Inspiração de Anthony Lopes ajuda Lyon a apurar-se

Com várias boas defesas, Anthony Lopes não evitou a derrota do Lyon com a Roma, por 2-1, no entanto conseguiu que esta não fosse pela margem necessária, apurando o conjunto gaulês.

No confronto entre Mário Rui e Anthony Lopes, levou a melhor o guarda-redes, com o Lyon a perder por 2-1 na segunda mão dos oitavos-de-final da UEFA Europa League, mas beneficiando do triunfo por 4-2 no primeiro jogo.

A tentativa de reviravolta da Roma começou cedo, quando Antonio Rudiger, na sequência de um canto, rematou com estrondo à barra. Na recarga, Mohamed Salah cabeceou para grande defesa de Lopes, a ceder canto.

No entanto, a resposta gaulesa foi demolidora. Mouctar Diakhaby saltou mais alto e cabeceou um livre de Mathieu Valbuena aos 16 minutos. Tal como em França, a Roma respondeu rapidamente, com Kevin Strootman a surgir à boca da baliza para encostar o livre de De Rossi, apenas dois minutos volvidos.

Após os golos, o jogo acalmou um pouco mas sempre com as duas equipas de olhos postos no ataque. Aos 40 minutos, um toque de calcanhar de Salah na área isolou Strootman, que atirou para grande defesa de Lopes, que deteve também a recarga do médio holandês.

Lopes continuou a brilhar na segunda parte, evitando junto ao poste um cabeceamento de Radja Nainggolan, logo no primeiro minuto. Luciano Spalletti trocou o defesa Bruno Peres pelo avançado Stephan El Shaarawy e a mudança surtiu efeitos imediatos. Aos 59 minutos, o No92 ganhou uma bola junto à linha-de-fundo e cruzou rasteiro para a área, onde Lucas Tousart desviou para a própria baliza.

Minutos depois, El Shaarawy, num ataque rápido, tirou um adversário do caminho e rematou cruzado, muito perto do poste. Aos 77 minutos, Corentin Tolisso podia ter arrumado a questão do apuramento, ao ganhar espaço na zona frontal e rematar em arco, só que a estirada de Alisson evitou o golo.

O guardião brasileiro voltou a ser decisivo aos 84 minutos, quando no um-para-um com o Maxwel Cornet roubou a bola aos pés do extremo. Com Francesco Totti em campo para os últimos minutos, a Roma passou a ter cinco jogadores de ataque mas o golo decisivo não apareceu e até podia ter sido o Lyon a marcar, nos descontos, após jogada individual de Nabil Fekir, cujo remate foi detido por Alisson.

Figura do Jogo
Com um punhado de boas defesas, Anthony Lopes segurou o apuramento da sua equipa em momentos cruciais da partida.

Momento do Jogo
O remate à trave de Antonio Rudiger teria sido um começo de sonho para os romanos, só que a bola não entrou e mais tarde os anfitriões acabaram por ver-se em desvantagem.

Topo