Sporting apurado no prolongamento em Plzeň

O Sporting perdeu por 2-1 em Plzeň, mas ruma aos quartos-de-final da UEFA Europa League graças ao golo apontado por Rodrigo Battaglia a fechar a primeira parte do prolongamento.

O Sporting CP perdeu por 2-1, após prolongamento, no terreno do FC Viktoria Plzeň, derrota que ainda assim permite à equipa de Jorge Jesus de passar aos quartos-de-final da UEFA Europa League com um resultado total de 3-2.

A equipa da casa não podia ter começado melhor, aos seis minutos Jan Kovařík fez um cruzamento tenso para a área e Marek Bakoš subiu mais alto que os defesas para bater Rui Patrício com um cabeceamento bem colocado.

O Sporting equilibrou o encontro, mas as jogadas de perigo escassearam. Bruno Fernandes fez um passe longo para Bas Dost, aos 39 minutos, o holandês amorteceu a bola para Bryan Ruiz, mas o remate saiu ligeiramente ao lado. Os anfitriões conservaram a vantagem de 1-0 até ao intervalo. 

A equipa de Jorge Jesus criou uma excelente oportunidade para empatar aos 48 minutos, Bruno Fernandes rematou de fora da área, o guarda-redes Aleš Hruška não segurou e Marcos Acuña rematou ao poste na recarga, o argentino ainda teve nova hipótese, mas o disparo saiu muito por alto.

Os homens de Pavel Vrba igualaram a eliminatória aos 64 minutos, Milan Havel foi à linha final e cruzou atrasado para Bakoš bisar com um remate fulminante. Sobre o minuto 90, Bas Dost caiu na área em luta com Radim Řezník e o árbitro Tobias Stieler assinalou grande penalidade. O avançado holandês encarregou-se da conversão, mas Hruška defendeu o remate colocado no centro da baliza e o jogo foi para prolongamento.

A meia-hora suplementar começou com uma grande oportunidade para os anfitriões, mas Rui Patrício negou o golo a Havel. O Sporting respondeu aos 98 minutos, Bruno Fernandes cruzou para o cabeceamento de Bryan Ruiz, mas Hruška voou para uma defesa espectacular. No período de compensação do primeiro tempo, Bruno Fernandes bateu um livre e Rodrigo Battaglia marcou de cabeça o golo que decidiu a eliminatória. 

No reatamento, Lukáš Hejda ficou perto de fazer o 3-1 para os checos, mas Rui Patrício realizou uma defesa soberba. O Plzeň nunca deixou de procurar o terceiro golo, mas o marcador ficou em 2-1 até final. 

Figura: Marek Bakoš (Plzeň)
O capitão dos checos marcou os dois golos que igualaram a eliminatória e obrigaram à realização de um prolongamento.

Momento: Golo de Battaglia
A eliminatória não estava fácil para o Sporting, mas o argentino subiu ao ataque e tranquilizou a equipa no final da primeira parte do prolongamento.

Topo