Germain brilha na vitória do Marselha sobre o Braga

Impulsionado pelo bis de Valère Germain, o Marselha bateu o Braga no Stade Vélodrome, por 3-0, na primeira mão dos 16 avos-de-final da UEFA Europa League.

Watch the best of the action from the first leg of this UEFA Europa League round of 32 tie.

Ajudado pelo bis de Valère Germain, o Marselha dominou no Stade Vélodrome e bateu o Braga por 3-0 na primeira mão dos 16 avos-de-final da UEFA Europa League.

Com o defesa-central português Rolando titular, o Marselha adiantou-se no marcador logo aos quatro minutos. Dimitri Payet cruzou da direita e Valère Germain antecipou-se à defesa para marcar com um desvio ao primeiro poste. Dyego Sousa respondeu aos oito minutos e falhou o alvo por pouco, mas o Marselha foi sempre mais perigoso e, aos 20 minutos, só os bons reflexos de Matheus impediram Lucas Ocampos de fazer o 2-0. 

O guarda-redes brasileiro da equipa de Abel Ferreira brilhou a grande altura antes da meia-hora ao negar o golo a Bouna Sarr e, pouco depois, voou para desviar com a ponta da luva tentativa de Clinton Njie. Os franceses estiveram perto de aumentar a vantagem aos 40 minutos, na sequência de uma jogada confusa em que a bola rolou para a baliza do Braga, mas Nuno Sequeira afastou o perigo em cima da linha de golo. A três minutos do intervalo foi Payet a rematar à trave num livre, mas a diferença tangencial manteve-se inalterada.

O Marselha continuou a dominar e voltou a ficar perto do golo aos 64 minutos. Payet cruzou para um remate acrobático de Ocampos, mas Matheus defendeu com a cara. Rudi Garcia lançou Hiroki Sakai no jogo e o japonês só demorou dez minutos a corresponder, pois aos 69 cruzou para o remate de Germain, que tabelou num defesa e tornou a defesa impossível.

E nova aposta acertada do treinador francês voltou a dar frutos. O médio Florian Thauvin entrou em campo aos 70 minutos e quatro volvidos tabelou duas vezes com Maxime Lopez antes de fazer o 3-0.

Figura: Valère Germain (Marselha)

O francês foi o mais lúcido no ataque da equipa da casa e marcou os dois primeiros golos do encontro, conseguindo concretizar o domínio do Marselha e tranquilizando os adeptos do Stade Vélodrome.

Momento: Segundo golo de Germain

O Marselha controlou o encontro, mas tardava a materializar o domínio no marcador. O segundo golo de Germain abriu caminho para um resultado mais tranquilizador.

Topo