Retrospectiva do Braga - Marselha

O Marselha visita o Braga sabendo que o seu registo em Portugal não é positivo, apesar da vitória por 3-0 no Stade Vélodrome dar à equipa francesa uma margem confortável.

Florian Thauvin (à esquerda) com Maxime Lopez após marcar o terceiro golo do Marselha na primeira mão
Florian Thauvin (à esquerda) com Maxime Lopez após marcar o terceiro golo do Marselha na primeira mão ©AFP/Getty Images

Duas equipas que começaram a UEFA Europa League de 2017/18 na terceira pré-eliminatória encontram-se na segunda mão dos 16 avos-de-final, com o Braga a receber o Marselha na esperança de inverter a derrota por 3-0 no primeiro jogo. Trata-se de uma tarefa complicada, apesar do mau registo dos visitantes em solo luso.

• O Braga venceu o Grupo C, com dez pontos, o registo mais baixo entre os 12 vencedores de grupos, enquanto o seu adversário francês ficou no segundo posto do Grupo I, atrás do Salzburgo, após duas vitórias, dois empates e duas derrotas.

Confrontos anteriores
• Antes da primeira mão na semana passada, este era um de apenas dois embates nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League entre equipas que já se tinham defrontado nas competições europeias: o outro foi o duelo entre Copenhaga e Atlético.

• Um bis de Valère Germain e um golo do suplente Florian Thauvin deram ao Marselha a vitória com maior diferença na primeira mão dos 16 avos-de-final desta época, num jogo em que o Braga teve apenas um remate enquadrado à baliza no Stade Vélodrome.

• Estes dois clubes registaram vitórias caseiras quando se enfrentaram na fase de grupos da UEFA Europa League 2015/16. O Braga a venceu por 3-2 na terceira jornada, com todos os golos a acontecerem nos últimos 30 minutos, incluindo três nos últimos seis. Ahmed Hassan inaugurou o marcador para o Braga e bateu o guarda-redes Steve Mandanda.

• Duas semanas depois, no sul de França, o Marselha venceu por 1-0. Ambos os clubes apuraram-se para os 16 avos-de-final.

• Os únicos confrontos do Braga frente a adversários franceses aconteceram nos oitavos-de-final da Taça UEFA 2008/09, quando foi eliminado pelo Paris Saint-Germain com um resultado total de 1-0 (0-0 fora, 0-1 em casa).

• O Marselha nunca venceu em seis deslocações a Portugal e a mais recente de cinco derrotas aconteceu na fase de grupos desta temporada, quando perdeu por 1-0 em Guimarães, frente ao Vitória SC, na quarta jornada. A única vez em que não perdeu aconteceu empate 1-1 com o Benfica, na primeira mão dos oitavos-de-final da edição inaugural da UEFA Europa League, em 2009/10. No entanto, foi eliminado após perder em casa por 2-1.

Highlights: Marseille 3-0 Braga
Highlights: Marseille 3-0 Braga

Guia de forma
• O Braga sofre golos há 23 jogos europeus, mas ganhou quatro dos últimos cinco jogos em casa esta época. O seu registo nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League, no Estádio Municipal, é de 1V, 1E, 1D.

• O Marselha não venceu fora nos seus últimos seis jogos europeus (4E 2D), tendo marcado apenas três golos nesse período e concedendo somente cinco. No entanto, não perde fora há três jogos a eliminar na UEFA Europa League, registo que inclui o empate frente ao Benfica em 2009/10.

• Quinto no campeonato português da época passada e finalista vencido da UEFA Europa League 2010/11, o Braga participa nos 16 avos-de-final pela quarta vez, a sétima se incluirmos a Taça UEFA.

• O Braga iniciou a sua campanha europeia na terceira pré-eliminatória da UEFA Europa League, fase em que afastou os suecos do AIK com uma vitória por 3-2 após prolongamento, seguindo-se triunfos em casa e fora frente aos islandeses do FH no "play-off" (resultado total de 5-3). Venceu o grupo que incluía Ludogorets, İstanbul Başakşehir e Hoffenheim.

• A última vez que o Braga venceu um grupo na UEFA Europa League, em 2015/16 (na altura terminando à frente do Marselha), atingiu os quartos-de-final ao eliminar o Sion nos 16 avos-de-final com um resultado total de 4-3.

• Finalista vencido da Taça UEFA em 1998/99 e 2003/04, e eliminado nos quartos-de-final em 2008/09, o Marselha participa nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League pela terceira vez. Eliminou o Copenhaga em 2009/10, com um resultado total de 6-2, mas foi afastado pelo Athletic em 2015/16 com 2-1 no conjunto das duas mãos.

