Braga eliminado, Shakhtar faz o pleno

O Shakhtar de Paulo Fonseca terminou o Grupo H só com vitórias ao bater fora por 4-2 o Braga, eliminado depois devido ao golo do Gent marcado nos descontos.

O FC Shakhtar Donetsk terminou de forma perfeita a sua participação no Grupo H da UEFA Europa League, ao somar novo triunfo, por 4-2, desta vez na visita ao SC Braga, eliminado da prova devido à vitória do Gent na Turquia no último minuto.

O Braga começou melhor a partida ante um Shakhtar que, já apurado, fez várias alterações na equipa. No entanto, a maior eficácia da formação de Paulo Fonseca valeu a vantagem ao intervalo ante uma defesa portuguesa algo permissiva.

Melhor até ao golo inaugural de Kryvtsov, a equipa de José Peseiro revelou-se incapaz de reagir e foi sem surpresa que chegou o segundo tento, por Taison, num lance em que o contra-ataque dos ucranianos contou com seis elementos, contra apenas quatro do Braga.

Mas a grande qualidade de Ricardo Horta deu algum oxigénio à equipa da casa, pois foi do seu pé direito que saiu uma bola bem colocada para a cabeça de Stoiljković, que, na pequena área, reduziu de cabeça.

Na segunda parte, o Braga tentou chegar ao empate, mas nunca chegou a controlar a partida e a maior classe individual dos jogadores do Shakhtar fez a diferença. Kryvtsov, de novo de bola parada e de cabeça, aumentou a vantagem a seguir à hora de jogo e Taison, na esquerda, bisou pouco depois, colocando ponto final na discussão do vencedor e reservando ao Braga o papel de esperar que o Gent não marcasse na Turquia para seguir em frente, situação que não viria a acontecer.

José Peseiro, treinador do Braga
Tudo correu mal. Estou desiludido com o resultado. Também porque o outro resultado não ajudou, pois ainda por cima marcaram no último minuto. Mas era connosco que tínhamos de contar. Mas não estou desiludido com a minha equipa. Foi um jogo extremamente difícil, tivemos mais remates, mais oportunidades. Sofremos o primeiro golo quando estávamos por cima. A primeira parte foi excelente. Não tenho nada a apontar aos meus jogadores. Na segunda parte entrámos muito bem, podíamos ter empatado, mas o Shakhtar mais uma vez marcou em transição.

Paulo Fonseca, treinador do Shakhtar
Não começámos bem o jogo, perdemos algumas bolas na primeira fase de construção, mas soubemos jogar com a ansiedade do Braga. Quando as equipas nos querem pressionar alto, temos vantagem, pois temos muito espaço para sair para o ataque e fizemos um bom jogo, mais de gestão na segunda parte. Tínhamos o objetivo de fazer as seis vitórias, algo que nunca tinha sido conseguido no Shakhtar, mas o objetivo maior é o campeonato. É para aí que estamos virados.

Taison bisou em Braga e participou em seis golos Shakhtar nesta fase de grupos: quatro tentos e duas assistências
Taison bisou em Braga e participou em seis golos Shakhtar nesta fase de grupos: quatro tentos e duas assistências©AFP/Getty Images

O treinador do Shakhtar, Paulo Fonseca, no regresso a Braga, de onde saiu no final da época passada rumo ao clube da Ucrânia
O treinador do Shakhtar, Paulo Fonseca, no regresso a Braga, de onde saiu no final da época passada rumo ao clube da Ucrânia©AFP/Getty Images
O Braga bem lutou mas não teve argumentos para a qualidade do Shakhtar
O Braga bem lutou mas não teve argumentos para a qualidade do Shakhtar©AFP/Getty Images
Nikola Stoiljković festeja após marcar o primeiro golo do Braga frente ao Shakhtar
Nikola Stoiljković festeja após marcar o primeiro golo do Braga frente ao Shakhtar©AFP/Getty Images


Topo