Porto elimina Moreirense com influência mexicana

Com dois golos em 20 minutos, o Porto venceu o Moreirense e vai defrontar o Sporting, que bateu o Cova da Piedade, nas meias-finais da Taça de Portugal. O outro jogo vai colocar frente-a-frente Aves e Caldas.

Hector Herrera inaugurou o marcador para o Porto em Moreira de Cónegos
Hector Herrera inaugurou o marcador para o Porto em Moreira de Cónegos ©Getty Images

FC Porto desloca-se a Moreira de Cónegos e vence Moreirense FC por 2-1, com dois golos de internacionais mexicanos, marcando encontro com o Sporting Clube de Portugal nas meias-finais da Taça de Portugal.

• "Dragões" apresentam-se com várias alterações, mas é um dos habituais titulares que inaugura o marcador. Héctor Herrera, de regresso após cumprir castigo, inicia e conclui a jogada, picando a bola por cima de Jhonatan (8). Aos 20, o compatriota Miguel Layún, com um remate rasteiro após mau alívio, dilata a vantagem.

• Aos 29, Ronaldo Peña ameaça reduzir, mas o seu remate é detido com o pé por Iker Casillas. O golo do Moreirense acaba por chegar, na segunda parte, num cabeceamento colocado do reforço Edno, entrado ao intervalo, mas o resultado não mais se altera.

• Na quarta-feira, Bruno Fernandes e Bas Dost entram na segunda parte e ajudam o Sporting a bater o CD Cova da Piedade, enquanto o CD Aves vence o Rio Ave FC num jogo com oito golos e decidido nas grandes penalidades. Já o Caldas SC vence o SC Farense e torna-se na primeira equipa do terceiro escalão a alcançar as meias-finais da prova.

• Sem William Carvalho e Gelson Martins (por opção), e Jérémy Mathieu e Cristiano Piccini (por lesão), para além ter ter deixado Bruno Fernandes e Bas Dost no banco de suplentes, o Sporting passa por dificuldades na primeira parte, com Shimabuku (10) e Hugo Firmino (39) a acertarem nos ferros da baliza.

• Jorge Jesus fez entrar os dois habituais titulares e cabe a Bruno Fernandes inaugurar o marcador, num remate que desvia em Evaldo e sobrevooa o guardião Joyce (54). Só que a vantagem dura apenas quatro minutos, já que Cleo converte uma grande penalidade a castigar mão na bola de André Pinto.

• Depois de obrigar Joyce a uma grande defesa com a ponta dos dedos, é a vez de Dost deixar a sua marca, aos 77 minutos, surgindo na pequena área para concluir um canto cobrado por Marcos Acuña e desviado por Rodrigo Battaglia ao primeiro poste.

• Em Vila do Conde não falta emoção e golos. O Rio Ave marca cedo, por Marcelo (17), mas o Aves empata na segunda parte, através de Rodrigo Defendi (49). Depois, golos de Tarantini (53) e João Novais (71) parecem decidir o jogo, só que num forcing final os avenses empatam, com golos de Amilton (89) e Arango (90+1).

• O avançado colombiano bisa aos 105, mas Gelson Dala empata aos 114. Nos penalties, começa primeiro o Aves e não falha nenhum, o mesmo acontecendo com o Rio Ave até ao falhanço de Bruno Teles, na última tentativa.

• No jogo entre Caldas e Farense, duas equipas do terceiro escalão, levam a melhor os anfitriões, num desafio igualmente emocionante. Os algarvios estão duas vezes em vantagem, graças a Livramento (48 e 61), mas permite o empate, através de Januário (56) e Pedro Emanuel (70). No prolongamento, e já depois da expulsão de Neca (98), do Farense, Pedro Emanuel bisa e apura o Caldas (115).

Topo