Retrospectiva do Vitória SC - Marselha

O Vitória SC nunca venceu um adversário francês, mas terá de fazer um bom resultado frente ao Marselha na quarta jornada se quiser relançar a campanha no Grupo I.

Lucas Ocampos comemora depois de marcar pelo Marselha ao Vitória SC
Lucas Ocampos comemora depois de marcar pelo Marselha ao Vitória SC ©AFP/Getty Images

O Vitória SC somou apenas um ponto nos primeiros três jogos no Grupo I e terá de terminar com a má série de resultados europeus em casa frente ao Marselha para poder continuar a sonhar com um lugar nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League.

Confrontos anteriores
• Os dois clubes encontraram-se pela primeira vez na terceira jornada, com o Marselha a ganhar por 2-1 no Stade Velodrome depois de ter estado a perder na sequência de um golo de Rafael Martins aos 17 minutos. Lucas Ocampos empatou para o clube francês e Maxime Lopez consumou a reviravolta aos 76 minutos.

• Os únicos embates anteriores do Vitória SC com oponentes franceses nas provas da UEFA, antes do jogo em Marselha, tinham ocorrido na fase de grupos da UEFA Europa League de 2013/14, frente ao Lyon, empatando 1-1 em França e perdido por 2-1 em Guimarães.

• Os 11 encontros do Marselha frente a clubes portugueses produziram V3 E2 D6, no entanto, os franceses nunca ganharam em cinco deslocações a Portugal (E1 D4).

Guia de forma
• O Vitória SC não ganha há dez desafios europeus (E3 D7), incluindo derrotas em três dos últimos quatro jogos em casa. Os minhotos conseguiam apenas um triunfo em 13 jogos nas fases de grupos da Taça UEFA e da UEFA Europa League.

• O Marselha ainda não venceu qualquer desafio europeu fora de casa em 2017. Após três empates, perdeu por 1-0 em Salzburgo na segunda jornada.

Resumo: Marselha 2-1 Vitória SC
Resumo: Marselha 2-1 Vitória SC

Quarto na Liga portuguesa e finalista vencido da Taça de Portugal na época passada, o Vitória SC disputa pela terceira vez na sua história a fase de grupos da Taça UEFA/UEFA Europa. Não conseguiu ultrapassar esta fase em 2005/06 e 2013/14.

• Quinto classificado da Liga francesa na época passada, o Marselha tinha estado pela última vez na fase de grupos da UEFA Europa League em 2015/16, época em que atingiu os 16 avos-de-final antes de ser eliminado pelo Athletic. Os franceses foram finalistas vencidos da Taça UEFA em 1998/99 e 2003/04.

Ligações e curiosidades
•  A distância entre Marselha e Guimarães é de cerca de 1150 quilómetros.

• Alhassan Wakaso, médio francês do Vitória SC, jogou em França na temporada passada pelo Lorient e alinhou numa derrota em casa, por 4-1, frente ao Marselha.

• O avançado do Marselha Kostas Mitroglou foi duas vezes campeão de Portugal pelo Benfica em 2015/16 e 2016/17, tendo marcado no triunfo em Guimarães, por 2-0, em Janeiro deste ano.

• Adil Rami, do Marselha, conquistou a UEFA Europa League em 2015/16 com a camisola do Sevilha e foi titular em sete jogos, incluindo a final com o Liverpool.

• Suspenso no próximo jogo se vir um cartão amarelo: Jubal (Vitória SC)

Treinadores
• Técnico do Vitória SC desde o Verão de 2016, Pedro Martins treinou o Marítimo (2012/13) e o Rio Ave (2014/15) em anteriores fases de grupos da UEFA Europa League. Antigo médio do Vitória SC, somou uma internacionalização pela selecção principal de Portugal durante o período em que representou o Sporting CP (1995–98).

 

• Treinador do Marselha desde 2016, Rudi Garcia iniciou a carreira de jogador como médio do Lille, clube ao qual voltou depois como treinador, entre 2008 e 2013, guiando-o à conquista da "dobradinha" em França em 2010/11. Passou depois três temporadas ao leme da AS Roma.

Topo