Gladbach, Anderlecht, Celta e Lyon em destaque

Uma reviravolta sensacional do Mönchengladbach, golos decisivos de Anderlecht e Celta, e um recorde igualado pelo Lyon estão entre os destaques após o final dos 16 avos-de-final.

Lars Stindl, do Gladbach
Lars Stindl, do Gladbach ©Getty Images

Mönchengladbach e Anderlecht apuraram-se de forma dramática após o final dos 16-avos-de-final da UEFA Europa League, esta quinta-feira.

Resultados dos jogos da segunda mão dos 16 avos-de-final da UEFA Europa League jogados esta quinta-feira (clique para mais detalhes)
Ajax 1-0 Legia (total: 1-0)
APOEL 2-0 Athletic (total: 4-3)
Beşiktaş 2-1 Hapoel Beer-Sheva (total: 5-2)
Fiorentina 2-4 Mönchengladbach (total: 3-4)
Genk 1-0 Astra (total: 3-2)
København 0-0 Ludogorets (total: 2-1)
Lyon 7-1 AZ (total: 11-2)
Osmanlıspor 0-3 Olympiacos (total: 0-3)
Roma 0-1 Villarreal (total: 4-1)
Shakhtar Donetsk 0-2 Celta (ap, total: 1-2)
Sparta Praha 1-1 Rostov (total: 1-5)
Tottenham 2-2 Gent (total: 2-3)
Zenit 3-1 Anderlecht (total: 3-3, Anderlecht apura-se graças aos golos fora)

O Mönchengladbach, derrotado 1-0 em casa na primeira mão, estava a perder por um total de 3-0 aos 29 minutos do jogo em Florença. Lars Stindl fez um "hat-trick" em 12 minutos, com o intervalo pelo meio, consumando uma reviravolta sensacional que ditaria a eliminação do conjunto de Paulo Sousa.

Nabil Fekir também marcou três vezes, com o Lyon a golear o AZ que somou a segunda maior diferença numa eliminatória da UEFA Europa League (depois dos 10-0 do Valência sobre o Rapid de Viena nesta fase da época passada). Os 13 golos marcados na eliminatória igualam o recorde da prova, estabelecido pelo Porto e Spartak de Moscovo nos quartos-de-final da temporada 2010/11.

©AFP/Getty Images

O APOEL, por seu lado, fez uma das surpresas da noite, afastando o Athletic Club. Com o Villarreal eliminado apesar da vitória em Roma, tudo se conjugava para que a Espanha ficasse sem representantes nos oitavos-de-final da UEFA Europa League pela primeira vez, mas um penalty convertido à beira do final pelo Celta ante o Shakhtar levou a partida para prolongamento, onde a formação de Paulo Fonseca seria afastada. 

O outro treinador português em acção esta quinta-feira foi Paulo Bento, que viu o seu Olympiacos vencer na Turquia por 3-0 e seguir em frente.

Seria o Anderlecht a averbar o triunfo mais dramático de todos, com um tento de cabeça de Isaac Kiese Thelin no minuto 90, que ditaria o afastamento do Zenit graças ao golo fora. Os belga do Gent – que afastou o Tottenham – e do Genk também se apuraram.

Resultados de quarta-feira
Fenerbahçe 1-1 Krasnodar (total: 1-2)
Schalke 1-1 PAOK (total: 4-1)
St-Étienne 0-1 Manchester United (total: 0-4)

Na quarta-feira, o Manchester United de José Mourinho voltou a vencer apesar de ter terminado com dez jogadores, devido à expulsão de Eric Bailly.

Topo