Anderlecht repete vitória e afasta APOEL

O Anderlecht voltou a bater o APOEL por 1-0, agora na Bélgica, e segue para os quartos-de-final; Frank Acheampong apontou o único golo desta segunda mão, apenas um minuto depois de saltar do banco.

Frank Acheampong's second-half strike completed a 3-1 aggregate triumph as Anderlecht returned to the quarter-finals after a 20-year wait.

O Anderlecht repetiu o triunfo da primeira mão e voltou a vencer por 1-0 o APOEL, que não contou com o português Nuno Morais, castigado. Frank Acheampong saltou do banco para, a meio do segundo tempo, assinar o golo que confirmou a passagem da turma belga aos quartos-de-final.

Com uma vantagem de 1-0 trazida da primeira mão, em Chipre, o Anderlecht, agora a jogar em casa, entrou decido a resolver em definitivo a questão. Assim, criou várias situações de perigo na primeira meia hora de jogo mas, umas vezes por ineficácia dos seus atacantes, outras devido a boas intervenções do guarda-redes do APOEL, Boy Waterman, o nulo foi subsistindo.

Tal ineficácia permitiu que, aos poucos, os visitantes ganhassem confiança e começassem também eles a fazer o perigo rondar a baliza adversária. Tal foi evidente no arranque do segundo tempo, com a equipa cipriota a tomar conta da posse de bola e a ameaçar por várias vezes o golo que empataria a eliminatória.

Sentindo-se ameaçado, o Anderlecht voltou à carga. Waterman, com uma excelente defesa após remate de Sofiane Hanni, ainda voltou a adiar o golo da turma da casa, mas nada pôde fazer aos 65 minutos quando, acabado de saltar do banco, Frank Acheampong, aproveitou uma recarga para fazer o inaugurar o marcador. O APOEL até reagiu bem ao golo sofrido mas, a precisar de dois golos para virar a eliminatória, viu a sua melhor oportunidade ser negada por uma excelente defesa de Ruben, guarda-redes do Anderlecht.

Figura: Sofiane Hanni
O capitão do Anderlecht esteve na origem da maior parte dos muitos lances de perigo criados pela sua equipa, incluindo no que deu o único golo da partida, conduzindo um rápido contra-ataque e desferindo um centro-remate que Waterman só conseguiu desviar para a frente, para onde estava Acheampon.

Momento: Minuto 65
Depois de várias ocasiões de golo em ambas as baliza, Acheampong, acabado de entrar, surgiu no sítio certo para, na recarga a um centro-remate de Hanni, carimbar em definitivo o apuramento do Anderlecht com o seu terceiro golo na presente edição da UEFA Europa League.

Topo