Segunda mão do "play-off": O que ter em conta

A arma secreta do Osmanlıspor, a fortaleza do BATE e os desempates por penalties que poderão surgir: eis o que aí vem com o Arouca e mais 43 equipas a lutarem por 22 lugares na fase de grupos.

Poderá o Hajduk Split impedir o continuar da festa do Maccabi Telavive?
Poderá o Hajduk Split impedir o continuar da festa do Maccabi Telavive? ©AFP/Getty Images

A arma secreta dos estreantes do Osmanlıspor
Depois de subir de divisão, o Osmanlıspor surpreendeu toda a gente ao terminar em quinto lugar na Turquia e, na estreia europeia, continua a fazê-lo. O treinador Mustafa Akçay terá algo a ver com o assunto, pois não perde há 17 jogos na UEFA Europa League (12 no Trabzonspor, cinco no Osmanlıspor). Se chegar aos 18, o clube de Ankara seguirá em frente depois do impressionante triunfo por 1-0 na visita ao Midtjylland, na semana passada.

"Hammers" não querem facilitar
Os romenos do Astra colocaram um ponto final na carreira europeia do West Ham na época passada e, um ano depois, estão na luta para o voltarem a fazer, depois do empate 1-1 na Roménia. Slaven Bilić estava relativamente satisfeito e, depois de poupar vários jogadores na primeira mão, os "hammers" estarão na máxima força para o jogo de volta, a disputar na sua nova casa, em Londres.

Onde terminará nas grandes penalidades?
Apenas numa das sete temporadas anteriores desde a introdução do "play-off" não houve, pelo menos, um desempate por grandes penalidades. Houve um golo ou menos em 12 das 22 eliminatórias, com o Genk - Lokomotiva Zagreb e Sparta Praga - Sønderjyske a terminarem sem golos. Ambos os favoritos jogam em casa desta vez, mas a noite longa poderá surgir noutro lado: talvez no Hajduk Split - Maccabi Telavive (1-2) ou Qarabağ - Gotemburo (0-1)?

BATE: Forte em casa
BATE: Forte em casa©Sportsfile

Bate resolve em casa
O BATE Borisov esteve na fase de grupos da UEFA Champions League em quatro das seis últimas temporadas. O Dundalk afastou-os e surpreendeu tudo e todos esta época, e agora as ambições do campeão da Bielorrússia na UEFA Europa League está também em risco, depois da derrota por 2-0 na visita ao Astana. Em casa, no entanto, o BATE tem outro comportamento e não perde há 17 jogos, série iniciada a 20 de Outubro. Este registo poderá muito bem continuar.

Chegar à final
Os clubes com melhor ranking estão já apurados automaticamente para a fase de grupos, sendo que mais 18 vão chegar da UEFA Champions League. Em cinco das sete últimas temporadas, uma equipa passou pelo "play-off" até à final e em três ocasiões acabou mesmo por vencer o troféu. Quem seguir em frente terá a história do seu lado.

Topo