Retrospectiva do Braga - Shakhtar

O Shakhtar venceu todos os jogos e chega a Braga como vencedor do Grupo H, enquanto a equipa de José Peseiro ocupa o segundo lugar e, em caso de vitória, pode também chegar aos 16 avos-de-final.

Vitória sobre o Shakhtar apura o Braga
Vitória sobre o Shakhtar apura o Braga ©AFP/Getty Images

No regresso do treinador Paulo Fonseca a Braga, o Shakhtar anseia por consumar a sexta vitória, em outros tantos jogos, no Grupo H, num encontro em que o conjunto de José Peseiro acabará também apurado para os 16 avos-de-final ao lado do vencedor do agrupamento caso consiga ganhar.

• O Shakhtar venceu o grupo e pode juntar-se aos sete clubes que ganharam as seis partidas na fase de grupos da UEFA Europa League caso some mais três pontos em Portugal.

• O Braga soma seis pontos e ruma à fase seguinte ao lado do adversário com uma vitória ou se o Gent (com cinco pontos) não vencer no campo do já eliminado Konyaspor. O Braga tem vantagem no confronto directo com o Gent graças aos golos marcados fora. 

Confrontos anteriores
• Na primeira jornada, o Shakhtar ganhou por 2-0 em casa ao Braga – o seu quinto triunfo diante de equipas portuguesas, cujo total de golos é de 13-1.

• Sob o comando de Mircea Lucescu, o emblema de Donetsk venceu o Braga de Domingos Paciência, por 3-0 fora e por 2-0 em casa, na fase de grupos da UEFA Champions League 2010/11. Na época passada, eliminou os "arsenalistas" de Paulo Fonseca nos quartos-de-final da UEFA Europa League, com triunfos por 2-1 em Portugal e por 4-0 na Ucrânia.

• O Braga nunca venceu em sete jogos frente a equipas ucranianas: soma dois empates para além das cinco derrotas diante do Shakhtar.

• Os 17 jogos do Shakhtar contra equipas portuguesas terminaram com V7 E4 D6 (V4 E1 D4 em Portugal).

Guia de forma
• O Braga não perde há sete jogos em casa na fase de grupos da UEFA Europa League (V6 E1).

• Shakhtar, Zenit e Schalke são as únicas equipas que chegam à sexta jornada com cinco vitórias.

• O Shakhtar é a equipa mais concretizadora na presente época com 17 golos apontados – média de 3,4 golos por jogo – e dispõe da maior diferença positiva entre tentos marcados e sofridos na competição em 2016/17 (+14).

• Finalista vencido em 2011, o Braga apurou-se sempre nas cinco presenças anteriores na fase de grupos da Taça UEFA e da UEFA Europa League.

• Vencedor da prova em 2009, o Shakhtar mantém um registo de apuramentos de 100 por cento e apurou-se pela terceira vez na fase de grupos da Taça UEFA/UEFA Europa League.

Ligações e curiosidades
• A distância de Donetsk a Braga é de cerca de 3700 quilómetros.

• Ismaily, lateral-esquerdo do Shakhtar, ingressou no clube ucraniano em 2013 oriundo do Braga.

• Darijo Srna, do Shakhtar, fez 143 jogos europeus pelo clube, o maior número de partidas dos jogadores que competem esta época na UEFA Europa League. O seu rival mais próximo, Zlatan Ibrahimović, do Manchester United, soma 132.

Os treinadores
• Este Verão assinalou o regresso de José Peseiro ao Braga, depois de uma breve passagem pelo Porto. Avançado em equipas de divisões secundárias, foi adjunto de Carlos Queiroz no Real Madrid e mais tarde treinou Sporting, Panathinaikos e Rapid Bucareste, entre outros.

• Paulo Fonseca assumiu o comando técnico do Shakhtar este Verão e sucedeu a Mircea Lucescu após este ter estado 12 anos no cargo. Quando orientava o Braga, a formação do Minho foi eliminada pelo Shakhtar nos quartos-de-final da UEFA Europa League da época passada, mas viria a conquistar a Taça de Portugal.

Homenagem à Chapecoense
As equipas participantes nos jogos da próxima semana da UEFA Champions League e da UEFA Europa League vão cumprir um minuto de silêncio em sinal de respeito às vítimas do desastre aéreo de segunda-feira que envolveu a formação do Chapecoense e delegação acompanhante.

O clube do Brasil perdeu a maioria dos seus jogadores e a equipa técnica no acidente, ocorrido na Colômbia, onde o Chapecoense deveria jogar a primeira mão da Taça Sul-Americana contra o Atlético Nacional.

"O futebol europeu está unido no expressar das mais sentidas condolências ao Chapecoense, à Confederação Brasileira de Futebol [CBF], à CONMEBOL e às famílias de todas as vítimas na sequência do desastre aéreo", afirmou o Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin. "Esta tragédia abalou o mundo do futebol e queríamos enviar o nosso apoio a todos os que foram afectados por ela".

Topo