Alberto Moreno fala sobre o Liverpool

"Sou natural de Sevilha e adepto do Sevilha", disse o lateral-esquerdo Alberto Moreno ao UEFA.com, determinado em frustrar os objectivos do seu antigo clube ao serviço do Liverpool.

Alberto Moreno em Melwood, centro de treinos do Liverpool
Alberto Moreno em Melwood, centro de treinos do Liverpool ©Sportsfile

Nascido em Sevilha e jogador sénior do Sevilha até rumar a Anfield no Verão de 2014, o lateral-esquerdo Alberto Moreno conhece melhor do que ninguém no seu clube o adversário do Liverpool na final. O jogador espanhola, de 23 anos, reflecte sobre o que vai ser preciso para bater o clube da Andaluzia no jogo decisivo.

Sobre a qualificação para a final

É fantástico. Jogar uma final é algo maravilhoso para qualquer futebolista e especialmente no nosso caso. Tem sido uma campanha muito dura na Europa League. Defrontámos adversários muito difíceis como o Manchester United, Borussia [Dortmund] e o Villarreal, e merecemos estar em Basileia. O treinador queria muito ganhar a Europa League e passo a passo conseguimos chegar à final.

Sobre a influência de Jürgen Klopp

Desde a chegada de Klopp tudo tem sido diferente. Todos os jogadores jogaram a 100 por cento. Todos nos convencemos de que podíamos conseguir algo de grande na Europa League e isso viu-se em todos os jogos que disputámos na competição; foram todos como finais para nós. Ele é muito próximo dos jogadores e fala com todos.

Sobre enfrentar o Sevilha, clube da sua cidade

Vai ser uma final estranha. Eu nasci em Sevilha, sou da cidade e adepto do clube. Estive no Sevilha dez anos – desde jovem –, mas agora sou jogador do Liverpool; vai ser fantástico e mal posso esperar pelo dia da final. Ter vencido a final em 2014 pelo Sevilha é uma memória maravilhosa. Se gostava de ganhar outra vez? Claro. Todos querem ganhar o máximo de troféus possível.

Sobre o que precisa o Liverpool para derrotar o Sevilha

Moreno celebra golo pelo Sevilha
Moreno celebra golo pelo Sevilha©Getty Images

O Sevilha tem uma equipa muito boa e todos sabem que está pelo terceiro ano consecutivo na final da Europa League. Teremos de ser nós mesmos – temos de acreditar em nós próprios e fazer o que sabemos fazer. Acreditar é o mais importante.

Topo