Himno Centenario: A canção do Sevilha para todas as épocas

"Entra bem no ouvido", explicou o capitão Coke ao UEFA.com ao falar do empolgante hino do Sevilha, uma canção que o treinador Unai Emery obriga todos os jogadores a aprender.

Os adeptos do Sevilha cantam a plenos pulmões
Os adeptos do Sevilha cantam a plenos pulmões ©Getty Images

O UEFA.com descobriu no início deste ano que muitos clubes adoptaram a canção de eleição dos adeptos do Liverpool – “You'll Never Walk Alone” –, mas o Sevilha mantém-se fiel ao seu “Himno Centenario”.

Cantado com imensa paixão no Estadio Ramón Sánchez Pizjuán e em todos os locais onde jogue o Sevilha, o “hino do centenário”, composto em 2005 pelo músico local El Arrebato, chegou ao primeiro lugar das tabelas de venda em Espanha e continua a ser sinónimo da equipa, sendo o principal coro entoado durante os jogos. "Alguns dos nossos reforços chegam ao clube sem saber uma única palavra de espanhol, mas conseguem cantar metade do nosso hino porque é muito cativante", explicou o capitão Coke ao UEFA.com. "É mesmo especial: independentemente do adversário, os nossos adeptos erguem sempre os cachecóis e cantam o nosso hino."

Unai Emery escutou vezes suficientes a canção do banco adversário, quando era treinador do Valência, para perceber o seu poder. "Há duas épocas criei a regra de termos de ouvir o hino no autocarro antes de todos os jogos e que os jogadores têm de ser capazes de o cantar e perceber o seu significado", explicou ao UEFA.com. "O hino entra facilmente no ouvido e também é muito poderoso emocionalmente, transmite os valores do Sevilha e gera empatia entre os adeptos, a equipa e o clube. Os nossos jogadores estrangeiros escutam e aprendem o hino para também terem esse sentimento."

Kevin Gameiro, avançado do Sevilha
Kevin Gameiro, avançado do Sevilha©UEFA.com

O avançado francês Kevin Gameiro sabe que cantar o hino tem enorme significado. "É um grande momento, em que sentimos a comunhão entre os jogadores e os adeptos", explicou. "Também nos ajuda em campo, quando precisamos ultrapassar os nossos limites, eles ajudam-nos a marcar o próximo golo ou a conseguir a vitória que precisamos."

Topo