Braga com tarefa difícil frente ao Marselha

O Marselha chega a Braga com uma vantagem de 3-0 da primeira mão mas Abel Ferreira acredita que é possível discutir com os franceses a passagem aos oitavos-de-final.

Abel Ferreira, treinador do Sp.Braga
Abel Ferreira, treinador do Sp.Braga ©Getty Images
  • Marselha ganhou por 3-0 na primeira mão com um bis de Valère Germain e um golo do suplente Florian Thauvin.
  • Abel Ferreira, treinador do Braga, apela: "Temos de ser os primeiros a acreditar numa noite épica".
  • Rudi Garcia garante que Marselha está em Braga para ganhar
  • Equipas encontraram-se na fase de grupos em 2015/16 e ganharam o jogo em casa

O Marselha chega a Braga com uma vantagem de 3-0 da primeira mão mas, moralizado pela goleada conseguida no fim-de-semana, Abel Ferreira acredita que é possível discutir a passagem aos oitavos-de-final.

Abel Ferreira, treinador do Braga

Já mostrámos várias vezes esta época que somos capazes de fazer mais de três golos. Sabemos da força do nosso ataque e teremos de ser uma muralha da defesa, para discutir esta eliminatória em 90 ou 120 minutos.

Esta equipa já deu provas de que é capaz de tudo. De lidar com uma grande vitória e manter o foco. Ser eliminado ou perder com o [Vitória FC] Setúbal e ir ganhar ao Hoffenheim. Cada jogo começa do zero. Já demos mais de uma vez a prova do que sabemos, do que queremos. O que vamos procurar fazer amanhã é ser perfeitos, tem sempre os olhos bem postos na baliza do adversário, mas sabendo que temos de ser equilibrados.

Temos de ser os primeiros a acreditar numa noite épica. Não podemos esconder que o adversário tem três golos de vantagem. Mas num passado bem recente já vimos noites mágicas acontecerem. Não sei se vai acontecer, mas tenho de acreditar.

Rudi Garcia, treinador do Marselha

Ainda não estamos qualificados. Viemos para marcar golos e ganhar. Queremos fazer um bom jogo aqui e garantir a qualificação. Amanhã é como se estivesse 0-0. Não vamos entrar para gerir a vantagem. A melhor defesa é o ataque. Os ingredientes são os mesmos da primeira mão: queremos ganhar.

O jogo mais importante é sempre o seguinte e só pensamos no Braga. Sabemos o que temos de fazer para passar, analisámos o Braga e estamos preparados.

Topo