• O Marselha terminou a Ligue 1 da época passada no quinto posto e iniciou a campanha na UEFA Europa League a partir da terceira pré-eliminatória, na qual afastou os belgas do Oostende com um resultado total de 4-2, antes de eliminar os eslovenos do Domžale no "play-off" (4-1).

• O Braga apurou-se cinco vezes e foi eliminado outras tantas nas competições europeias após perder a primeira mão fora. Apesar de nas últimas três ocasiões ter conseguido inverter a eliminatória a seu favor, incluindo nas meias-finais da UEFA Europa League 2010/11, frente ao Benfica (1-2 fora, 1-0 em casa), nunca se apurou nas três em que perdeu por 3-0 fora no primeiro jogo.

• O Marselha apurou-se em 12 das 18 eliminatórias das provas da UEFA nas quais venceu a primeira mão em casa, mais recentemente na terceira pré-eliminatória desta edição da UEFA Europa League, vencendo o Oostende por 4-2 em casa e no total da eliminatória. Conseguiu apurar-se nas duas ocasiões anteriores em que venceu o primeiro jogo em casa por 3-0: frente a Brøndby na primeira eliminatória da Taça dos Clubes Campeões Europeus 1989/90 e diante do Spartak Moscovo nos 16 avos-de-final da Taça UEFA 2007/08.

Alterações nos plantéis da UEFA Europa League
Braga
Entradas: Wilson Eduardo, Diogo Figueiras, Andrej Lukić
Saídas: Ricardo Ferreira, Fransérgio, André Moreira

Marselha
Entradas: Henri Bedimo, Romain Cagnon
Saídas: Dória, Tomáš Hubočan, Christian Madede

Ligações e curiosidades
• Agora no Marselha, o defesa Rolando (Campomaiorense 1999–2003, Belenenses 2003–08, Porto 2008–15) e o avançado Kostas Mitroglou (Benfica 2015–17) já representaram clubes portugueses.

• Os 17 jogos de Rolando frente ao Braga resultaram em 11 vitórias, incluindo a final da UEFA Europa League 2010/11, ganha pelo Porto, por 1-0, em Dublin. Mitroglou não alinhou na primeira mão, mas tem um registo perfeito frente ao Braga, com cinco jogos e cinco vitórias, para além de cinco golos marcados, dois deles a Matheus, habitual titular dos bracarenses.

• André Horta e Danilo foram colegas de Mitroglou no Benfica em 2016/17. Danilo também foi colega de Aymen Abdennour, no Valência, em 2015/16.

• Adil Rami, defesa do Marselha, ganhou a UEFA Europa League 2015/16 pelo Sevilha, tendo sido titular em sete jogos, incluindo na final frente ao Liverpool.

• Raúl Silva está disponível após ter cumprido um jogo de castigo.

• Em risco de suspensão: Ricardo Esgaio, Nikola Vukčević (Braga); Lucas Ocampos, Jordan Amavi (Marselha).

Desempate por grandes penalidades
• O Braga venceu o único desempate por penalties que disputou nas provas da UEFA:
5-4, frente à Udinese, "play-off" da UEFA Champions League 2012/13

• O registo do Marselha em desempates por penalties é de dois apuramentos e uma eliminação:
3-5, frente ao Estrela Vermelha, final da Taça dos Clubes Campeões Europeus 1990/91
4-1, frente ao Germinal Beerschot, primeira eliminatória da Taça UEFA 2005/06
7-6, frente ao FC Twente, 16 avos-de-final da Taça UEFA 2008/09

Treinadores
• No comando do Braga desde Abril de 2017, Abel Ferreira já tinha orientado a equipa B do clube. Lateral-direito durante a carreira de jogador, formou-se no Penafiel, emblema da cidade-natal, e representou ainda Vitória SC, Braga e Sporting CP, com quem ganhou a Taça de Portugal nas primeiras duas épocas nos "leões". Retirou-se em 2011 e começou por treinar os juniores do Sporting.

• Técnico do Marselha desde Outubro de 2016, Rudi Garcia começou como médio no Lille, regressando ao clube como treinador e onde esteve entre 2008 e 2013, conduzindo-o à conquista da "dobradinha" Ligue 1/Taça de França em 2010/11. Posteriormente passou três épocas na Roma, levando os "giallorossi" a terminar a Serie A no segundo lugar em duas temporadas consecutivas.

Topo