta quinta-feira, não foi além de um empate (1-1) em casa, o que garantiu o apuramento aos estreantes do Baskimi. Os forasteiros estiveram em vantagem a partir do minuto 48, com um golo de Blagoje Gjurcevski, mas Mirza Mesic empatou já perto dos 90.

Vardar em frente sem vencer
A outra equipa macedónia, o FK Vardar, também segue em frente sem vencer qualquer dos jogos. Esta quinta-feira empatou sem golos em casa frente aos albaneses do KS Elbasani, pelo que a igualdade a uma bola conseguida na semana passada foi fundamental para o apuramento.

B36 fez história
Nunca nenhuma equipa das Ilhas Faroé havia vencido uma eliminatória nas competições europeias... até agora. O autor da proeza foi o B36 que, na época passada, sofreu uma goleada de 11-0 ante o FK Ventspilis. Mas este ano tudo mudou e o B36 eliminou os islandeses do ÍBV Vestmannaeyjar com uma vitória em casa por 2-1, depois do empate a uma bola registado na semana passada. A equipa da casa colocou-se em vantagem logo aos dois minutos por intermédio de Allan Mørkøre, mas Ian Jeffs restabeleceu a igualdade perto do intervalo. Já depois de Jeffs e Petur Sigurdsson terem sido expulsos, o B36 fez a festa aos 68 minutos com um tento de Einar Sigurdsson.

Consolação islandesa
A Islândia continua, no entanto, com uma equipa em prova. O Keflavík venceu os luxemburgueses do FC Etzella Ettelbrück por 2-0, repetindo o resultado de há uma semana. Hördur Sveinsson abriu o caminho para a vitória islandesa, aos 75 minutos.

Rapid em grande
O AFC Rapid Bucuresti, da Roménia, foi a equipa mais concretizadora nesta ronda, conseguindo um resultado agregado de 10-0 frente ao UE Sant Juliá, de Andorra. Nesta quinta-feira venceram, fora de casa, por 5-0, com particular destaque para Mugurel Buga, autor de quatro golos, sendo que o último dos quais se tornou no centésimo dos romenos na Europa. Marius Constantin Maldarasanu assinou o quinto.

Omonia imita APOEL
Tal como o APOEL FC eliminou o Birkirkara FC, também a outra equipa cipriota em acção - o AC Omonia - "despachou" uma formação maltesa, o Hibernians FC. E para a coincidência ser ainda maior, fê-lo também com um resultado agregado de 6-0, graças ao 3-0 obtido em casa esta quinta-feira.

Cork aguenta firme
Finalmente, e na noite da eliminação do Longford, outra equipa irlandesa teve motivos para festejar. O Cork City FC perdeu em casa com o FK Ekranas por 1-0, mas a vitória obtida na Lituânia (2-0) na semana passada foi mais do que suficiente para seguir em frente. O golo de Arunas Klimavicius não serviu de nada.

Linfield festeja apuramento
O FK Ventspils recebeu e venceu o Linfield FC, por 2-1, mas tal revelou-se insuficiente, face à derrota por 1-0 averbada no jogo da primeira mão. Michael Gault colocou a equipa da Irlanda do Norte na frente do marcador logo aos sete minutos, antes de Rekhviashvili restabelecer a igualdade aos 39. Rimkus ainda ofereceu o triunfo ao Ventspils no primeiro minuto dos descontos, mas já era muito tarde. Quem tambem garantiu a sua presença na segunda pré-eliminatória foi o Myllykosken Pallo-47, que venceu por 1-0 na recepção aos estónios do TVMK Tallinn, depois do 1-1 registado na primeira mão.

Topo