Sporting bate Porto e marca encontro com Aves na final

O Sporting voltou a eliminar o Porto numas meias-finais e também nos penalties, depois de vencer por 1-0, e vai defrontar o Aves, que bateu o Caldas por 2-1, na final da Taça de Portugal.

O quinto golo de Sebastián Coates esta época abriu caminho para o apuramento do Sporting
O quinto golo de Sebastián Coates esta época abriu caminho para o apuramento do Sporting ©AFP/Getty Images

• Tal como nas meias-finais da Taça da Liga, o Sporting CP voltou a eliminar o FC Porto nessa fase, agora da Taça de Portugal, vencendo por 1-0 para anular a desvantagem da primeira mão e depois prevalecendo por 5-4 nos penalties. Na final do Jamor os "leões" vão defrontar o CD Aves, que voltou a vencer o Caldas SC, por 2-1.

• Com a eliminatória a favor dos "dragões", graças ao golo solitário de Soares na primeira mão, este jogo teve poucas oportunidades na primeira parte, com as mais flagrantes a serem um remate de Otávio ao lado (19) e um cruzamento perigoso de Gelson Martins em que a bola passa à frente da baliza sem ninguém dar o toque final (39). 

• Segunda parte teve a mesma toada, mas perto do final, aos 84 minutos, acaba por surgir o golo que empata a eliminatória, quando na sequência de um canto Iván Marcano falha o corte e Sebástian Coates remata certeiro, com a bola ainda a desviar no poste.

• No prolongamento, ambas as equipas ficam perto do golo. Primeiro Gelson Martins, com um remate rasteiro e cruzado (94), e depois Yacine Brahimi, no derradeiro minuto, a rematar com força perto da barra.

• No desempate por grandes penalidades, a primeira tentativa é a única falhada, por intermédio de Marcano, que acerta no poste. Apuramento leonino é selado pelo remate de Fredy Montero. 

• Antes, durante a tarde, o Aves confirma o apuramento para a sua primeira final da competição com mais um triunfo pela margem mínima sobre o Caldas, alcançado após prolongamento.

• Anfitriões, que militam no terceiro escalão, tinham perdido o primeiro jogo por 1-0 mas chegam ao empate graças a um autogolo de Jorge Fillipe, que na sequência de um livre desvia para a própria baliza (54).

• Reacção avense ganha forma na parte final. Recém-entrado Hamdou Elhouni isola-se e pica a bola por cima do guarda-redes, mas esta sai ao lado. Nos descontos, Carlos Ponck cabeceia para defesa apertada de Luís Paulo (94).

• Reviravolta acontece no prolongamento, consumada com um bis de Vítor Gomes. Aos 98, aproveita um desvio no coração da área e encosta para golo ao segundo poste, antes de, aos 107, rematar de primeira de fora da área e fazer a bola passar por cima do adiantado Luís Paulo.

Topo