UEFA Europa League 2018/19: pagamentos aos clubes participantes

A UEFA revelou os números detalhados da distribuição de receitas da UEFA Europa League 2018/19.

O troféu da UEFA Europa League
O troféu da UEFA Europa League ©Getty Images

Mais de 559,2 milhões em pagamentos da UEFA foram partilhados pelos 56 clubes que participaram da fase de grupos da UEFA Europa League 2018/19 e/ou na fase eliminatória, em comparação com mais de 428,1 milhões distribuídos em 2017/18.

O aumento deste montante resulta da distribuição de receitas implementada no novo ciclo comercial de 2018–21 das competições europeias de clubes.

UEFA Europa League 2018/19: pagamentos a clubes participantes (em inglês)

Como foram distribuídas as receitas da Europa League

As receitas das competições de clubes foram centralizadas num único pote, com o valor líquido destinado aos clubes participantes a ser depois dividido em quatro pilares diferentes:

• 25% alocados para participação: €132 milhões
• 30% destinados a montantes fixos de desempenho: €175,2 milhões
• 15% distribuídos com base nos rankings de coeficiente de desempenho dos últimos dez anos: €84 milhões
• 30% alocados a montantes variáveis (quota de mercado): €168 milhões

Em termos de valores fixos, os clubes receberam €2,75 milhões (em comparação com os €2,6 milhões anteriores) por participarem na fase de grupos - €570 mil (€360 mil) por vitória na fase de grupos e €190 mil (€120 mil) por empate. Os montantes não distribuídos (€190 mil por empate) foram redistribuídos por todos os clubes participantes na fase de grupos, em proporção das vitórias somadas.

Os vencedores dos grupos receberam €1 milhão cada (€600 mil) e os segundos classificados tiveram direito a €500 mil (€300 mil). Todos os clubes que participaram nos 16 avos-de-final ganharam €500 mil (€300 mil), enquanto as equipas que atingiram os oitavos-de-final tiveram direito a €1,1 milhão (€750 mil).

Os oito clubes presentes nos quartos-de-final receberam €1,5 milhão (€1 milhão) e os quatro semifinalistas €2,4 milhões (€1,6 milhões). O campeão Chelsea ganhou €8,5 milhões (€6,5 milhões) e o finalista vencido Arsenal teve direito a €4,5 milhões (3,5 milhões).

O montante da quota de mercado foi distribuído proporcionalmente de acordo com o valor do mercado televisivo em cada país.

Novo ranking para a temporada 2018/19

Na época passada, foi introduzido um novo sistema de ranking com base nos desempenhos ao longo de um período de dez anos.

Para além dos pontos de coeficientes acumulados durante este período, este ranking inclui pontos de bonificação por triunfos na UEFA Champions League/Taça dos Clubes Campeões Europeus, na UEFA Europa League/Taça UEFA e na Taça dos Vencedores das Taças.

Estarão disponíveis informações mais detalhadas no Relatório Financeiro da UEFA de 2018/19, publicado após o Congresso anual da UEFA, em Março de 2020.

Topo