Retrospectiva do Ajax - Schalke

Invicto em casa na Europa há 11 jogos – e a atravessar uma série de cinco triunfos consecutivos na Amsterdam ArenA na UEFA Europa League – o Ajax tem razões para estar confiante na recepção ao Schalke.

Klaas-Jan Huntelaar, agora avançado do Schalke, fotografado nos seus tempos no Ajax
Klaas-Jan Huntelaar, agora avançado do Schalke, fotografado nos seus tempos no Ajax ©Getty Images

O Ajax vai reencontrar uma cara bem conhecida quando receber o Schalke na primeira mão dos quartos-de-final da UEFA Europa League, na qual a turma de Amesterdão irá procurar dar seguimento à sua já longa invencibilidade caseira na Europa.

Encontros anteriores
• Os dois clubes vão medir forças pela primeira vez em competições da UEFA.

• Os 32 jogos já disputados nas provas de clubes da UEFA pelo Ajax frente a clubes alemães resultaram em 20V 5E 7D (13V 1E 1D em Amesterdão). Nesses jogos está incluída a final de 1987 da Taça dos Vencedores das Taças, na qual a turma holandesa bateu o Leipzig por 1-0 em Atenas.

• O Ajax perdeu 4-1 com o Borussia Dortmund no seu mais recente encontro com uma equipa alemã, na fase de grupos da 2012/13 UEFA Champions League – tratou-se da sua primeira e única derrota caseira até à data frente a um adversário alemão.

• O registo do Schalke em oito jogos já disputados contra equipas holandesas nas provas da UEFA é de 3V 1E 4D (3V 0E 0D em casa – 0V 1E 4D em solo holandês). Essas três vitórias - todas elas conseguidas na qualidade de anfitrião - foram por uma margem de três golos.

Resumo: Ajax 2-0 Copenhaga
Resumo: Ajax 2-0 Copenhaga

Guia de forma
• O Ajax não perde em casa nas provas europeias há 11 jogos (6V 5E) e venceu os cinco encontros que disputou na Amsterdam ArenA nesta UEFA Europa League.

• O Schalke chega a estes quartos-de-final apesar de ter empatado os seus últimos três jogos na prova. A turma alemã segue invicta em Gelsenkirchen na presente edição da competição (3V 2D).

• O Ajax esteve em todas as oito edições da UEFA Europa League desde o surgimento da prova – sendo o único clube a lograr tal feito - mas esta é a primeira vez que atinge os quartos-de-final. Ao ter derrotado, em casa, o Copenhaga por 2-0 na ronda anterior tornou-se na primeira equipa holandesa de sempre a vencer uma eliminatória da UEFA Europa League depois de perder a partida da primeira mão.

• O Ajax não estava nos quartos-de-final de uma grande competição europeia desde 2002/03, quando foi afastado pelo AC Milan da UEFA Champions League nessa fase da prova; a última ocasião em que chegou às meias-finais de uma competição da UEFA foi em 1996/97, sucumbindo então perante a Juventus.

• O Schalke perdeu por 6-4 no conjunto das duas mãos frente ao Athletic Club na sua mais recente presença em quartos-de-final, em 2011/12, na UEFA Europa League.

Veja como um grande golo de Dahoud não chegou para travar o Schalke
Veja como um grande golo de Dahoud não chegou para travar o Schalke

Ligações e curiosidades
• A distância entre Gelsenkirchen e Amsterdão é de cerca de 175 quilómetros.

• Este será um frente-a-frente entre dois anteriores vencedores da Taça UEFA – o Ajax ergueu o troféu em 1991/92, o Schalke em 1996/97.

• Klaas-Jan Huntelaar, avançado do Schalke, passou três anos no Ajax (de Janeiro de 2006 a Janeiro de 2009), tendo apontado mais de 100 golos pela formação holandesa.

• Huntelaar alinhou sob as ordens de Peter Bosz, actual treinador do Ajax, em 2003, durante uma passagem por empréstimo pelo De Graafschap.

• O Ajax também conta no seu plantel com um antigo jogador do Schalke: o defesa Heiko Westermann disputou 123 jogos em três temporadas ao serviço da formação de Gelsenkirchen, entre 2007 e 2010.

• Amin Younes, extremo alemão do Ajax, fez a sua formação no Borussia Mönchengladbach, equipa que o Schalke afastou nos oitavos-de-final.

• O jogo da primeira mão vai ter lugar um dia depois de Mateo Cassiera, avançado do Ajax, celebrar o seu 20º aniversário.

Os treinadores
• Campeão holandês como médio ao serviço do Feyenoord, Bosz regressou de Israel para assumir o leme do Ajax em Maio de 2016. Antes, Bosz orientou Heracles e Vitesse na Holanda, tendo tido de seguida uma breve passagem pelo comando técnico do Maccabi Tel-Aviv.

• Markus Weinzierl, treinador do Schalke, levou na época passada até aos 16 avos-de-final da UEFA Europa League o Augsburgo, clube que orientava desde 2012. O ponto alto da sua carreira ocorreu em 1998/99, época em que integrou o plantel principal do Bayern Munique, embora não tenha disputado qualquer jogo oficial.

Topo